terça-feira, 19 de junho de 2012

Balões abrigam alegrias fugazes!


Uma verdade assaz:
Todo balão contém gás!
Todo balão nos dá paz!
Todo balão é fugaz!
Carlos Kurare


CADÊ OS MEUS BALÕES ?

Foram pelo mundo os balões da minha infância,
Propagando a paz e os céus emoldurando.
Os tive aos milhares; e hoje, na distância,
Desse mundo de sonhos vou me distanciando.

Os balões que lancei, e vi bailando ao ar,
Foram se dispersando ao léo, como fumaça...
Murcharam alguns, perderam o gás pra viajar,
Outros estouraram... sumiram tão sem graça...

Ai, que dó senti dos meus balões de outrora,
Quisera-os presos, em minhas mãos, agora...
Levaram consigo meus sonhos coloridos,

E o recordar é para mim tão dolorido...
A criança que embalo dentro do meu peito,
Lamenta e chora de saudade... não tem jeito...

Mírian Warttusch



Rondó do Capitão

Manuel BandeirA

Bão balalão,
senhor capitão.
tirai este peso
do meu coração.
não é de tristeza,
não é de aflição:
é só esperança,
senhor capitão!
a leve esperança,
a área esperança...'
área, pois não!
peso mais pesado
não existe não.
ah, livrai-me dele,
senhor capitão!

Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/manuel-bandeira/rondo-do-capitao.php#ixzz1xqVlzqQ9

Secos &  Molhados - Rondó do Capitão

Um comentário:

Lina Maria disse...

Os balões elevam olhares para o céu,
mostrando a magia de voar e alcançar um "novo mundo".
Talvez o simples fato deles existirem, mesmo que seja
com seu fugaz colorido, seja o suficiente para nos fazer
pensar sobre "novas rotas", "novos mundos","novos olhares"...

Você tem tempo para mim?

Desejo um dia leve para você...que o amor bata delicadamente em sua porta! Quem não tem tempo para o amor, precisa aprender a rede...