sábado, 17 de julho de 2010

Onde não há amor a intimidade não permeia.

Onde não há amor a intimidade não permeia. O sexo nessas ocasiões molha a pele, mas... não lava a alma!    

São 04:17h, deste sábado frio, estou exausto, e amanhã tenho aula!
Meu netbook está inoperante deste o dia 9.Estive fora estes 6 dias. Não vi e-mails. As postagens são automáticas. Os comentários já foram postados. Os que não foram não voltaram, digo deliro de sono aqui, rsrs. Postarei o restante na segunda, quando espero, na terça, sem falta consertar o net na quarta, mas de sexta não passa, a não ser que eu faça um serviço de quinta e descanse no sábado.

Ainda não tive o sossego necessário para começar a escrever a stand-up.

Um Oi para a menina da Oi! Que me deu um oi muito especial ao lembrar de duas frases que lera no meu blog. Isso me deixou muito... Muito feliz!

Gostaria de dizer ao mundo que é possível sim, fazer peixe congelado no microondas, o que é quase impossível... é comê-lo!
Agora são 4:33h, daqui a pouco vou dormir e como nunca lembro dos meus sonhos, vou fazer um esforço e sonhar que ainda terei uma namorada que saiba cozinhar. Ou comprar congelados melhores.

Acabo de descobrir nestes últimos dias que: os barulhos de uma megalópole são mais amenos, quando desfrutamos de boa companhia.

Por acaso, descobri que perder o ocaso, não é um caso perdido, mas sim, um descaso! Um tempo perdido! Que, se não pode ser recuperado, ao menos pode ser redimido, no final do dia seguinte.
Carlos Kurare
Sampa-17/10/2010-5:16h

remido: Resgatado, liberto do cativeiro.
ocaso: 1 Pôr-do-sol; o desaparecimento de qualquer astro no horizonte. 2 Momento em que esse desaparecimento se realiza. (Michaelis)

5 comentários:

l disse...

grata pela minha parte...tenha bons sonhos...doces e carinhosos beijos...

Edite Guerra disse...

Não sei se consegui alcançar o pensamento do seu pensamento.(rs) Porém, senti um desejo enorme de me reportar a minha mente... Meu mundo... Apenas meu.
Nunca falei isso para NINGUÉM, mas, não sei... Deu vontade agora.
Antes de dormir... costumo visalisar este mundo... que é só meu. E lá... Ah! lá é simplesmente, meu mundo! Mentaliso e imagino as pessoas (que são poucas) e gostaria que fizessem parte dele. Não sei se me fiz entender.. Mas esse mundo que falo, é repleto de segredos, lugares fascinantes, prontos a serem descobertos.. E é meu... apenas meu!
Um beijão!

Luna disse...

Carlos,

Quando estive aqui pela primeira vez, deixei um comentário dizendo que iria devorar cada pedacinho do seu blog...

Me perdoe, mas por vezes, a emoção sobrepõe a razão.

http://www.youtube.com/watch?v=jKUk08NniQg

Carlos Kurare disse...

Luna...
Reze uma Ave Marinha e dois pelicanos. Eu a perdoo, mas... não voltes a pecar! Ó mulher! rsss
:0)

Ainda não publiquei seu comentário sobre o poema para que eu grave pois gostei do poema e pretendo gravá-lo, assim que solucionar os problemas técnicos e humanos que estou tendo no momento.
Bye!

Carlos kurare

Luna disse...

Rindo muito sobre a penitência...

Mas a emoção que eu senti ao me deparar com "Ausência" e com a possibilidade de ter esse poema de uma forma ainda mais intensa e perfeita na sua voz, isso tudo me faz acreditar que ainda voltarei a pecar, serão necessárias outras tantas Aves Marinhas. Rsss

Falando sério, é uma honra saber que a sugestão te agradou...feliz da vida aqui!

Beijos

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...