domingo, 30 de setembro de 2012

Placebos: há pessoas... que não vivem sem eles!

A ignorância é uma benção da qual infelizmente não tive a graça!

Carlos Kurare
Sampa-3/6/2010 05:40

Os estranhos poderes do efeito placebo (Legendado PT-BR)
Obrigado a Ale pela dica do Vídeo!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Vital Farias é vital!


Ai que saudade doce... que sinto d'ocê!
Carlos Kurare 

Vital Farias Canção de Dois Tempos Era Casa Era Jardim  

 Vital Farias - Veja (Margarida)  

 Ai Que Saudade D'ocê - BADI ASSAD - música de Vital Farias  
Brazilian singer BADI ASSAD playing her acoustic guitar and doing her incredible beat box sounds! 

Fábio Jr. e Elba Ramalho - Ai que saudade d'ocê! música de Vital Farias

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Eu não gosto de filmes de arte...

Eu não gosto de filmes de arte... gosto de filmes com arte!

Carlos Kurare 

Revi recentemente um filmaço do Ettore Scola, chamado Feios, Sujos e Malvados. É uma comédia deliciosa, seu humor é de um ácido altamente corrosivo. Nela vemos como uma família pode ajudar as pessoas a atravessar as intenpéries do mar da vida, ou simplesmente ser o barco que naufraga e leva os tripulantes e ratos para o fundo do aMARgo da vida.

Um filme verdadeiro... real, com uma história que toca e provoca reflexões sobre o espírito familiar distorcido em consequência de uma educação doente e imoral, que certamente não é a míséria que traz, mas sem dúvida a pobreza é um dos catalisadores desse processo destrutivo da família. 
Recomendo o filme. A questão é onde encontrá-lo? Eu tenho a felicidade de tê-lo. Mas caso você não encontre para alugar ou comprar, você o acha completo e com legendas em português no Youtube. 

É só procurar que você acha “facinho”. 

Um forte abraço pra você! 

Carlos Kurare


 Feios, sujos e malvados Roteiro Genial de Sergio Citti / Ruggero Maccari / Ettore Scola 

Brutti, sporchi e cattivi Direção - Ettore Scola Feios, sujos e malvados  
 Veja fotos do filme clicando aqui:
 Brutti, Sporchi e Cattivi Ugly, dirty and bad Brutos, sucios y malos

domingo, 23 de setembro de 2012

É Primavera...



Quero morder tua boca de cereja... 
com meus dentes de chantilly! 
Carlos Kurare
 Sampa - 23/9/2012 04:29 


Minha Namorada  -  Fábio Junior  -  música: Vinicius de Moraes  

 Maria Bethânia - Minha Namorada  

Vinicius de Moraes "Marcus Vinicius da Cruz de Melo Moraes (Rio de Janeiro, 19 de outubro de 1913 — Rio de Janeiro, 9 de julho de 1980) foi um diplomata, jornalista, poeta e compositor brasileiro. Poeta essencialmente lírico, o "poetinha" (como ficou conhecido) notabilizou-se pelos seus sonetos, forma poética que se tornou quase associada ao seu nome.  Fonte: Wikipédia.org

Veja as poesias dele no site :Vinicius de Moraes

sábado, 22 de setembro de 2012

Você quer, você pode... você deve!

Quer saber como tornar seu Blog popular?
Quer aprender a criar um Blog de sucesso?
Precisa de ajuda para criar um Blog?



Fale com o Kurare!


Presto serviço de consultoria para: criação de nome, layout, fotografias, sugestão de textos, orientação sobre Backup, segurança etc e tal.

O tempo da consultoria levará em conta o seu grau de conhecimento em informática e internet, portanto pode demorar... Ou não!


O tempo de criação pode oscilar de 3 a 8 horas, Em média leva 5 horas para seu blog ficar pronto e você aprender a manuseá-lo com desenvoltura. 
Já fiz testes com antas lesionadas, macacos lobotomizados e morcegos ceguetas e afirmo que qualquer um pode criar e manter um blog, exceto se...  for um qualquer. !:o)

Faça um orçamento, sem compromisso, com quem em em dois anos atingiu a cifra de Um Milhão de Acessos. (contador oficial do Blogger, empresa do grupo Google).


Não confunda despesa com INVESTIMENTO!



Entre em contato pelo facebook ou pelo email: carloskurare@gmail.com deixe seu telefone e horário no qual eu possa ligar. Por favor, informe o nome da operadora de seu celular. Se estiver fora de São Paulo Passe o seu MSN ou Skype. 
 
Aceito grupo pequeno ou grupo de pequenas.

Aceito grupos em cidades com aeroportos de "avião grandão"! Se tiver moradia e prato feito (arroz, feijão, salada e ovo frito eu vôo, digo eu vou.


Já adianto que eu cobro muito!

... muito barato!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Esqueci-me...de te esquecer... (VERde Novo)


Alzheimer: A doença que dói... no outro!
Carlos Kurare

A frase acima é uma percepção que tive já algum tempo. Ontem ao ser carinhosamente recebido pela Dona Belinha, percebi ao repetir várias vezes as mesmas respostas à sua gentil curiosidade.

Como dói na gente... a dor que ela não sente!
Carlos Kurare


21 DE SETEMBRO - DIA MUNDIAL DA DOENÇA DE ALZHEIMER


Aprender a não esquecer - Desenvolvimento de Carreira

Truques para treinar a memória.

Memorizar trata-se de reter, arquivar ou conservar informação, para recuperá-la sempre que necessário. Lembrar é tão importante como aprender pois, de outra forma, nunca conseguiríamos utilizar os conhecimentos adquiridos.
As solicitações e exigências para a nossa memória são, cada vez mais, uma constante do dia-a-dia: códigos, passwords, números de telefone, emails... Memorizar é essencial! E ao contrário do que muitos pensam, é possível treinar a memória e controlar vários factores relacionados com a mesma, bastando para tal cumprir alguns “exercícios” básicos...
Revelamos os melhores truques para manter uma memória sempre fresca:

# Associação de ideias. O ponto base da memória é a associação de ideias, seja de forma directa ou indirecta. Podemos faze-lo conscientemente quando tentamos treinar a memória e, de forma intencional, procuramos ligar uma coisa àquela que devemos recordar (por ex., atar um fio no dedo para lembrar de fazer um telefonema). Ou podemos, associar ideias que, à partida, não estão directamente relacionadas mas que conseguimos estabelecer alguma ligação.

# Compreensão. É sempre importante procurar entender primeiro o que se pretende memorizar. A pior forma de memorizar é tentar decorar sem pensar primeiro na ideia subjacente. Compreendo previamente o que está a ser memorizado, poderá mais facilmente estabelecer associações de ideias e reter a informação básica.

# Repetição. Um velho truque, mas sempre eficiente. Uma forma possível para ajudar a memorizar é a repetição, oral ou escrita, da informação que está a tentar reter. Escrevendo muitas vezes ou lendo em voz alta, poderá mais facilmente assimilar essa informação.

# Mnemónicas. Um conjunto de técnicas utilizadas para ajudar a recordar alguma coisa e, de algo forma, implicam a associação de ideias já referida Por exemplo, encontrando palavras chave em cada conceito e anotar as letras iniciais de cada palavra para formar com elas palavras que, fazendo ou não sentido, mas que sejam simples de recordar (por vezes, quanto mais improváveis ou criativas, mais fácil será recordar-se delas).

# Leitura. Para memorizar um texto é imprescindível que o leia atentamente, e as vezes necessárias para começar a assimilar as ideias chave. Procure, numa segunda leitura, identificar as ideias principais e sublinha-las para concentrar a sua atenção nesses parágrafos.

# Memória visual. Está comprovado que temos mais facilidade em memorizar algo que vemos. A memória visual é um excelente auxiliar, pelo que ajuda sempre traduzir uma ideia para o papel, através de esquemas, gráficos ou mesmo copiando as ideias chave.

# Organização. O nosso cérebro é de tal forma complexo e metódico que, quanto mais organizada estiver a informação, mais facilmente conseguiremos relembrá-la. Procure sistematizar as ideias por escrito, dividindo a informação em duas colunas: na da esquerda, coloque as ideias chave, e à direita uma explicação mais completa.

# Oratória. A leitura em voz alta também ajuda a memorizar, sobretudo tendo alguém a quem possa ir expondo o assunto em questão. Mais uma vez, a repetição é a chave para o processo de memorização.

# Interesse. A facilidade em memorizar qualquer coisa depende do nível de interesse suscitado pela informação em questão. Naturalmente, é mais simples recordar coisas que achamos interessantes do que outras pelas quais não estamos tão interessados. Procure por isso interessar-se pelos assuntos que deve memorizar.
Fonte: aqui









Helsinki , Leonard Cohen, The Gypsy's Wife

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Falsa idade!


A Mentira tem perna curta... mas como corre essa menina! 
Carlos Kurare

Luiza Possi - Folhetim - música de Chico Buarque

Preciso dormir!!! Hoje colocarei protetores auriculares nos ouvidos (é óbvio né, afinal onde mais eu os poderia por?) e tentarei... dormir. zzzzzzz


Folhetim
Chico Buarque/1977-1978

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Me dá, me dá, me dá! Me dá um abraço apertado já!



Me dá um abraço?
O  calor do teu abraço... abranda a minha dor!
A  alvura de tua pele... colore minha pele de cor!

A nau que erra no verde dos teus olhos, me instiga a abordá-la.
O cheiro do teu corpo desperta...fome.
Não quero neste momento ...polemizar,
mas a quimica da minha física
quer te polimerizar!

Talvez... tenhamos a sorte de com a fusão de tempo e luz
...nos polinizar.

Carlos Kurare

Sampa - 19/9/2012 12:36



O Nelson Motta é muito bom! Pena que seja tão difícil descobrir os autores das músicas. Essa displicência com os autores me incomoda. Intérprete é tudo de bom, mas autor... é tudo! De que adiantaria o talento dos interpretes sem a maravilha das composições a serem interpretadas?

A poesia vive esquecida por não ter voz!
A boa música é aquela que transpira poesia.
Carlos Kurare




Bem Que Se Quis Marisa Monte música de Pino Daniele e Nelson Motta



Bem Que Se Quis
música de Pino Daniele e Nelson Motta

Bem que se quis
Depois de tudo
Ainda ser feliz
Mas já não há
Caminhos prá voltar
E o quê, que a vida fez
Da nossa vida?
O quê, que a gente
Não faz por amor?...

Mas tanto faz!
Já me esqueci
De te esquecer
Porque!
O teu desejo
É meu melhor prazer
E o meu destino
É querer sempre mais
A minha estrada corre
Pro seu mar...

Agora vem, prá perto vem
Vem depressa, vem sem fim
Dentro de mim
Que eu quero sentir
O teu corpo pesando
Sobre o meu
Vem meu amor, vem prá mim
Me abraça devagar
Me beija e me faz esquecer...

Bem que se quis
Depois de tudo
Ainda ser feliz
Mas já não há
Caminhos prá voltar
E o quê, que a vida fez
Da nossa vida?
O quê, que a gente
Não faz por amor?...

Mas tanto faz!
Já me esqueci
De te esquecer
Porque!
O teu desejo
É meu melhor prazer
E o meu destino
É querer sempre mais
A minha estrada corre
Pro seu mar...

Agora vem, prá perto vem
Vem depressa, vem sem fim
Dentro de mim
Que eu quero sentir
O teu corpo pesando
Sobre o meu
Vem meu amor, vem prá mim
Me abraça devagar
Me beija e me faz esquecer...

Bem Que Se Quis!...


polimerização
1. Quím. Processo em que duas ou mais moléculas de uma mesma substância, ou dois ou mais grupamentos atômicos idênticos, se reúnem para formar uma estrutura de peso molecular múltiplo do das unidades iniciais e, em geral, elevado.


terça-feira, 18 de setembro de 2012

"A verdade é filha do tempo." Marco Túlio Cícero



Basta conhecer a História para perceber que,
a manipulação da verdade é inerente ao ser humano!
Carlos Kurare

Programa do Jô 02-05-2012 Professor da USP: Ricardo Augusto Felicio.

Dica do Prof. Dr. Marcelo - Obrigado pela dica Marcelo! Nada melhor do que provocar a reflexão e atiçar a inteligência. A verdade é redentora!

Aquecimento Global "A FARSA" - Palestra Prof. USP

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Silêncio: é luxo só!


Eu adoraria poder abrir agora uma lata de silêncio e embriagar-me...
só com meus mais puros pensamentos!
Carlos Kurare





Quem vive em uma metrópole como São Paulo...
Sabe o luxo que o silêncio é!
 Silêncio é luxo... 
Só!
Carlos Kurare







É Luxo Só / Elizeth Cardoso  Ary Barroso e Luiz Peixoto



quarta-feira, 12 de setembro de 2012

"... Diz onde tu tá, onde tava tu? "


Atualmente está difícil encontrar um par.
Principalmente se procuramos um par... Ímpar!!!
Carlos Kurare

sampa 12-09-2012 - 03:08

um mês sem banda larga, sem o note, postagem feita catando milho num tablet... a está hora eu deveria estar a dormir. O duro é ouvir cretinices ao longo da semana, tais como:
-Além do blog o que você faz?
-Isso dá dinheiro?
-Além de escrever o que você faz pra viver?
-Eu respiro sua anta!:0)

domingo, 9 de setembro de 2012

Menta pra mim...



De Vagar

Vagamente...
Vaga a mente!
Mente vaga...
Vaga e mente.

A mente: mente!
A mente vaga!
Há vaga na minha mente.
Há menta na minha mente,
Enquanto vaga.

Vaga... e vagamente: mente
Mente pra mim! ... mente!

Menta pra mim!
E faz minha mente vagar!
Pois em meu coração há vaga!
E de vagar eu vago com algo em mente...


Que um dia: o hálito quente de sua boca de menta
Venha hidratar meus lábios de forma lenta
com a certeza de que me alimenta
a mente, o coração em tua boca de menta.


Vaga mente! Vaga!
Vagamente...
E me traz a boca de menta!

Carlos Kurare

8/9/2012 13:38 - Sampa kurare


Levei 14 minutos para compor este poema, mas levei uma vida para aprender a compôr um poema!

:o)

Oceano - Djavan - legendado com imagens



Oceano - Djavan - O próprio em interpretação magistral!


Oceano

Assim
Que o dia amanheceu
Lá no mar alto da paixão,
Dava prá ver o tempo ruir
Cadê você?
Que solidão!
Esquecera de mim?

Enfim,
De tudo o que
Há na terra
Não há nada em lugar
Nenhum!
Que vá crescer
Sem você chegar
Longe de ti
Tudo parou
Ninguém sabe
O que eu sofri...

Amar é um deserto
E seus temores
Vida que vai na sela
Dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor...

Vem me fazer feliz
Porque eu te amo
Você deságua em mim
E eu oceano
E esqueço que amar
É quase uma dor...

Só sei viver
Se for por você!


vaga1

1. Cada uma das compridas elevações da superfície de oceano ou mar, que se propagam em sucessão umas às outras, produzidas, em geral, pela ação do vento.
2. Fig. Multidão que se espalha ou invade em desordem, como vaga1 (1); turba.
3. Fig. V. onda (4):vaga de greves, de frio.
4. Grande agitação.
5. Mil. Conjunto de meios (homens, veículos, etc.) lançados à uma contra forças inimigas:vaga de assalto; vaga de ataque. [Aum.: vagalhão.]


vaga2

1. Ato ou efeito de vagar2.
2. V. vacância (2).
3. Falta, ausência, carência.
4. V. vagar2 (10).
5. Lugar disponível em hotel, pensão, etc., ou em quarto de hotel, pensão, etc.
6. Lugar ou cargo não ocupado, não preenchido:
7. Lugar vazio, vago.
Dicionário Aurélio

sábado, 8 de setembro de 2012

Quebra... mas não parte!


O amor é o elo que une pessoas... depois que a paixão parte.
Carlos Kurare
Sampa - 7/9/2012 23:56


Maria João e Mário Laginha - Beatriz  (Edu Lobo / Chico Buarque)


GUINGA E MARIA JOÃO no SESC Santana

Dia(s) 15/09, 16/09
Sábado, às 21h, domingo, às 18h.

Neste show, a cantora portuguesa dá nova forma ao conteúdo da obra do compositor brasileiro. Maria João é filha de pai português e mãe moçambicana. Além do duo que forma com Mario Laginha, a cantora é freqüentemente convidada a colaborar com músicos de grande prestígio. Guinga começou a compor aos 16 anos, e profissionalmente trabalhou com artistas como Clara Nunes, Beth Carvalho, Alaíde Costa, Cartola, entre outros. Teatro.

R$ 16,00 [inteira]
R$ 8,00 [usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante]
R$ 4,00 [trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no SESC e dependentes]

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Transação emocional:


Eu paguei a mais pelo seu afeto e você não me deu o troco!
Carlos Kurare
Sampa - 4/9/2012 12:13

Frase feita após ler o seguinte texto:


"O Que o Dinheiro Não Compra vai além da questão ética. Sandel está preocupado com as consequências, para a sociedade, da 'marquetização de tudo'. Ele acredita que, em tempos de desigualdade crescente, tal atitude amplia o abismo entre as pessoas abastadas e as de poucos recursos", comenta Oscar Pilagallo, jornalista e autor de "História da Imprensa Paulista" (Três Estrelas) e "A Aventura do Dinheiro" (Publifolha), em artigo publicado no jornal Valor sobre o livro de Michael Sandel, 28-08-2012."
Veja a matéria completa lá no BLog do Zelmar: Clique aqui:

Paulinho da Viola - "Pecado Capital" (1976)

Paulinho da Viola canta "Pecado Capital" - tema da novela do mesmo nome (1976).
Da TV Globo.

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...