domingo, 23 de setembro de 2012

É Primavera...



Quero morder tua boca de cereja... 
com meus dentes de chantilly! 
Carlos Kurare
 Sampa - 23/9/2012 04:29 


Minha Namorada  -  Fábio Junior  -  música: Vinicius de Moraes  

 Maria Bethânia - Minha Namorada  

Vinicius de Moraes "Marcus Vinicius da Cruz de Melo Moraes (Rio de Janeiro, 19 de outubro de 1913 — Rio de Janeiro, 9 de julho de 1980) foi um diplomata, jornalista, poeta e compositor brasileiro. Poeta essencialmente lírico, o "poetinha" (como ficou conhecido) notabilizou-se pelos seus sonetos, forma poética que se tornou quase associada ao seu nome.  Fonte: Wikipédia.org

Veja as poesias dele no site :Vinicius de Moraes

3 comentários:

Lina Maria disse...

Sol de primavera brilhando com seus sabores...perfumando com seu doce aroma...
http://www.youtube.com/watch?v=8CoEa3uD_7g&feature=related

Ai Vinícius!!!Que convite é este?!

"...E se mais do que minha namorada
Você quer ser minha amada
Minha amada, mas amada pra valer
Aquela amada pelo amor predestinada
Sem a qual a vida é nada
Sem a qual se quer morrer
Você tem que vir comigo
Em meu caminho
E talvez o meu caminho
Seja triste pra você
Os seus olhos tem que ser só dos meus olhos
E os seus braços o meu ninho
No silêncio de depois
E você tem de ser a estrela derradeira
Minha amiga e companheira
No infinito de nós dois"

http://letras.mus.br/vinicius-de-moraes/49276/

Sinceramente,há mais o que dizer depois de tudo isto?
Penso que somente o encontro de olhares seria capaz de traduzir uma emoção como esta.
"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar."
Leonardo da Vinci

Hum, poeta...amei sua postagem de hoje!
Bjs

Lina Maria disse...

Resolvi dar uma pesquisada nos sonetos de Vinícius e encontrei um material muito bom.

"Soneto do Amor Total" http://www.youtube.com/watch?v=5-POwc1SNlg

Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.
Vinícius de Moraes

"O VELHO E A FLOR"

Por céus e mares eu andei,
Vi um poeta e vi um rei
Na esperança de saber
O que é o amor.

Ninguém sabia me dizer,
Eu já queria até morrer
Quando um velhinho
Com uma flor assim falou:

O amor é o carinho,
É o espinho que não se vê em cada flor.
É a vida quando
Chega sangrando aberta
em pétalas de amor.

Vinícius de Moraes

Quão bom seria se todos olhares pudessem enxergar o poder e a beleza da poesia...
Bjs

Silvana Bacana disse...

Ah... , Vinicius é tudo de maravilhoso!!! Adoro a Primavera, os dias mais longos, as flores desabrochando, muito sol, luz e calor!!!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...