domingo, 28 de março de 2010

Barco Negro...



A distância não limita as pessoas...pessoas é que limitam pessoas.
Carlos kurare


Barco Negro

Música: Caco Velho , Piratini 
Letra:David Mourão - Ferreira
Intérprete:Amália Rodrigues
De manhã, que medo, que me achasses feia!
Acordei, tremendo, deitada n'areia
Mas logo os teus olhos disseram que não,
E o sol penetrou no meu coração.[Bis]

Vi depois, numa rocha, uma cruz,
E o teu barco negro dançava na luz
Vi teu braço acenando, entre as velas já soltas
Dizem as velhas da praia, que não voltas:

São loucas! São loucas!

Eu sei, meu amor,
Que nem chegaste a partir,
Pois tudo, em meu redor,
Me diz que estás sempre comigo.[Bis]

No vento que lança areia nos vidros;
Na água que canta, no fogo mortiço;
No calor do leito, nos bancos vazios;
Dentro do meu peito, estás sempre comigo.

Barco Negro - Amália Rodrigues

Autor do vídeo: Tessponte

4 comentários:

Anônimo disse...

Aaadoreiii o video da Amália Rodrigues, tu sem querer me fizeste uma homenagem...sou neta de portugueses e gregos, agora poste algo sobre os gregos, a outra parte da família pode ficar magoada...rs(brincadeirinha). De onde vem tanta inspiração para postar coisas tão esquecidas...vem da tua experiência de vida?? uma hora conte no blog.
bjs
Alicce

Anônimo disse...

Linda canção e letra. Parabéns ao criador Carlos Kurare. S. Bacana

Anônimo disse...

A propósito, a frase : FALA QUE EU TE ESCUTO está supimpa, nota dez na armação. S. Bacana

Carlos Kurare disse...

Na verdade procuro sempre que possível citar os autores de tudo o que posto.
Acima o meu único mérito foi montar a postagem pesquisar e muito as fotos e a música. Pois sou fã há três décadas dessa música. Tem uma versão com o Ney Matogrosso.
Agora a frase: A distância não limita as pessoas... pessoas é que limitam pessoas. É minha! E quando me for possível, as fotos também serão.

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...