sábado, 30 de junho de 2012

Racismo...

Á nossa volta há muitos seres inumanos e não percebemos isso até ser tarde demais.
Não estamos longe de um novo Hitler aparecer. 
A ignorância e a intolerância nos permeiam. 
Carlos Kurare

Olhos Azuis (Jane Elliott - Eye Of The Storm)
Quem me recomendou que visse este documentário foi a minha amiga Heloísa de São Paulo - SP
Adorei o documentário Professora!

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Devagar se vai ao longe, mas quando se chega a "festa acabou o povo sumiu a noite esfriou!"




Vá devagar, mas... sem delongas!
Carlos Kurare


Por Sandra Maia
Marcos havia conhecido “a mulher dos seus sonhos” há uma semana! Estava totalmente apaixonado e, pareceu-me mais que, empolgado, com o encontro, com a possibilidade, às coincidências... Tudo se encaixava perfeitamente e, ele – o príncipe – vivia um conto de fadas...

E, em meio a essa paixão toda, ele comentava – o quanto a relação era diferente de tudo o que viveu até então. De como a outra – a nova namorada - estava apaixonada por ele.. Como tudo era mágico... Até que... Bem, até que – a namorada – de tanto doar-se – se percebeu em uma prisão... Não podendo sustentar tamanha “generosidade”, pediu um tempo! Pediu para que fossem mais devagar, para que se acalmassem... Ele, pobre, não entendeu nada!
A namorada era quem ditava, a partir de agora, o ritmo dos encontros. A outra é quem lhe sinalizava que tudo era único, agora, do nada: UM TEMPO! Não, ele não suportou...
Algumas semanas depois, ela já recomposta, tentou retomar a relação, afirmando ter errado: Ele, a relação, tudo era exatamente do jeito que ela queria!
Ele, bom, ele já não queria mais. Havia nesse meio tempo se apaixonado pela vida, por si mesmo, pelos outros... Agora era a sua vez de DAR-SE UM TEMPO...
E, que ironia! Como é mesmo frágil uma relação. Principalmente, no início, quando os vínculos não estão ainda estabelecidos. O compromisso, não firmado. A confiança, não conquistada...
É! Começar uma relação não é realmente tarefa fácil. É para quem está com tempo, vontade e ânimo de investir em si mesmo, no outro, e no relacionamento: tudo ao mesmo tempo...
Não há outra forma, não há outra maneira de fazer “a coisa” durar, ser prazerosa, inclusiva.
Extrapolando um pouco, ouso dizer que não são só as relações que estão no início são frágeis... Os relacionamentos de longa data também demandam querer. Demandam presença. Atenção. Cuidado! Querem ser vividos, querem ser escolhidos todos os dias. Demandam amor incondicional e, o desejo que não pode ou deve ser confundido com o desejado.
Afinal, já temos em nós tudo o que precisamos para uma vida plena. Trazer o outro para esse nosso mundo pede, concessões, composições, renúncia, adequações... E, para isso tudo há que estar disponível – de corpo, coração, mente e alma... Há que desocupar-se – e abrir espaço, para que um outro possa ser incluído. E, mais, um outro com seus sonhos, suas incertezas, suas incoerências e, seu aprendizado... É preciso não se esquecer que esse outro, tem também seu caminho a percorrer.
Se pudermos compreender o quanto isso tudo é verdadeiro, o quão frágil é a relação e, o quão desafiador é mantê-la por um longo tempo, talvez então, estejamos prontos para torná-la forte. Fazer com que o encontro – se torne em um envolvimento tão profundo que seja capaz de ressaltar em cada um a sua individualidade, o self...
Boa semana!
Dica do texto da  Andréa - São Paulo - SP



Coloquei está música na voz do Daniel artista predileto da Maria. Faço aqui uma singela homenagem a ela que foi um dia minha Empregada Doméstica. Viviamos em perfeita simbiose. Ela tinha por sonho em sua juventude ser advogada. Não sei se um dia o será, mas sei que seus filhos, graças a sua têmpera forte, um dia chegarão lá. Querida Maria... curiosamente ao preparar esta postagem estou a usar o pano de prato que me deu.
Puxa fiquei emocionado aqui...
A Maria é um exemplo de como oportunidades podem mudar uma pessoa. Quando veio trabalhar conosco não sabia cozinhar direito, não sabia usar um microondas, seus filhos não sabia usar um computador, ela não sabia costurar. Hoje costura para fora, mexe em microondas, suas crianças sabem informática, sua filha faz curso de auxiliar de enfermagem, e tenho fé que um dia cursará uma universidade.

Para pessoas menos favorecidas como ela, da cor preta do carvão, não basta só força de vontade, faz-se necessário oportunidades!
Carlos Kurare




Ando Devagar - Almir Sater & Daniel

MARTINHO DA VILA Canta no Festival de Marisco na cidade de Olhão - ALGARVE

MARTINHO DA VILA " É DEVAGAR DEVAGAR DEVAGARINHO "

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Armagedon...



A DRAMATIC SURPRISE ON A QUIET SQUARE


To launch the high quality TV channel TNT in Belgium we placed a big red push button on an average Flemish square of an average Flemish town. A sign with the text "Push to add drama" invited people to use the button. And then we waited... Discover here what happened or visit http://www.tnt-tv.be for more info.

TNT. We know drama.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Nó Górdio...O que não consigo desatar eu corto!


Crie laços com as pessoas que lhe fazem bem, que lhe parecem verdadeiras e desfaça os nós que lhe prendem aqueles que foram significativas na sua vida,mas infelizmente,
 por vontade própria - ou do destino, deixaram de ser...
Nó aperta, laço enfeita...
simples assim.



Nó górdio

A provável lenda do nó górdio remonta ao século VIII a.C.

Conta-se que o rei da Frígia (Ásia Menor) morreu sem deixar herdeiro e que, ao ser consultado, o Oráculo anunciou que o sucessor chegaria à cidade num carro de bois. A profecia foi cumprida por um camponês, de nome Górdio, que foi coroado. Para não esquecer de seu passado humilde ele colocou a carroça, com a qual ganhou a coroa, no templo de Zeus. E a amarrou com um nó a uma coluna, nó este impossível de desatar e que por isso ficou famoso.

Górdio reinou por muito tempo e quando morreu, seu filho Midas assumiu o trono. Midas expandiu o império, porém, ao falecer não deixou herdeiros. O Oráculo foi ouvido novamente e declarou que quem desatasse o nó de Górdio dominaria toda a Ásia Menor.

Quinhentos anos se passaram sem ninguém conseguir realizar esse feito, até que em 334 a.C Alexandre, o Grande, ouviu essa lenda ao passar pela Frígia. Intrigado com a questão, foi até o templo de Zeus observar o feito de Górdio. Após muito analisar, desembainhou sua espada e cortou o nó. Lenda ou não o fato é que Alexandre se tornou senhor de toda a Ásia Menor poucos anos depois.

É daí também que deriva a expressão "cortar o nó górdio", que significa resolver um problema complexo de maneira simples e eficaz.
Fonte: http://pt.wikipedia.org

AMELINHA - Mulher nova, bonita e... - ABOUT TO THE WOMEN TOP OF
Poema do repentista OTACILIO BATISTA" numa composição com ZÉ RAMALHO.

terça-feira, 26 de junho de 2012

"A verdade é filha do tempo" M. T. Cícero

Li o sucesso não ocorre por acaso em 1994. Recomendo sua leitura. Há uma versão para jovens.

Carlos Kurare

Assista à íntegra da entrevista com Lair Ribeiro (1993) - Programa Roda Viva - TV Cultura

segunda-feira, 25 de junho de 2012

"A verdade está lá fora!" (Arquivo X - x-file)

Sei que uma menina bonitinha está a ler o meu blog. Fico muito feliz ao sabê-lo! Viu menina?!
Gente jovem com curiosidade, mente inquieta e sorriso nos lábios, são o sal da terra!
Bem-vindos os jovens perspicazes a este Blog. Espero que sempre busquem  informação e cultura além da que a escola lhes dá, pois há muitas mentes opacas nas salas de aula. Bons professores... que nos despertem a curiosidade e nos estimulem a questionar a verdade "fastfood" ...são raros!
Sofri na mão de professores obtusos, medíocres e com fibra de papelão, mas sobrevivi!

Carlos Kurare


João e Maria na Floresta


Trabalho produzido pelos alunos da oficina de Cinema e Vídeo do Colégio Medianeira, utilizando a técnica de stop motion para representar a música "João e Maria" de Chico Buarque.

Um adendo: muitos dos meus melhores amigos são, ou foram, professores e eu também já lecionei no passado, mas só para adultos, portanto, nunca deformei nenhuma mente jovem, pois como Igor - personagem do filme "Jovem Frankestein" - já as peguei deformadas! `?:oP
Carlos Kurare

domingo, 24 de junho de 2012

Intolerância...

A maioria das crenças transpira intolerância ao salivar... tolerância!
Carlos Kurare
Sampa - 19/06/2012 - 01:49h

TOLERANTIA - a short animated film by Ivan Ramadan



The first 3D animated film produced in Bosnia and Herzegovina (2008). Nominated for the Best European Short film by the European Film Academy 2008. Awarded with 7 more awards including the "Heart of Sarajevo" for the best short film on Sarajevo Film Festival 2008.
Directing, animation, sound - Ivan Ramadan
Music - traditional (Mostar Sevdah Reunion)

sábado, 23 de junho de 2012

Entropia

Ser jovem... é ser capaz de sintonizar melodias no "dial" da vida,
enquanto os outros só conseguem ouvir estática!
Carlos Kurare
Sampa - 19/06/12 - 02:50h

O vídeo abaixo contém uma animação (desenho animado) que foi sugerido por uma leitora muito especial. Eu, sinceramente, vibro quando recebo email de leitores com sugestões para postagens, pois são raríssimas! Agora! Quando o leitor que as envia é jovem eu vibro muito mais, pois essa onda jovem molha meus olhos de sal e faz a esperança de tempos melhores brotarem em meu olhar!
Obrigado Giulia por ter colocado um doce sorriso em minha face. E saiba que a redação do seu email é primorosa e, certamente, coloca muita gente com diploma universitário no bolso.
Parabéns menina!
Carlos Kurare


Entropy


entropia
[Do gr. entropé, ‘volta’, + -ia1.]
Substantivo feminino. Fís.
1. Função termodinâmica de estado, associada à organização espacial e energética das partículas de um sistema, e cuja variação, numa transformação desse sistema, é medida pela integral do quociente da quantidade infinitesimal do calor trocado reversivelmente entre o sistema e o exterior pela temperatura absoluta do sistema.
2. Medida da quantidade de desordem dum sistema [símb.: S].
© O Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa.

dial1
[Do ingl. dial.]
Substantivo masculino.
1. Radiotéc. Dispositivo para girar o capacitor de sintonia num rádio receptor, e que é, por via de regra, associado a uma escala indicadora da freqüência sintonizada:
dial2
[Do lat. vulg. *dia + -al1.]
Adjetivo de dois gêneros.
1. V. diário (1).

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Foi comida? Foi sim senhor, mas casa-se a semana que vem!

Isso que eu chamo de incoerência alimentar!
Uma vez alguém me disse que a melhor maneira de emagrecer... é não engordar! Uma grande verdade por sinal. Já ouvi desculpas hilárias de gente gorda por não conseguir emagrecer. Mudança de hábito é a solução, mas infelizmente isso não é confortável não é mesmo?
Quer perder peso? Mude hábitos alimentares ou simplesmente feche a boca! Eu no momento estou com uma barriguinha e sei que ela é fruto da minha incompetência para gerenciar o que como.
Esta palestra me deixou mais alerta. Espero que lhe deixe também!
"Tudo o que vem fácil... vai fácil"! Salvo (ou morto) pela Gordura, que é certamente uma gorda exceção dessa frase!
Carlos Kurare

"Existe um estado de carência nutricional na base de todo adoecimento."

"Mude sua alimentação, mude sua vida!"
Palestra Dr. Lair Ribeiro - Ultrashow Ultrafarma - Gazeta

Saiba quais são os piores alimentos que ingerimos! - Dr. Lair Ribeiro

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Temos responsabilidades com os pequenos.

O mal, muita vez, vem-nos cercado de encantos!
Mentes jovens, deprovidas de experiência, não o percebem.
Temos que cuidar com muita atenção dos pequeninos.
O mal, anda sempre a espreita da desatenção dos maduros!
Carlos Kurare


Alexander Petrov - The Mermaid (1997) (Subtitulada)
Enviado por Amalokch em 25/11/2009

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Todo homem tem algo a esconder...

"Quanto mais brilhante a foto... mais escuro o negativo!"
Batman the animation series vol one)

Meu filho, que mora a mais de mil quilômetros de distância veio visitar-me e me deu um presente muito especial, pois arremessou minha memória ao passado, quando passávamos momentos agradáveis de pai e filho assistindo desenhos na TV. O presente foi um dvd de "Batman the animation series vol one" Onde se vê um Batman verdadeiro e com voz de homem morcego, não essas babaquices que fizeram com o Homem Morcego no passado. O locutor que faz a voz do Batman em "português" é um show à parte. Durante nossas conversas ele lembrou-se da frase em epígrafe. Fico feliz ao ver que meu filho apreciou o que viu na infância e juventude, em termos de arte e cultura, à pouco falávamos do livro Papillon, livro este que ele leu como eu por volta dos 13 anos. Eu nunca tive um mentor não tive a sorte de nascer numa família de leitores. Sempre tive que caçar meus livros como um Tarzan numa selva inculta.
Quanta diferença seria se todos os meninos do planeta tivessem a chance de ter acesso a livros. Quadrinhos são, em minha opinião, os primeiros passos para a leitura.
Lembro-me com carinho de um gibi que minha mãe comprou quando eu tinha menos de sete anos, eu ainda não lia, mas adorava ver as imagens. A história era de Mickey o matador de gigantes. Ele subia um pé de feijão junto com o pato Donald e enfrentavam um gigante. Lembro-me do inicio da cirurgia de garganta e lembro com frustração que não me deram sorvete de massa, minha irmã ganhou sorvete de massa, sorvete de massa era o equivalente a ambrosia no Olimpo, eu garoto pobre, nunca comia sorvete de massa. Era muito caro! O sorvete eventual que tomava era um sorvete duro feito de Q-suco de cores berrantes que um homem sem nome num carrinho sem nome vendia. Sorvete de massa tinha em padaria e era da Kibon. "Quibom" que minha mãe eventualmente me comprava gibis. Foram eles as primeiras letras a me despertar o desejo pela leitura. E com você? Quais foram os gatilhos que lhe atiraram na leitura?
Carlos Kurare





Batman the Animated Series Volume 1 DVD Trailer

terça-feira, 19 de junho de 2012

Balões abrigam alegrias fugazes!


Uma verdade assaz:
Todo balão contém gás!
Todo balão nos dá paz!
Todo balão é fugaz!
Carlos Kurare


CADÊ OS MEUS BALÕES ?

Foram pelo mundo os balões da minha infância,
Propagando a paz e os céus emoldurando.
Os tive aos milhares; e hoje, na distância,
Desse mundo de sonhos vou me distanciando.

Os balões que lancei, e vi bailando ao ar,
Foram se dispersando ao léo, como fumaça...
Murcharam alguns, perderam o gás pra viajar,
Outros estouraram... sumiram tão sem graça...

Ai, que dó senti dos meus balões de outrora,
Quisera-os presos, em minhas mãos, agora...
Levaram consigo meus sonhos coloridos,

E o recordar é para mim tão dolorido...
A criança que embalo dentro do meu peito,
Lamenta e chora de saudade... não tem jeito...

Mírian Warttusch



Rondó do Capitão

Manuel BandeirA

Bão balalão,
senhor capitão.
tirai este peso
do meu coração.
não é de tristeza,
não é de aflição:
é só esperança,
senhor capitão!
a leve esperança,
a área esperança...'
área, pois não!
peso mais pesado
não existe não.
ah, livrai-me dele,
senhor capitão!

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/manuel-bandeira/rondo-do-capitao.php#ixzz1xqVlzqQ9

Secos &  Molhados - Rondó do Capitão

segunda-feira, 18 de junho de 2012

A paixão é cega! O amor usa óculos de grau!

Entenda uma coisa: a paixão vem com prazo de validade. O amor... não!
Carlos Kurare
Sampa – 15/07/2012


"Os Sentimentos Humanos certo dia se reuniram para brincar. Depois que o Tédio bocejou três vezes porque a Indecisão não chegava a conclusão nenhuma e a Desconfiança estava tomando conta, a Loucura propôs que brincassem de esconde-esconde. A Curiosidade quis saber todos os detalhes do jogo, e a Intriga começou a cochichar com os outros que certamente alguém ali iria trapacear.
O Entusiasmo saltou de contentamento e convenceu a Dúvida e Apatia, ainda sentadas num canto, a entrarem no jogo. A Verdade achou que isso de esconder não estava com nada, a Arrogância fez cara de desdém pois a idéia não tinha sido dela, e o Medo preferiu não se arriscar: “Ah, gente, vamos deixar tudo como esta”, e como sempre perder a oportunidade de ser feliz.
A primeira a se esconder foi a Preguiça, deixando-se cair no chão atrás de uma pedra, ali mesmo onde estava. O Otimismo escondeu-se no arco-íris, e a Inveja se ocultou junto a Hipocrisia, que sorrindo fingidamente atrás de uma arvore estava odiando tudo aquilo.
A Generosidade quase não conseguia se esconder porque era grande, e ainda queria abrigar meio mundo, a Culpa ficou paralisada pois já estava mais do que escondida em si mesma, a Sensualidade se estendeu ao sol num lugar bonito e secreto para saborear o que a vida lhe oferecia, porque não era nem boba nem frígida; o Egoísmo achou um lugar perfeito onde não cabia ninguém mais.
A Mentira disse para Inocência que ia se esconder no fundo do oceano, onde a inocente acabou afogada, a Paixão meteu-se na cratera de um vulcão ativo, e o Esquecimento já nem sabia o que estava fazendo ali.
Depois de contar 99 a Loucura começou a procurar.
Achou um, achou outro, mas ao remexer num arbusto espesso ouviu um gemido: era o Amor, com os olhos furados pelos espinhos.
A loucura o tomou pelo braço e seguiu com ele, espalhando beleza pelo mundo. Desde então o Amor é cego e a Loucura o acompanha.
Juntos fazem a vida valer a pena."
Lya Luft

Texto enviado por email pela leitora Drea - São Paulo - SP
obrigado Drea também gostei do texto, apesar de entender que muitos confundem amor com paixão.


Amor E Sexo - Rita Lee - música Rita Lee e Arnaldo Jabor

Adoro essa música! A letra é um primor de simplicidade e complexidade, como gosto dessa mistura... Aliás, misturar coisas é tudo de bom. Tipo: "tudo junto e misturado!" Tinha coisa melhor que morango com chantibon? Reparou que o morango não é mais o mesmo? Agora tem a polpa firme, mas gosto de papel. Saudades dos morangos vermelhos e maduros que derretiam na boca. Era raro comê-los, o preço era proibitivo... Hoje os morangos são mais acessíveis, mas o gosto é inacessível.

domingo, 17 de junho de 2012

Um dia a neve cai...

Mantenha a sua alma aquecida, para que seu corpo padeça menos ao longo do tempo!
Carlos Kurare

Tempus Fugit... Você é jovem? Comece a se preocupar com o futuro, provavelmente você viverá nele! Quanto mais cedo, se preocupar com o amanhã, melhor será. Planeje com quem e como viverá sua velhice, ela, inexoravelmente, virá. "Impávida como Mohamed Ali". Acredite-me. O tempo é implacável!


Poza Starością / Beyond Senility 2010

"Enviado por grzegorzwaclawek ao Youtube do Google em 27/10/2010

reżyseria i scenariusz / director and script
Grzegorz Wacławek
muzyka / music
Magda Grabowska

producent / producer
Stowarzyszenie Filmowców Polskich - Studio Munka
koproducent / co-producer
TVP Kultura
współfinansowany przez / cofinancing
Polski Instytut Sztuki Filmowej
koproducent/producent wykonawczy / executive producer
Animoon

Opowieść o obecności starszego pokolenia w życiu dzieci i młodych ludzi. To także historia o tym, jak ważne są relacje międzypokoleniowe, które każdej ze stron dostarczają głębokich przeżyć emocjonalnych."

sexta-feira, 15 de junho de 2012

TelegraNa...

O tempo passa tão rápido... que mal deixa passar o meu tempo

Hoje recebi um telegrama, telegrama é algo muito sério é algo que nos assusta pela imprevisibilidade do recebimento. É caro! E ninguém gasta dinheiro com ele, se não for absolutamente necessário enviá-lo. O que terá acontecido, o que me aguarda... o que saberei ao abrir este envelope pardo?
Por Tutatis! Há na modernidade espaço para telegramas?
Presinto que,  para más noticias, ainda há muito tempo!
Meu tempo se vai... e o seu, como fica?
Abrirei o meu telegrama.
Abra você também...
O céu!
Carlos Kurare
02/06/2012 - Sampa 

Tempus Fugit!


ECT refere-se a Empresa de Correios e Telégrafos, não sei o autor da letra, se você souber... me conte!

Cassia Eller - E.C.T. (acústico)


Letra aqui:http://letras.terra.com.br/cassia-eller/44918/

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Por quem os sinos dobram?

Depois de aprender esse truque, consegui dobrar uma camiseta em 43 segundos e dois décimos, antes eu levava 2 minutos, vinte e três segundos e 4 décimos! Depois me conta quanto tempo você levou para dobrar a sua?
Carlos Kurare

Dobre camisetas em 5 segundos ou mais dependendo de sua coordenação motora.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Que fome de te comer...



"A paixão mata a fome do corpo. O Amor alimenta a Alma".
Carlos Kurare

Você não entende nada / Cotidiano - Caetano Veloso e Chico Buarque (ao vivo)

"Você não entende nada + quotidiano, canções de Caetano Veloso e Chico Buarque interpretadas de forma magistral pelos dois, no álbum Caetano e Chico ao vivo, em pleno movimento Tropicália"
Enviado por nperestrelo em 24/07/2010

terça-feira, 12 de junho de 2012

Dia dos enamorados!


Há três anos que não sei o que é passar ao lado de uma namorada, no Dia dos Namorados.
Espero quebrar esse jejum... um dia...
Seja bem- vinda à minha vida! Minha doce namorada!


Carlos Kurare

Não desejo à você sorte, pois encontrar alguém não é questão de sorte!
Encontrar alguém raro? Exige dedicação, esforço, procura incansável!
Pessoas sensíveis e com as suas muitas qualidades... são raras! Tais pessoas são como pedras preciosas, portanto,
exigem garimpo duro para serem encontradas!

Não seja picareta! Pegue sua pá e vá cavar um amor!

MEXA-SE!!!

Carlos Kurare




Patrick Swayze - Ghost - Romantic scene - piano instrumental

Ghost - Unchained Melody

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Solte sua voz... e grite!

O pior tapa não é o da mão mais suja. Não é o que parte da mão mais rude. 
O pior tapa, o que deixa marcas indeléveis em nossa pele.
É o que vem da mão que mais confiamos!
Carlos Kurare

Caso você presencie um ato de violência contra:
 Crianças,  Mulheres, Idosos, enfim atos contra Gente Indefesa... Denuncie! 
Talvez, essas criaturas frágeis, não tenham mais voz para gritarem seus próprios gritos. 


Carlos Kurare

Tapa na cara - Женщины атакуют


Disque 100: confira os dados referentes aos crimes contra crianças e adolescentes

"A Secretaria Nacional dos Direitos Humanos divulgou um balanço do disque 100, que
recebe denúncias de violência contra crianças e adolescentes. Desde que foi criado, em 2003, o disque 100 já realizou mais de 2 milhões e meio de atendimentos e, neste período, foram registradas 167 mil denúncias de violência contra a criança e adolescente. Destas denúncias, 52 mil de violência sexual. Oito em cada dez vítimas são meninas.

De janeiro a março , desse ano, o disque 100 contabilizou 4.205 registros de violência sexual. A média diária de denúncias aumentou de 84, em 2010, para 103 nos três primeiros meses de 2011. “Denuncie você também. Não deixe nenhuma criança sofrer. É só discar 100 do seu telefone. A pessoa não precisa se identificar para fazer a denúncia”, orientou Ana Maria Braga.

“Essa semana eu também descobri um outro número, o 127, que vai direto no Ministério Público. Vamos colaborar para que a gente não tenha mais que dar este tipo de notícias”, pediu a apresentadora."
Fonte: Programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga.

domingo, 10 de junho de 2012

Ponte que o partiu!!!

Cartum do genial Quino -  Clique na imagem para ampliá-la!


Sem comentários! O desenho acima diz muito do comportamento humano. Ao ler a reportagem abaixo de imediato lembrei-me deste genial cartum do Quino. Na livraria Cultura do shopping Bourbon você encontra vários livros do Quino.
Carlos Kurare


Fonte: Thinkstock

"Raios e trovões”... É isso – ou coisas piores – que todo mundo fala ao bater o dedo na quina do sofá ou pisar descalço em uma peça de LEGO. Não adianta negar, todo mundo pragueja quando sente dor. E isso não acontece por acaso, afinal de contas, existe uma razão científica para que as pessoas soltem palavrões e ofensas para o que estiver por perto no momento de dores mais agudas.
Um estudo da Universidade de Keele (no Reino Unido) chegou à conclusão de que praguejar pode contribuir para que as pessoas sintam até 50% menos dor do que aquelas que não soltam palavras mais duras. Para chegar a isso, os pesquisadores colocaram as mãos de 64 voluntários em águas quase congeladas em dois momentos: pediram para que eles repetissem palavras ofensivas num deles e, depois, fizeram o mesmo com palavras comuns.
Quando diziam palavrões, os voluntários conseguiam ficar com as mãos na água gelada por dois minutos (em média). Isso representa 45 segundos a mais do que acontecia quando estavam apenas dizendo frases comuns – 1 minuto e 15 segundos.

Por que isso acontece?

Segundo Richard Stephens, um dos psicólogos responsáveis pelo estudo da Universidade de Keele, “praguejar faz a sua tolerância à dor aumentar”. Uma das principais razões para isso é a percepção da dor, que acaba ficando menos presente na mente de quem acabou de se machucar. Stephens reforça: “A prioridade é fazer com que a dor vá embora. Se praguejar piorasse, isso não teria lógica”.
O pesquisador também chegou à conclusão de que quanto mais uma pessoa utiliza palavrões no cotidiano, menos efeito “analgésico” eles oferecem. Por essa razão, nas mulheres eles acabam sendo mais eficientes do que em homens – visto que eles costumam falar mais do que elas."

Fonte: Time e LifeHacker
Via: Tecmundo


Nem tudo é o que parece ser - Desenhos pseudo-eróticos ao som de Julieta com Sandro Becker

sábado, 9 de junho de 2012

Só uma chance...


Como me é impossível tocar a lua com meus dedos, toco-a com minhas palavras!
Carlos Kurare

Jacaré Banguela:

"Vou ser sincero.
É f*** quando você sente que está indo para um caminho que não é o que você gosta. Digo isso sobre as decisões da nossa vida. Quando nossos pais e amigos vão moldando a gente de uma maneira que a gente não quer, mas nós não somos capazes de “decepcionar” quem gosta da gente.
Tive sorte de passar pouco tempo nesse caminho. Logo que descobri e entendi o que eu queria, comecei a “decepcionar” muita gente que gosta de mim. Seja pelo meu humor nem sempre tão família ou pelas minhas decisões de sair de casa antes mesmo de terminar a faculdade (que depois eu voltei e terminei).
Eu eu digo isso porque sempre acreditei que eu podia não decepcionar as pessoas lá na frente. E o “lá na frente” é agora pra mim, onde a minha família e os meus amigos entendem o que eu queria quando comecei a escrever o meu tipo de humor e me mudar para onde eu achava melhor. O que você precisa pra fazer o mesmo é simplesmente ter certeza do caminho que quer seguir.
Às vezes você só precisa de UMA chance para mostrar que é bom, como este cara:
“Holly shit balls mom!”
A história do vídeo é a seguinte:
O jovem Sam tinha acabado de completar 15 anos e ele foi com sua mãe assistir ao show do cantor Michael Bublé. Em certo ponto do show, a mãe do Sam foi até a beirada do palco e disse ao Michael que o filho dela queria cantar. O restante do vídeo você entendeu, né?
Duas coisas me surpreenderam neste vídeo. O Sam cantando e PRINCIPALMENTE a célebre frase que o cantor diz quando chama o garoto no palco “Vem aqui um pouco, porque eu me lembro de ter a sua idade”.
Mais do que uma chance, o cantor mostrou (pelo menos ao meu ver) que ele sabe EXATAMENTE como é precisar de apenas uma chance para mostrar para sua família e seus amigos qual o caminho que você quer seguir e o que você pode fazer neste caminho.
Só uma chance… uma!"
Fonte: Jacaré Banguela

Michael Buble duets with 15 year old boy on 'This is Michael Buble' - HD


Watch 15 year old Sam get up on stage with Michael to sing 'Feeling Good' in this clip from Michael's ITV1 documentary 'This is Michael Buble'

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Arte é arte!

Clique na imagem para maximizá-la
Seja nos recônditos da Terra, ou seja na superfície de Marte, 
não importa em qual parte, pois a Arte é Arte!

Carlos Kurare

Tirei esta foto com meu celular HTC Magic na calçada ao lado da entrada do Metrô Santana.

Pichadores são um porre, mas isso é arte! Pena que não pude descer para ver se há assinatura neste belo e sugestivo mural.
Se souber o nome do artista... me conta?!

:o(

Carlos Kurare

Secos & Molhados - Flores Astrais



Flores Astrais

Um grito de estrelas vem do infinito
E um bando de luz repete o grito
Todas as cores e outras mais
Procriam flores astrais
O verme passeia na lua cheia
O verme passeia na lua cheia

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Saudade dói (como ferida que se abre) na memória. (Carlos Kurare)

“Saudade é o sumo que sai quando sua lembrança me espreme o coração”
Carlos Kurare
29/7/2011 18:09 - Sampa


Father and Daughter - Pai e filha


Paul Simon - Father And Daughter


Father and Daughter HD
Enviado por yreimm0308n90 em 03/08/2010

One of best short films ever !

Directed by Michaël Dudok De Wit
Produced by Claire Jennings
Willem Thijssen
Written by Michaël Dudok De Wit
Music by Normand Roger
Denis L. Chartrand
Release date(s) 2000
Running time 8:30 minutes
Country United Kingdom
Belgium
Netherlands
Language no dialogue

Father and Daughter is a 2000 Dutch animated short film, made by Michaël Dudok De Wit. It won the 2000 Academy Award for Animated Short Film.

The film also received over 20 awards and 1 nomination and is considered the most successful in the series of works by Michaël.

Story plot

A father says goodbye to his young daughter and leaves. As the wide Dutch landscapes live through their seasons so the girl lives through hers. She becomes a young woman, has a family and in time she becomes old, yet within her there is always a deep longing for her father.

The story can be seen as a metaphor. The father leaving on a boat signifies his death and the images of the daughter watching for him to come back is signifying her always thinking about him throughout her life. Towards the end when the now elderly daughter begins to travel through the overgrown, dried up riverbed is supposed to explain that she has died and is now travelling in the afterlife to see her father once again.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Chiquita Bacana lá da Martinica, se veste com uma casca de banana nanica...

Onde andará o par de minha bota?
Oba!!! Agora não preciso mais usar banha de porco para polir minha bota!

Depois me conta se deu certo no seu sapato, to doido pra experimentar na minha bota, mas sabe como é... não posso arriscar-me, afinal só tenho um pé.

Carlos Kurare

Como polir seu sapato com casca de banana rica em potássio!

History Of Lyrics



History Of Lyrics That Aren't Lyrics | cdza

cdza. We create musical video experiments. New video every other Tuesday.

Opus No. 1. - History of Lyrics That Aren't Lyrics
26 songs, 47 years.

Download the mp3 here:
http://cdzamusic.bandcamp.com/track/opus-1-the-history-of-lyrics-that-arent-l...

Featuring
Jane Lui
Jonathan Batiste on Piano
Michael T. on the bass.
Directed/concept by Joe Sabia
Arranged by Joe Sabia/Michael T.
Sound by Matt McCorkle

http://www.cdzamusic.com
facebook.com/cdzamusic
twitter.com/cdzamusic
cdzamusic.tumblr.com

terça-feira, 5 de junho de 2012

O calor do seu corpo me seca e me deixa numa "secura".

Acho que umidade aqui não falta!!!

Eu to numa secura de você, que só seus beijos úmidos podem me hidratar!
Carlos Kurare
‎Sampa - 18/‎05/‎2012


Kid Abelha Pintura Intima

segunda-feira, 4 de junho de 2012

100 Comentários!!!

SCem comentários!!!

Quero lhe pedir minhas sinceras desculpas! Desculpe-me o fato de não responder seus comentários! Saiba que eles são muito importantes para mim! Eu os considero a valiosa paga pelas minhas postagens. Infelizmente, meu tempo está escasso e reponde-los sem o carinho que você merece me incomoda e por isso prefiro não fazê-lo, mas saiba que saboreio cada comentário seu e espero continuar a recebê-los, bem como, suas dicas e sugestões para tornar este blog o mais agradável para você e para mim.

Continue a comentar, pois seu comentário é a manifestação mais doce desta nossa simbiose.

Um forte e afetuoso abraço para você!

Comente CEMpre !!!

Carlos Kurare

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...