terça-feira, 29 de maio de 2018

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!




Há três coisas que eu nunca esqueço na vida,
mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar:
- Andar de bicicleta;
- Nadar;
🤔...três...🙄... três... qual é a terceira mesmo?
- Ah! Lembrei!
- SEXO!!!
🤭

Carlos Kurare

João Pessoa
2018-05-28 19:15

Crise de combustível? Vá de magrela!!!


Magrela gíria paulistana da década de 80 que significa bicicleta.


Bicycle race - queen (lyrics humor HD)



Bicicleta - Toquinho - Toquinho no Mundo da criança




segunda-feira, 28 de maio de 2018

Boa viagem Sr. Lima


Sentimos saudade...
não de quem perdemos,
mas de quem nos faz falta!
Carlos Kurare
João Pessoa
2018-05-28 05:32

O Sr. Lima sempre me recebeu com um sorriso em seu lar!
E em sua homenagem: fiz uma alteração na minha frase acima.
Afinal... o Sr. Lima já nos faz falta!



Naquela Mesa - Nelson Gonçalves - Música de Sergio Bittencourt

Música de Sérgio Bittencourt em homenagem ao pai Jacob do Bandolim


Naquela Mesa
(Sérgio Bittencourt, para Jacob do Bandolim )

Naquela Mesa Ele Sentava Sempre
E Me Dizia Sempre O Que É Viver Melhor
Naquela Mesa Ele Contava Histórias
Que Hoje Na Memória Eu Guardo E Sei De Cor

Naquela Mesa Ele Juntava Gente
E Contava Contente O Que Fez De Manhã
E Nos Seus Olhos Era Tanto Brilho
Que Mais Que Seu Filho Eu Fiquei Seu Fã

Eu Não Sabia Que Doía Tanto
Uma Mesa Num Canto Uma Casa E Um Jardim
Se Eu Soubesse O Quanto Dói A Vida
Essa Dor Tão Doída Não Doía Assim

Agora Resta Uma Mesa Na Sala
E Hoje Ninguém Mais Fala No Seu Bandolim
Naquela Mesa Tá Faltando Ele,
E A Saudade Dele Tá Doendo Em Mim
Naquela Mesa Tá Faltando Ele,
E A Saudade Dele Tá Doendo Em Mim


Eu Não Sabia Que Doía Tanto Uma Mesa Num Canto
Uma Casa E Um Jardim
Se Eu Soubesse Quanto Dói A Vida
Essa Dor Tão Doída Não Doía Assim

Agora Resta Uma Mesa Na Sala
E Hoje Ninguém Mais Fala No Seu Bandolim
Naquela Mesa Tá Faltando Ele,
E A Saudade Dele Tá Doendo Em Mim

Postagem no. 1400

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Você tem tempo para mim?



Desejo um dia leve para você...que o amor bata delicadamente em sua porta!

Quem não tem tempo para o amor, precisa aprender a redefinir prioridades.
Dar migalhas para o amor é algo que explica tanto desamor.

Você que sequer tem tempo de dar um bom dia pelo WhatsApp,
imagine se terá tempo para dizer eu amo você!

Quem não tem tempo: faz sexo! Quem tem tempo... faz amor!

Carlos Kurare
Jampa-05/04/2018


¡Deseo un día ligero para ti ... que el amor golpee suavemente en tu puerta!

Quien no tiene tiempo para el amor, necesita aprender a redefinir prioridades.
Dar migajas para el amor es algo que explica tanto desamor.

Usted que ni siquiera tiene tiempo de dar un buen día por el WhatsApp,
¡imagínese si tendrá tiempo para decir yo te amo!

¿Quién no tiene tiempo: hace sexo! ¿Quién tiene tiempo ... hace amor!

Carlos Kurare


I wish one day for you ... that love knocks gently on your door!

Those who do not have time for love need to learn to redefine priorities.
Give crumbs to love is something that explains so much love.

You do not even have time to have a good day at WhatsApp,
imagine if you have time to say I love you!

Who does not have time: has sex! Who has time ... makes love!

Carlos Kurare
@@@@@@@@@@@@@

O meu amor música de Chico Buarque na voz de Marieta Severo e Elba Ramalho

sexta-feira, 23 de março de 2018

Não se esqueçam da Rosa Atônita!


 
Poesia para uma Rosa Atônita

De uma roseira radioativa, uma rosa brotou enfim.
Não sei se terá perfume de flor, ou cheiro de capim.
É difícil de dizer se será rosa boa, ou será rosa ruim,
Afinal estamos no outono, após um ano tão chinfrim.

Eu torcerei para que sua essência não seja má.
Saberei em poucos dias se radioatividade terá,
Pois, se nascer radioativa, psicorosa ela será
E matará outras flores, que no meu jardim há.

E é só o que eu aguardo, para essa roseira desarraigar.
A minha gente jardineira já não aguenta mais se mitigar,
Ao perceber que a radiação também poderá nos matar!
Vamos então todos jardineiros: ervas daninhas arrancar!
Carlos Kurare
João Pessoa 2018-03-23


Rosa de Hiroshima - Vinícius de Moraes na voz de Ney Matogrosso


Ney Matogrosso escancara a realidade do Brasil em entrevista a Vitor Gonçalves

quarta-feira, 14 de março de 2018

Uma estrela apagou-se e deixou um imenso Buraco Negro no meu coração!




Uma Breve História do Tempo

De repente um Big Bang ocorreu e espalhou Radiação Hawking em imensa expansão
Eu tenho uma Teoria de Tudo, que me diz que não há início, meio e fim em vão.
Peço aos deístas e aos ateus que se deem as mãos, numa breve e singela oração.
Hoje brilhante Astro apagou-se deixando um imenso Buraco Negro em nosso coração.

Carlos Kurare

Jampa-2018-03-14



No meu poemicro acima, cito as cinco grandes contribuições que Stephen Hawking deu a Ciência.
Talvez seja pouco para quem nos deu tanto, mas certamente é muito para quem pouco pode dar!
Carlos Kurare


Veja aqui as Cinco grandes contribuições que Stephen Hawking deu à Ciência: Clique Aqui!


quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Basta um sorriso para me fazer feliz!



A
rápida
Reunião que advêm.
Me faz rápido para alguém.
Eu não sei bem de onde ela vem.
Sei que nem seu nome eu sabia hem?
Ela tem um sorriso que me cai muito bem.
Um sorriso que penetra a alma da gente: tipo zen.
Com seu olhar jovial, que é só dela e de mais ninguém,
E aquele adereço de folhas, em suas orelhas, são de azevém?
Sua inteligência, sagacidade e sensibilidade não a deixam aquém!
Seu olhar é tão vívido e brilhante, que sob óculos escuros não se atêm.
Ela um dia será minha musa, amiga, amante e... do espirito santo... amém!
Carlos Kurare Jampa
2018-02-21 17:15
 poesia concluída
 em... 30 minutos.
Rapidinho   hein?

Smile - música do Genial Charles Chaplin Letra: John Turner e Geoffrey Parsons

Na maravilhosa voz de Nat King Cole

Sente-se com o coração doente ... ... artista, palavras de nat King Cole por john turner e geoffrey parsons, música de charlie chaplin. "Smile" é uma música baseada em um tema instrumental usado na trilha sonora do filme Charlie Chaplin de 1936 "Modern Times ". Chaplin compôs a música, enquanto John Turner e Geoffrey Parsons adicionaram a letra e o título em 1954. Nas letras, o cantor está dizendo ao ouvinte para animar e que sempre há um amanhã brilhante, enquanto eles sorriem. A música foi originalmente cantada por Nat King Cole, traçada em 1954. Também foi coberta pela filha de Cole, Natalie, em seu álbum de 1991. Letra da letra: Sorria, embora o seu coração esteja doendo Sorria mesmo que esteja quebrando Quando há nuvens no céu, você vai passar Se você sorrir através de seu medo e tristeza Sorria e talvez amanhã Você ' verá o sol vir brilhar para você Ilumine seu rosto com alegria Esconda cada vestígio de tristeza Embora uma lágrima possa estar sempre tão perto Esse é o momento em que você deve continuar tentando Sorrir, o que é o uso de chorar? Você achará que a vida ainda vale a pena Se você apenas sorrir Esse é o momento em que você deve continuar tentando Sorrir, o que é o uso de chorar? Você achará que a vida ainda vale a pena Se você apenas sorrir.Uma simplicidade e inocência do humor, uma sensibilidade do autor, uma genialidade do artista, o brilhantismo do poema, o encanto da melodia e o singular do talento para o comércio, seja o que é emocionemos e sintamos saudades de um tempo que não vivemos.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Au, au, au... miau!!!



Depois de muita terapia de casal...
Finalmente minha mulher aprendeu a lidar comigo!
Carlos Kurare
João Pessoa - 09/01/2018



Carmen Miranda - CACHORRO VIRA LATA - Alberto Ribeiro


Waldick Soriano - Eu não sou cachorro não!



Carmen Miranda - CACHORRO VIRA LATA - Alberto Ribeiro.
Disco Odeon 11482-A - matriz 5571.
Junho de 1937.
Disco constante do Arquivo Nirez.
Coisas que o tempo levou.

Eu gosto muito de cachorro vagabundo
Que anda sozinho no mundo
Sem coleira e sem patrão
Gosto de cachorro de sarjeta
Que quando escuta a corneta
Sai atrás do batalhão


quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

O tempo remenda feridas...

Praia de Tabatinga - Paraíba


Não basta lavar a alma. Temos que secá-la também!
Carlos Kurare
João Pessoa - 04/01/2018


Agemaduomi - Não é de mais ninguém - Arnaldo Antunes e Marisa Monte

O Regional de Choro Agemaduomi, formado em 1995 com a proposta de pesquisar e divulgar o chorinho, estilo musical tipicamente brasileiro que nasceu no final do século 19 apresenta nesse Programa Som do Mato de 1999 as seguintes músicas: Assanhado, Brejeiro, Corta jaca, De mais ninguém, floraux, Santa Morena e Vibrações.

sábado, 7 de janeiro de 2017

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim


Flor Amorosa

Num belo dia desejei só para mim
Mulher amorosa e decente
E como jardineiro diligente
Semeei a melhor semente enfim

Sei que é questão de tempo para sua vinda
Para perfumar a minha vida com afinidades
E sei que, se não for bela, será muito linda
Pois será isenta de espinhos e de vaidades

Agora aguardo com paciência
Minha flor parir no meu jardim
Com aroma, com essência
E com a sua bela cor carmim

Carlos Kurare

Jampa - 2017-01-07 09:31
(poema feito em 50 minutos, portanto, não o leve muito a sério!)


Poema de minha filha Lívia - Voz de Carlos Kurare


Flor Amorosa (Joaquim Callado e Catullo da Paixão Cearense) por Lysia Condé



Flor Amorosa - Catullo da Paixão Cearense e Joaquim Callado - Maria Martha

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Amigos emLUArados



Amigos são alguns dos nutrientes necessários
para fazer nossa alma florir! 
Carlos Kurare
14/11/2016 - Jampa


Não perca, a aparição da superlua!!!
É hoje!
A última data que esse magnífico fenômeno ocorreu, foi em 1948! 
- Sim! Eu não terei uma segunda chance para apreciar tal beleza!
- E você... terá?


A Lua - Renato Rocha e Mpb4


Infelizmente muitos não dão o devido mérito aos letristas, verdadeiros poetas musicais. As pessoas só conhecem os intérpretes. Veja mais sobre Renato Rocha aqui: http://dicionariompb.com.br/renato-rocha-2/dados-artisticos

Vídeo com legenda: A lua - Renato Rocha e Mpb4

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!

Há três coisas que eu nunca esqueço na vida, mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar: - Andar de bicicleta; - Nadar; ...