quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

O blog KURARE atinge DOIS MILHÕES de VISITAS!

A bota sem par, onde andará o par desta bota?
Sentimos saudade... 
não do que perdemos, 
mas do que nos faz falta! 
 Carlos Kurare

Eu sinto...você!

Eu sinto falta dum corpo colado ao meu numa noite fria.
Sinto falta de uma companhia alegre a alegrar meu dia!
Sinto falta de uma flor a florir a pia do banheiro.
Sinto falta de um amor presente e companheiro.
Sinto muita falta de tudo que me apraz.
Sinto falta, da falta, que você me faz!

Carlos Kurare
Sampa, 22 de outurbro de 2014 17:45h
a postagem acima foi feita originalmnete e


E seis anos depois, de repente... Dois milhões de acessos ao Blog do Kurare.





Agradeço a madrinha do blog, que infelizmente, não frequenta mais minha vida, mas que num dado momento teve grande importância, pois quando nem minha família me dava atenção, num momento em que eu estava mergulhado em profunda depressão, alguém acreditou em mim, alguém me incentivou a postar meus textos num blog. 

E começar a postar, num momento em que a imobilidade física, por conta de uma artrite severíssima, que acabou com meus planos de vida, que me transformou num pária, num intocável para os que me orbitavam... começar a postar me trouxe alegrias, me fez feliz ao perceber que eu ainda tinha alguma utilidade.

E mesmo com as dores lancinantes que me rasgavam a alma eu ainda podia tocar pessoas sensíveis, e que meu humor muitas vezes amargo pelo fel da dor, ainda podia forjar sorrisos em outras bocas que não a minha. 

Agradeço a todos que visitaram meu blog, aos comentários que recebi, aos emails, perdoem-me se não respondi a todos, não me era possível. sobreviver já era uma batalha dura para mim.

Hoje estou em João Pessoa na Paraíba, ainda vivo com dores, com limitações, mas são bem menores das que eu tive. Espero conseguir ter uma vida normal um dia. 

Fui muito bem recebido em João Pessoa, a cidade e alguns de seus moradores me receberam de braços abertos,  venha nos visitar você vai gostar daqui!

Agradeço a você que vem ao blog em busca de um singelo toque ou de um momento de um riso. Este blog é meu relicário, aqui guardo coisas que me agradam e que partilho com alegria com os que aqui vêm.

Há cerca de um ano e três meses eu estou a viver sozinho, antes não me era possível, antes eu dependia de outros para coisas simples, como comer, urinar, beber tomar banho. Uma vez fiquei 19 dias sem tomar banho, nenhum problema visto que tenho sangue lusitano a correr nas artérias e veias.

várias vezes fiquei até 8 dias sem poder ir ao banheiro fazer o número dois. Oito dias era o meu limite, ai não tinha jeito tinha que passar da cama para a cadeira de rodas e ir aos berros de dor  ao banheiro. 

Uma vez fiquei uma hora para conseguir defecar, sendo segurado. Hoje isso não me envergonha mais. Me envergonha é saber que mês familiares me viraram as costas muitas  vezes.  Mas eu entendo, uma doença crônica não é fácil para os que orbitam os doentes.

Fechar os olhos, esquecer, não se informar é mais cômodo. Talvez eu fizesse o mesmo. Não sei. Só sei que hoje meu blog tem dois milhões de visitas, Alguém entrou aqui e gostou ou não do que leu. isso não me importa, pois fiz o meu melhor, procuro sempre fazer o meu melhor.  Não teria saído da pobreza, se não o tivesse feito. 

Aos quatorze anos, trabalhando registrado, ganhando pouco, mas o suficiente para me manter e manter o meu vício de comprar livros, pagar meus estudos, pagar minha comida e minhas roupas já me era o suficiente. Sei que deixei lembranças boas em muitas boas pessoas que cruzaram comigo na vida, sei que também fui esquecido pelos medíocres, bem pelo menos tenho essa esperança.

Texto sem revisão a emoção não me permite no momento. Lembrar 21 anos de sofrimento não é fácil!!!


Atenção: Para ter acesso a outras informações privilegiadas do site, leve seu mouse todo à direita da página ou todo para cima desta.

Curare, por Nina Wirtti - Música de Bororó

Apresentada no programa Sr. Brasil do Grande Rolando Boldrin em 15/12/2013
Nina Wirtti (Santa Maria - RS) interpreta a música "Curare" (Bororó). Músicos acompanhantes: Guto Wirtti (contabaixo), Luis Barcelos (bandolim), Rafael Mallmith (violão 7 cordas) e Ruy Quaresma (violão).

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A paixão é efêmera, mas o amor... é perene!



O amor é o elo que une pessoas...
 depois que a paixão parte!
Carlos Kurare
Sampa - 7/9/2012 23:56



Maria João e Mário Laginha - Beatriz música de Edu Lobo e Chico Buarque de Holanda


segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Ötzi, o Homem... DEgelo!!!

Otzi: Nada mal para um homem de 5300 anos!



Quando uma mulher diz: os homens são todos iguais! 
Enfaticamente pergunto:
se todos são iguais, por que os troca???


Carlos Kurare
Humorista sério, filósofo de botequim, poeta sem musa, advogado de causas perdidas, financeiro sem finanças e... astronauta nas horas vagas!



A saga revivida de Ötzi, o Homem do Gelo

Onde ele vivia e o que fazia no desfiladeiro onde morreu? Um estudo meticuloso - principalmente dos restos vegetais encontrados em seu corpo - reformula muitas das especulações iniciais.

 


Saiba mais sobre  Ötzi no site da Scientific American : http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/a_saga_revivida_de_otzi_o_homem_do_gelo.html


E por falar em Homem velho:
Discovery na Escola O Mundo do Neandertal



Ney Matogrosso - Homem de Neanderthal

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Riscos voadores

Infelizmente desconheço a autoria da imagem.

Fórmula certa para um acidente veicular:

Um velhinho, de pijama vermelho, sem óculos, sem habilitação, dirigindo à noite uma carroça sem luzes, sem rodas e puxada por animais selvagens!!!  Certamente vai dar Nerda!

Carlos Kurare

A postagem abaixo foi feita originalmente em 
Hoje na Paraíba, sinto-me mais feliz, fiz um armistício com a artrite, apesar dela não seguir à risca a convenção de Genebra... tem me permitido algumas liberdades!


Oh my life minha vida esta em stand-by
Vago à noite entre bosques de chorões, há uma bruma sob meus pés
Vejo criaturas míticas e tenho contatos imediatos de terceiro grau

Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!
Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!

Sinto dores nas juntas desta máquina ultrapassada, vejo a ferrugem que se espalha sobre toda a superfície e pressinto que o fim está próximo de mim. E como um navio encalhado, num banco de areia, rezo para que a maré mude.

Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!
Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!

Caminhamos todos numa marcha silenciosa. E como lemingues marchamos tutelados para o mar. Amparados pela ordem natural das coisas.
Há um tipo de bolor que se espalha sobre nós, e nos impregna de imperfeita humanidade
Leio coisas feias sobre meus antepassados, Ötzi me gela com uma flechada fria em seu ombro e como São Patrício, matamos nossas serpentes inexistentes.
Nós somos à noite no escuro de nossos quartos, intensos, imensos e desconhecidos tais como as galáxias que o Hubble com sua miopia tecnológica não vê.
Alguém bate à porta em hora morta, é uma senhora com uma maçã que me diz palavras sem alarde.
Nesse momento, um cão ladrão, ladra e me alarda, essa é a ladra dos meus sonhos
Olho para maçã que já está apodrecida e vejo a forma humana da humanidade.

Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!

E lembro-me daquela canção:

Eu sei, pois me contaram
que há espíritos doloridos
que andam ao léu
Que para não serem vistos ou molestados
cobrem-se com um branco véu.

Mas há aqueles que os enxergam
e com eles tentam se comunicar
Mas... a dor oblitera palavras,
sentimentos e comunicação.
E espíritos erram e, erram pelo mundo.

Há homens que vivem perdidos
e perdem-se mais em multidões.
Mas há os que abraçam causas
e alteram o rumo das coisas
e fazem deste mundo... um mundo melhor!

E eu que não encanto, canto está canção

Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!

Oh! My life! A minha vida segue em stand-by!

16/6/2011 09:32
Carlos Kurare

Caramba tentei escrever uma frase apenas para postar esta música do Caetano que tocou e me tocou esta manhã. Ai deu no que deu ai em cima. 



London, London - Caetano Veloso

London, London Caetano Veloso (Tradução) Trilha Sonora BOOGIE OOGIE (Lyrics Video)HD...

Ganhei dinheiro, 
mas perdi o tempo dedicado
com aquela gente do mercado
negro financeiro.

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...