sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Vale a pena ver de novo!




Tenacidade, persistência, paciência na medida certa, são forjas para moldar-se um bom caráter. Edson queimou muitas lâmpadas até conseguir acender sua idéia!.
Sampa 27/5/2010 18:50

Carlos Kurare.



Caramba!

Quando vou conseguir companhia para ir ao Zoológico?

Gostava de ir ao zôo com as crianças.

Meus filhos ficavam maravilhados com o passeio,e confesso que eu também.

Muitos animais não estariam hoje,extintos se tivessem sido preservados em Zôos.

Uma pessoa uma vez me disse que,achava injusto animais viverem em zôos.

Eu também acho injusto ver crianças presas em apartamentos...

e outras tão soltas nas ruas...

Mas elas existem, e isso não vai mudar tão cedo.

Temos que fazer o melhor com o que temos à mão no momento.

Penso que não nos importamos com quem, ou o quê, não vemos!

Ver animais, portanto, é bom, pois passamos a nos importar mais...

Gosto de vê-los!

Legal seria poder viver mais próximo a eles.

Afinal... no frigir dos ovos, estamos todos na mesma nau.

E longe dos olhos... longe do coração.

16/5/2010 22:11 - Sampa

Carlos Kurare




O Amor
(Gal Costa)
Composição: Caetano Veloso (baseado em poema de Vladimir Maiakovski)
       

Talvez
Quem sabe
Um dia
Por uma alameda
Do zoológico
Ela também chegará
Ela que também
Amava os animais
Entrará sorridente
Assim como está
Na foto sobre a mesa
Ela é tão bonita
Ela é tão bonita
Que na certa
Eles a ressuscitarão
O século trinta vencerá
O coração destroçado já
Pelas mesquinharias
Agora vamos alcançar
Tudo o que não
Podemos amar na vida
Com o estrelar
Das noites inumeráveis
Ressuscita-me
Ainda
Que mais não seja
Porque sou poeta
E ansiava o futuro
Ressuscita-me
Lutando
Contra as misérias
Do cotidiano
Ressuscita-me por isso
Ressuscita-me
Quero acabar de viver
O que me cabe
Minha vida
Para que não mais
Existam amores servis
Ressuscita-me
Para que ninguém mais
Tenha de sacrificar-se
Por uma casa
Um buraco
Ressuscita-me
Para que a partir de hoje
A partir de hoje
A família se transforme
E o pai
Seja pelo menos
O Universo
E a mãe
Seja no mínimo
A Terra
A Terra
A Terra

O Amor




Gal Costa - Composição: Caetano Veloso



Por falar em macacos e pipoca...


 

OURO DE TOLO - Raul Seixas


Pipoca...Macacos...lembrei de uma reunião de amigos vendo um bom filme. Detalhe sobre o que é um bom filme: todos os que eu gosto são bons filmes. Ponto!



Quem Dorme é o Leão - Timão & Pumba





Os Quatis




2 comentários:

Rê Liberato disse...

Ah!!! O zoológico!!!! Passei anos seguidos...todos os sábados...máquina fotográfica e cestinha de piquenique...Observando os bichos aprendi mais sobre os humanos...E fiquei próximo a minha Natureza...em silêncio...ouvia os meus ruídos internos...Eu observava...e eles me observavam...Sobrevivemos...
Carlos Kurare...eu podia lhe convidar...Que convidar nada!!!! Você vive acrescentando exigências nos meus convites!!!! Eita homem complicado!!!! Azar é seu...na minha cestinha tem pão italiano, mortadela e tubaína...tá bom??? Beijos

Carlos Kurare disse...

Rê,

Farei algo que habitualmente não faço, serei franco: Com o passar dos anos eu me tornei um homem refinado. Essa cestinha não me apetece.
Agora (lá vem as tais exigências), se puder substituir a tubaína por uma lata de chá ou um suco de laranja e uma mortadela perdigão. Podemos negociar esse passeio quanto ao pão tanto faz desde que ele tenha miolo, tão bom como você tem! :0)
Caramba! Deu-me agora uma vontade de comer pão com mortadela e café com leite frio que nem lhe conto...

Carlos Kurare

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...