sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Oropa, França e Bahia



Oropa, França e Bahia

Alceu Valença, Ascenso Ferreira

Num sobradão arruinado,
Tristonho, mal-assombrado,
Que dava fundos pra terra.
(“Para ver marujos,
Tiruliluliu!
Quando vão pra guerra...)
E dava fundo pro mar.
(“Para ver marujos,
Tiruliluliu!
Ao desembarcar”)


...Morava Manuel Furtado,
Português apatacado
Com Maria de Alencar!
Maria era ema cafuza
Cheia de grandes feitiços.
Ah! Os seus braços roliços!
Ah! Os seus peitos maciços!
Faziam Manuel babar...


A vida de Manuel,
Que louco alguém o dizia,
Era vigiar das janelas
Toda a noite e todo o dia,
As naus que ao longe passavam,
De “Oropa, França e Bahia”!


- Me dá uma nau daquelas,
Lhe suplicava Maria.
- Estás idiota, Maria.
Essas naus foram vintena
Que eu herdei de minha tia!
Por todo o ouro do mundo
Eu jamais as trocaria!


Dou-te tudo que quiseres:
Dou-te xale de Tonquim!
Dou-te uma saia bordada!
Dou-te leques de marfin!
Queijos da Serra da Estrela,
Perfume de Benjoim...


Nada.
A mulata só queria
Que Seu Manuel lhe desse
Uma nauzinha daquelas,
Inda a mais pichititinha,
Pra ela ir ver essas terras
De “Oropa, França e Bahia...”


Ó Maria, hoje nós temos
Vinho da Quinta do Aguirre,
Uma queijada de Sintra,
Só pra tu te distraire
Desse pensamento ruim...
- Seu Manuel, isso é besteira!
Eu prefiro é macaxeira
Com galinha do oxinxim!


“Ô lua que alumiais
Esse mundo de meu Deus,
Alumia a mim também
Que ando fora dos meus...”


Cantava Seu Manuel
Espantando os males seus.


“Eu sou mulata dengosa,
Linda, faceira e mimosa,
Qual outras brancas não são”...
Cantava forte Maria,
Pisando fubá de milho,
Lentamente, no pilão...


Uma noite de luar,
Que estava mesmo taful,
Mais de quatrocentas naus,
Surgiram vindas do Sul...
- Ah! Seu Manuel, isto chega...
Danou-se de escada a baixo,
Se atirou no mar azul.


- Onde vais, mulhé?
- Vou me daná no carrossé!
- Tu não vais, mulhé,
Mulhé, você não vai lá...


Maria atirou-se n’água,
Seu Manuel seguiu atrás...
- Quero a mais pichititinha!
- Raios te partam, Maria!
Essas naus são meus tesouros,
Ganhou-as matando mouros
O marido da minha tia!
Vêm dos confins do mundo...
De “Oropa, França e Bahia”!


Nadavam de mar em fora...
(Manuel atrás de Maria)
Passou-se uma hora, outra hora,
E as naus nenhum atingia...
Faz-se o silêncio nas águas,
Cadê Manuel e Maria?


Madrugada, na praia,
Dois corpos o mar lambia...
Seu Manuel era um ”Boi Morto”,
Maria, uma “Catovia”!


E as naus de Manuel Furtado,
Herança de sua tia?


- Continuam mar a fora,
Navegando noite e dia...
Caminham para “Passárgada”,
Para o Reino da Poesia!
Herdou-as Manuel Bandeira,
Que, ante minha choradeira,
Me deu a menor que havia!


- As eternas Naus do Sonho,
De “Oropa, França e Bahia”...


ALCEU VALENÇA - OROPA, FRANÇA E BAHIA

6 comentários:

Helena disse...

Né?!
...Um próximo passo pode ser vc mesmo recitando!E olha que recitar esta deve ser um desafio e tanto...eu ouvi algumas e achei que ficaram muito boas, com toda sua modéstia em relação a qualidade do som e etc.
Helena

Carlos Kurare disse...

Ah! Ficou ótima com o sotaque do Alceu!

Anônimo disse...

Simplesmente amei este texto.
Gosto muito do Alceu Valença, mas como ator, "não o sabia"
Intérprete incomparável, me fez sorrir de alegria
Ao declamar este poema Oropa , França e Bahia.
Ele faz parte de uma safra que talvez não seja reposta, juntamente com Vital Farias, xangai que são legitimos representantes da MPB raiz do nordeste.
Parabéns pelo Blog e conteúdo
Terezinha (theccah-b) PP

Carlos Kurare disse...

OI Terezinha!

Grande verdade há muito material humano que vamos perdendo na MPB e infelizmente não vejo reposição à altura deles. É uma pena!
Seja bem-vinda aos comentários.

Carlos Kurare disse...

Quem foi que me deu a dica do ALCEU VALENÇA - OROPA, FRANÇA E BAHIA??? Esqueci-me!!! Me perdoe preciso agradecer, mas não sei a quem!

Helena disse...

Mas por outro lado, tem muita gente boa por aí sim, só que a gente não ouve falar, porque é um tipo de música que não desperta o interesse da mídia no momento.Isso é uma coisa que sempre aconteceu e vai acontecer.São fases, ciclos.Alceu valença, Moraes Moreira, Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Vital, Elomar,Rita Lee, Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Caetano,etc representaram uma fase diferente da MPB.Muito rica, muito deliciosa e que fazia sucesso pra maioria naquele momento histórico.Se a gente andar por aí procurando, com certeza acharemos os sucessores deles e outros artistas maravilhosos.Eu acho!Até me lembrei de uns artistas que conheci a pouco tempo e que me mataram de rir num dia que eu estava precisando muito e gostaria de compartilhar:http://www.tangosetragedias.com.br/

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...