terça-feira, 8 de março de 2016

Um mar de Iniquidades!



O pior tapa não é o da mão mais suja. 
Não é o que parte da mão mais rude.
O pior tapa, o que deixa marcas indeléveis em nossa pele.
É o que vem da mão que mais confiamos!
Carlos Kurare



Estupradores, homens que violentam mulheres, que as agridem com violência: tiram lascas profundas da alma de suas vítimas, e essas feridas doem doído, pelo resto da vida  dessas mulheres!
Para curar as feridas, das mulheres feridas pelo mal, deixo aqui um beijo molhado de mar, para que o sal do mar e o de suas lágrimas possam cicatrizar mais rápido suas abissais feridas!
Carlos Kurare

Geni e o zepelim - Maria Eugênia - música Chico Buarque - Ópera do Malandro




Cor de Rosa Choque - Rita Lee

 

Com relação ao dia internacional da Mulher...

 

"Brasil tem, em média, 13 mulheres assassinadas por dia

Levantamento aponta o Brasil entre os cinco países onde a violência contra a mulher é maior. As mais desprotegidas são as mais pobres e as negras

... O Brasil é um dos cinco países do mundo onde a violência contra a mulher é maior. Um estudo detalhado sobre esse tipo de covardia vai ser divulgado daqui a pouco. O Bom Dia Brasil antecipa os dados. O levantamento mostra que 13 mulheres são assassinadas por dia, em média, no país - uma a cada duas horas -  e que as mais desprotegidas são as mais pobres e as negras.

O estudo mostra que os índices de violência contra a mulher subiram mais nas regiões Nordeste e Norte. E que as maiores vítimas são as negras. A pesquisa comparou os dados do Ministério da Saúde de 2003 a 2013 e foi feita pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, com o apoio das Nações Unidas."
... "Milhares de mulheres no país inteiro não tiveram a sorte de receber ajuda. O Mapa da Violência mostra que, em 2013, foram 4.762 mulheres assassinadas: são 13 mortes por dia.
No mês passado, em João Pessoa, Claudia Bernardino dos Santos foi morta a facadas pelo marido porque queria se separar dele. A filha dela, de 15 anos, apoiava a decisão da mãe e também foi morta. O assassino confesso está preso.
Já o ex-namorado de Lidhia Bruna dos Santos continua solto. Ele é principal suspeito de matar a tiros a jovem de 21 anos, em Fortaleza, há duas semanas. Também em Fortaleza, na semana passada, Marcelina Nunes foi morta com um tiro na cabeça pelo marido, com quem vivia há 30 anos, porque queria se separar. E no litoral do Ceará, em Paracuru, Marcelo Barberena está preso, depois de confessar ter matado a mulher e a filha de 8 meses, com um revólver."
O estudo revela que um, em cada três assassinatos de mulheres, é cometido por parceiros ou ex-parceiros. E que mais da metade dos crimes acontece dentro de casa.
Os pesquisadores dizem que leis como a Maria da Penha são um avanço na proteção das mulheres. Mas falta muito. E alguns grupos são mais vulneráveis. Em 10 anos, o número de mulheres brancas assassinadas caiu 10%. E o de negras subiu 54%.
O autor do estudo, Julio Jacobo Waiselfisz, diz que essa diferença é principalmente uma questão econômica.
"A população branca ganha aproximadamente 70%, de 50% a 70% mais que população negra", explica.
A socióloga Rosana Schwartz, professora de sociologia da Mackenzie, defende um caminho para mudar a cultura machista.
“Primeiro, com a educação, porque é lá que você promove as grandes transformações. Então, discutir gênero é necessário que se faça, desde criança mais jovem até a universidade”, diz.
O estudo mostrou ainda que em uma década alguns estados apresentaram um crescimento na taxa de homicídio absurdamente elevada. Em Roraima, os números quadruplicaram e na Paraíba, triplicaram. Já outros estados, como São Paulo e Rio, apresentaram queda."

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...