quarta-feira, 20 de junho de 2012

Todo homem tem algo a esconder...

"Quanto mais brilhante a foto... mais escuro o negativo!"
Batman the animation series vol one)

Meu filho, que mora a mais de mil quilômetros de distância veio visitar-me e me deu um presente muito especial, pois arremessou minha memória ao passado, quando passávamos momentos agradáveis de pai e filho assistindo desenhos na TV. O presente foi um dvd de "Batman the animation series vol one" Onde se vê um Batman verdadeiro e com voz de homem morcego, não essas babaquices que fizeram com o Homem Morcego no passado. O locutor que faz a voz do Batman em "português" é um show à parte. Durante nossas conversas ele lembrou-se da frase em epígrafe. Fico feliz ao ver que meu filho apreciou o que viu na infância e juventude, em termos de arte e cultura, à pouco falávamos do livro Papillon, livro este que ele leu como eu por volta dos 13 anos. Eu nunca tive um mentor não tive a sorte de nascer numa família de leitores. Sempre tive que caçar meus livros como um Tarzan numa selva inculta.
Quanta diferença seria se todos os meninos do planeta tivessem a chance de ter acesso a livros. Quadrinhos são, em minha opinião, os primeiros passos para a leitura.
Lembro-me com carinho de um gibi que minha mãe comprou quando eu tinha menos de sete anos, eu ainda não lia, mas adorava ver as imagens. A história era de Mickey o matador de gigantes. Ele subia um pé de feijão junto com o pato Donald e enfrentavam um gigante. Lembro-me do inicio da cirurgia de garganta e lembro com frustração que não me deram sorvete de massa, minha irmã ganhou sorvete de massa, sorvete de massa era o equivalente a ambrosia no Olimpo, eu garoto pobre, nunca comia sorvete de massa. Era muito caro! O sorvete eventual que tomava era um sorvete duro feito de Q-suco de cores berrantes que um homem sem nome num carrinho sem nome vendia. Sorvete de massa tinha em padaria e era da Kibon. "Quibom" que minha mãe eventualmente me comprava gibis. Foram eles as primeiras letras a me despertar o desejo pela leitura. E com você? Quais foram os gatilhos que lhe atiraram na leitura?
Carlos Kurare





Batman the Animated Series Volume 1 DVD Trailer

3 comentários:

Lina Maria disse...

Carlos, cirurgia para a retirada das amígdalas...fizeram em você também!
Eu passei por isso e foi uma experiência horrível.
Tenha poucas lembranças da minha infância, mas esta foi uma que ficou muito marcante
em minha memória.
Igualmente, não tive pais que me inseriram no mundo da leitura.
No meu caso, fui conduzida ao mundo da escrita por meio das novelas de época.
Como gostava de viajar no tempo e conhecer o vocabulário, a vestimenta e os hábitos
da nossa sociedade, principalmente, olhares do século XlX, envolto pela
efervescência do Romantismo e com o Realismo despontando no horizonte, com sua
peculiar crítica social.
Novelas como A moreninha (Joaquim Manuel de Macedo); Senhora (José de Alencar); Escrava Isaura (Bernardo Guimarães); A sucessora (Carolina Nabuco) foram os "gatilhos" que me atiraram no mundo da leitura do qual nunca mais saí.
http://www.youtube.com/watch?v=wUqQTgDpPQk

Bom seria se, em todo lar, houvesse motivação suficiente para conduzir os jovens
ao campo literário.
http://www.youtube.com/watch?v=1-1X1EXWaJU&feature=related

Abraços!

Sheyla disse...

Pelas "barbas de Netuno" Batman...um super encontro este.
Pai e filho..na BATCAVERNA..Uauuuuuuuu...TUDO DE BOM, menino..

Quantas memórias, quanto (re)vivenciar..quantas alegrias..
O texto de hoje reflete a MÍSTICA DO ENCONTRO..

Tudo tem um "Q" de meninos..

Para vocês Batman e Robin..

O menino Maluquinho
Era uma vez um menino
Maluquinho.
Ele tinha o olho maior que a
barriga,
tinha vento nos pés
umas pernas enormes( que davam para abraçar o mundo.)
e macaquinhos no sótão ( embora nem soubesse o que significa macaquinhos no sótão.)
Ele era um menino impossível.
Ele era muito sabido
ele sabia de tudo
a única coisa que não sabia
era como ficar quieto.

Ziraldo

Sheyla disse...

Pelas "barbas de Netuno" Batman...um super encontro este.
Pai e filho..na BATCAVERNA..Uauuuuuuuu...TUDO DE BOM, menino..

Quantas memórias, quanto (re)vivenciar..quantas alegrias..
O texto de hoje reflete a MÍSTICA DO ENCONTRO..

Tudo tem um "Q" de meninos..Meninos MALUQUINHOS..


Um presente VIRTUAL para Batman e Robin:

O menino Maluquinho
Era uma vez um menino
Maluquinho.
Ele tinha o olho maior que a
barriga,
tinha vento nos pés
umas pernas enormes( que davam para abraçar o mundo.)
e macaquinhos no sótão ( embora nem soubesse o que significa macaquinhos no sótão.)
Ele era um menino impossível.
Ele era muito sabido
ele sabia de tudo
a única coisa que não sabia
era como ficar quieto.

Ziraldo

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...