quarta-feira, 28 de julho de 2010

A necessidade do movimento...sapateado



Como ontem falei da necessidade do movimento, hoje vi este vídeo, e achei-o fabuloso! Eu particularmente não gosto de sapateado e muito menos de musicais (há poucas exceções), não tenho esse refinamento artístico, afinal, pra quem já foi menino da periferia, que subiu em árvores, jogou bolinha de gude em rua de terra e soltou pipas, essas coisas são difíceis de assimilar. 


Mas, ao ver o vídeo abaixo, fiquei impressionado com a sincronia dos bailarinos, e imaginei: quantas horas, dias, meses... não foram necessários em ensaios, suores, angústias e dores, para chegarem a essa perfeição?
Dança é ritmo!



Eu... que mal consigo ritmar a minha vida! Pergunto: como bailarinos conseguem quebrar regras básicas de tempo e espaço, com os pés?

Carlos Kurare

Sapateado

3 comentários:

Lucia Helena disse...

Dança é linguagem da alma, é pulsar incessante que nos toma de assalto e não permite que seja esquecido. Invade cada célula, bem como o espaço existente entre elas. Faz com que você supere qualquer obstáculo, abandone todo cansaço, vença qualquer desafio. Não existem mais dores, lágrimas, suor, sangue... Como preocupar-se com pés ensangüentados ou dormências nas pernas e braços, face à magia e perfeição da coreografia pronta, da platéia comovida? Dança é vício abençoado, é prazer ilimitado e inigualável... É minha forma de me comunicar com o mundo, de mostrar quem sou, de ritmar minha vida...

Carlos Kurare disse...

Lucia Helena,

Entendo o que diz...não por saber dançar, mas por justamente não saber fazê-lo! Apenas faço parte da platéia que pede Bis!
Carlos Kurare

Lucia Helena disse...

Obrigada por entender e ser parte da platéia que pede bis!!!
Acredite, a parte dos pés sangrando não foi licença poética, eu vi acontecer e aconteceu comigo! Só que nada me faria parar naquele dia... Dancei chorando e de sapato vermelho para ninguém ver o sangue escorrer, mas, dancei! E nunca me senti mais feliz na vida!!! Foi uma catarse, uma apoteose, um orgasmo... Nada que já vivi superou aquele momento...
Por todos bailarinos e bailarinas do mundo, apresento meu agradecimento e meu reconhecimento...

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...