terça-feira, 29 de maio de 2018

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!




Há três coisas que eu nunca esqueço na vida,
mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar:
- Andar de bicicleta;
- Nadar;
🤔...três...🙄... três... qual é a terceira mesmo?
- Ah! Lembrei!
- SEXO!!!
🤭

Carlos Kurare

João Pessoa
2018-05-28 19:15

Crise de combustível? Vá de magrela!!!


Magrela gíria paulistana da década de 80 que significa bicicleta.


Bicycle race - queen (lyrics humor HD)



Bicicleta - Toquinho - Toquinho no Mundo da criança




segunda-feira, 28 de maio de 2018

Boa viagem Sr. Lima


Sentimos saudade...
não de quem perdemos,
mas de quem nos faz falta!
Carlos Kurare
João Pessoa
2018-05-28 05:32

O Sr. Lima sempre me recebeu com um sorriso em seu lar!
E em sua homenagem: fiz uma alteração na minha frase acima.
Afinal... o Sr. Lima já nos faz falta!



Naquela Mesa - Nelson Gonçalves - Música de Sergio Bittencourt

Música de Sérgio Bittencourt em homenagem ao pai Jacob do Bandolim


Naquela Mesa
(Sérgio Bittencourt, para Jacob do Bandolim )

Naquela Mesa Ele Sentava Sempre
E Me Dizia Sempre O Que É Viver Melhor
Naquela Mesa Ele Contava Histórias
Que Hoje Na Memória Eu Guardo E Sei De Cor

Naquela Mesa Ele Juntava Gente
E Contava Contente O Que Fez De Manhã
E Nos Seus Olhos Era Tanto Brilho
Que Mais Que Seu Filho Eu Fiquei Seu Fã

Eu Não Sabia Que Doía Tanto
Uma Mesa Num Canto Uma Casa E Um Jardim
Se Eu Soubesse O Quanto Dói A Vida
Essa Dor Tão Doída Não Doía Assim

Agora Resta Uma Mesa Na Sala
E Hoje Ninguém Mais Fala No Seu Bandolim
Naquela Mesa Tá Faltando Ele,
E A Saudade Dele Tá Doendo Em Mim
Naquela Mesa Tá Faltando Ele,
E A Saudade Dele Tá Doendo Em Mim


Eu Não Sabia Que Doía Tanto Uma Mesa Num Canto
Uma Casa E Um Jardim
Se Eu Soubesse Quanto Dói A Vida
Essa Dor Tão Doída Não Doía Assim

Agora Resta Uma Mesa Na Sala
E Hoje Ninguém Mais Fala No Seu Bandolim
Naquela Mesa Tá Faltando Ele,
E A Saudade Dele Tá Doendo Em Mim

Postagem no. 1400

Em 2021 o mundo voltará a florir!

A lua veio ontem à noite fazer-me uma visita, e perguntou-me: — por que estas só, meu amigo poeta? -- não sei querida...nao sei!...