quarta-feira, 4 de maio de 2011

VerDE Novo: Relacionamentos... (post de 01/03/2010)


Uma vez vi um esquilinho no gramado de um parque, ele cativou-me de pronto, corri em sua direção queria vê-lo de perto. Mas ele correu e subiu numa alta árvore. Voltei no dia seguinte, no outro... Voltei semanas e semanas, pacientemente, e um dia o esquilinho acostumou-se comigo, hoje ele vem comer avelãs na minha mão. Não sei exatamente o que fiz para conquistar a confiança desse esquilo, mas, sei que sempre voltei ao parque, pois estar próximo, e vê-lo em sua simplicidade me fazia feliz... e ainda faz!

Carlos Kurare


RELACIONAMENTOS

por Arnaldo Jabor.

Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa:
- 'Ah, terminei o namoro... '
- 'Nossa, quanto tempo?'
- 'Cinco anos... Mas não deu certo... Acabou...'
- É...?!?! Não deu...?
Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.
E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se
somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
E não temos esta coisa completa...
Às vezes ele é fiel, mas não é bom de cama;
Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel;
Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador;
Às vezes ela é malhada, mas não é sensível;
Tudo nós não temos!
Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro.
Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia.
E às vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo é importante...
E se o beijo bate... Se joga.
Se não bate... Mais um Martini, por favor... E vá dar uma volta!
Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra.
O outro tem o direito de não te querer.
Não lute, não ligue, não dê pití.
Se a pessoa ta com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não.
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.
Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família?
O legal é alguém que está com você por você! E vice versa.
Não fique com alguém por dó também. Ou por medo da solidão.
Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado.
E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.
Tem gente que pula de um romance para o outro.
Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói.
Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração.
Faz parte. Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo.
E nem sempre as coisas saem como você quer...
A pior coisa é gente que tem medo de se envolver.
Se alguém vier com este papo, corra! Afinal, você não é terapeuta.
Se ele(a) não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias.
Nem todo sexo bom é para namorar.
Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar.
Nem todo beijo é para romancear.

Enfim... Quem disse que ser adulto é fácil?

Arnaldo Jabor.


Na boa!... Você lembra-se do seu primeiro amor? Do seu primeiro beijo? De sua primeira noite?
Se a resposta for não! Procure um médico ou um terapeuta... Você não está nada bem!
Carlos Kurare

Cascatinha e Inhana "Meu Primeiro Amor"


E por falar em esquilo e em tragédia ... Ésquilo

 Nascimento c. 525-524 a.C. Elêusis
Morte 456-455 a.C. GelaNacionalidade Grego
Ocupação Dramaturgo e soldado
Ésquilo (em grego: Αἰσχύλος, transl. Aiskhýlos; Elêusis, c. 525/524 a.C. - Gela, 456/455 a.C.) foi um dramaturgo da Grécia Antiga. É reconhecido frequentemente como o pai da tragédia,[1][2] e é o mais antigo dos três trágicos gregos cujas peças ainda existem (os outros são Sófocles e Eurípedes). De acordo com Aristóteles, Ésquilo aumentou o número de personagens usados nas peças para permitir conflitos entre eles; anteriormente, os personagens interagiam apenas com o coro. Apenas sete de um total estimado de setenta a noventa peças feitas pelo autor sobreviveram à modernidade; uma destas, Prometeu Acorrentado, é tida hoje em dia como sendo de autoria de um autor posterior.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

4 comentários:

Néia Lambert disse...

Olá Curare, obrigada pela visita ao ETERNO, vim cá para um dedim de prosa e já fui gostando desse lugar.

Um abraço

Carlos Kurare disse...

Néia,

Puxe uma cadeira que o papo aqui é longo...

Um abraço!

Carlos Kurare

Márcia disse...

Olá Carlos, faz um tempo que não "falo", mas continuo sendo sua leitora assídua!
Adorei a reflexão de hoje, realmente é para pensar, RELACIONAMENTOS de Arnaldo Jabor, é franco e direto, os românticos (como eu) precisam aprender um pouco mais desta objetividade! Muito bom!
bjs Márcia

Carlos Kurare disse...

Márcia,

Há quanto tempo menina!
Estou nessa lista também.
Um beijo!

Carlos Kurare

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...