terça-feira, 19 de junho de 2012

Balões abrigam alegrias fugazes!


Uma verdade assaz:
Todo balão contém gás!
Todo balão nos dá paz!
Todo balão é fugaz!
Carlos Kurare


CADÊ OS MEUS BALÕES ?

Foram pelo mundo os balões da minha infância,
Propagando a paz e os céus emoldurando.
Os tive aos milhares; e hoje, na distância,
Desse mundo de sonhos vou me distanciando.

Os balões que lancei, e vi bailando ao ar,
Foram se dispersando ao léo, como fumaça...
Murcharam alguns, perderam o gás pra viajar,
Outros estouraram... sumiram tão sem graça...

Ai, que dó senti dos meus balões de outrora,
Quisera-os presos, em minhas mãos, agora...
Levaram consigo meus sonhos coloridos,

E o recordar é para mim tão dolorido...
A criança que embalo dentro do meu peito,
Lamenta e chora de saudade... não tem jeito...

Mírian Warttusch



Rondó do Capitão

Manuel BandeirA

Bão balalão,
senhor capitão.
tirai este peso
do meu coração.
não é de tristeza,
não é de aflição:
é só esperança,
senhor capitão!
a leve esperança,
a área esperança...'
área, pois não!
peso mais pesado
não existe não.
ah, livrai-me dele,
senhor capitão!

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/manuel-bandeira/rondo-do-capitao.php#ixzz1xqVlzqQ9

Secos &  Molhados - Rondó do Capitão

Um comentário:

Lina Maria disse...

Os balões elevam olhares para o céu,
mostrando a magia de voar e alcançar um "novo mundo".
Talvez o simples fato deles existirem, mesmo que seja
com seu fugaz colorido, seja o suficiente para nos fazer
pensar sobre "novas rotas", "novos mundos","novos olhares"...

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...