quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Não se trata de α ou de Ω, mas sim de β...


Partículas de amor.

A simplicidade é “tudo de bom”! Talvez por ela ser contínua e perpétua em sua continuidade. 
Nós, as pessoas simples, ficamos felizes com coisas simples. 
Quando as partículas de amor nos envolvem a cada momento no nosso dia, temos aquele sentimento gostoso de felicidade plena. 

O amor é quântico é pura relatividade. O amor é elegante, como o Cosmo.

As pessoas felizes não sabem explicar de onde vem sua alegria, pois esta vem de pequenos momentos de gestos de amor trocados com quem as orbita.

Partículas? Sim, partículas! Se somos poeiras de estrelas, porque o amor não pode ser em sua plenitude, pequenos gestos de amparo?
Afinal, não foi de partículas que Deus fez... um universo.

Carlos Kurare
 15/09/2021

Nenhum comentário:

Não se trata de α ou de Ω, mas sim de β...

Partículas de amor. A simplicidade é “tudo de bom”! Talvez por ela ser contínua e perpétua em sua continuidade.  Nós, as pessoas...