quinta-feira, 10 de junho de 2010

Luís Vaz de Camões

 Em terra de cego quem tem um olho só é rei!
Carlos Kurare



Luís Vaz de Camões (Lisboa[?], c. 1524 — Lisboa, 10 de junho de 1580) foi um célebre poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesae um dos grandes poetas do Ocidente.

Mudam-se os tempos...
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
muda-se o ser, muda-se a confiança;
todo o mundo é feito de mudança,
tomando sempre novas qualidades.
Continuamente vemos novidades,
diferentes em tudo da esperança;
do mal ficam as mágoas na lembrança,
e do bem (se algum houve),as saudades.
Luís Vaz de Camões


Amor é fogo que arde sem se ver ...
Luís Vaz de Camões

Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?



AMÁLIA RODRIGUES,CANTA CAMÕES - DURA MEMÓRIA
Clique aqui para ir para o youtube.



Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, soneto




Monte Castelo - Legião Urbana - Composição: Renato Russo - Camões (Letra).




OS LUSÍADAS de Luiz Vaz de Camões. SÉRIE GRANDES LIVROS - Produzido pela RTP2

Documentário clique no link e será remetido ao youtube para ver o documentário:

CAMÕES. Os Lusíadas 1/5


CAMÕES. Os Lusíadas 2/5



CAMÕES. Os Lusíadas 3/5



CAMÕES. Os Lusíadas 4/5



CAMÕES. Os Lusíadas 5/5

7 comentários:

ANÔNIMA FASCINADA disse...

Divino!(ops!) Maravilhoso!Sensacional, digno de um deus grego como Carlos Kurare (Ato falho)Que posso fazer? Leio o que escreve e me lembro da mitologia grega e você ainda ajuda, colocando um riquíssimo documentário sobre a obra e vida de Camões falando de amor... Nossa, lindo os vídeos,é para deixar o coração batendo descompassado...Quanto ao café,que honra você me pagar um café.Vou correndo comprar uma passagem para encontrá-lo...Ah!Conhecendo você, este deve ser "um convite grego".Convida mas não comparece.Bjs

Carlos Kurare disse...

Apareço sim! Só que com um monte de soldinhos dentro do cavalo! Ou do cerébro! :o)

Anônimo disse...

Que linda surpresa hoje...você conseguiu se superar! Que bela repaginada...está tudo perfeito:vídeos, textos, imagens...amei. Parabéns pelo seu trabalho. Hoje não deu para me conter e
acho que você merece mais do que uma elogio. Merece minha sincera admiração. É um prazer visitar seu blog todos os dias. Bjs.

Bebel

Carlos Kurare disse...

Olá Bebel é um prazer vê-la nos comentários!
Há alguns acertos a serem feitos! Eu os farei na medida do possível, pois para mim o foco é o conteúdo. Se bem que beleza é fundamental! :o)

Anônimo disse...

Será de verdade? Será q é comédia? Será divina?
Parabéns! Você é um espetáculo! Maravilhoso!

Leila Bragança

Carlos Kurare disse...

:o)

Anônimo disse...

Parabéns!
Tudo o que podia ser dito, já o foi, sobre seu bom gosto na repaginação do blog. Agora, o que eu vejo,...claro que não faz diferença, mas vou dizer mesmo assim. As laterais da página lembram a porta, que esconde ou mostra parte de seu belo rosto, na foto. Olhando desse jeito, tem-se a impressão de que o espaço, entre as laterais rústicas, é também o espaço entreaberto da porta, por onde, aos poucos, com sutileza, te revela... ou, esconde.
Muito bom, mesmo.

Clarabela

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!

Há três coisas que eu nunca esqueço na vida, mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar: - Andar de bicicleta; - Nadar; ...