terça-feira, 30 de agosto de 2011

Bondinho de Santa Tereza


A indolência, o desleixo, a falta de cuidado com o outro... nos tira dos trilhos! Quantas trilhas paralelas, como seus trilhos, não mais trilharão juntas no curto caminho da vida, no curto caminho pro céu?  Bondinho de Santa Teresa: quantos rastros mais serão apagados neste país, pela ineficiência da máquina pública? Quando aprenderemos a ranger nossos dentes a ponto de realmente preocupar a classe política deste país?
E pensar que um dos meus planos para a viagem ao Rio de Janeiro, era andar sobre os arcos da Lapa...
Fica a saudade do Bondinho como fica a Saudade do tempo da Panair...
Carlos Kurare


Até hoje é difícil achar esta belíssima música. Clique no link do Youtube e, por favor, clique no “gostei”!
Só vi 84 visitas a este vídeo! É muito pouco pela beleza que esta música abriga!
Veja o Vídeo:
Elis Regina - Conversando No Bar
Comp.: Fernando Brant  e Milton Nascimento
Clique aqui

Conversando no bar
Fernando Brant

Lá vinha o bonde no sobe e desce ladeira
E o motorneiro parava a orquestra um minuto
Para me contar casos da campanha da Itália
E de um tiro que ele não levou, levei um susto imenso nas asas da Pan Air

Descobri que as coisas mudam e que o mundo é pequeno nas asas da Pan Air
E lá vai menino xingando padre e pedra
E lá vai menino lambendo podre delícia
E lá vai menino senhor de todo fruto
Sem nenhum pecado, sem pavor, o medo em minha vida nasceu muito depois
Descobri que a minha arma é o que a memória guarda dos tempos da Pan Air
Nada existe que não se esqueça, alguém insiste e fala ao coração
Tudo de triste existe que não se esquece, alguém insiste e fere o coração
Nada de novo existe neste planeta que não se fale aqui na mesa de bar
E aquela briga e aquela fome de bola
E aquele tango e aquela dama da noite
E aquela mancha e a fala oculta
Que no fundo do quintal morreu, morri a cada dia dos dias que vivi
Cerveja que tomo hoje é apenas em memória dos tempos da Pan Air
A primeira Coca-Cola foi, me lembro bem agora, nas asas da Pan Air
A maior das maravilhas foi
Voando sobre o mundo nas asas da Pan Air
Em volta dessa mesa velhos e moços lembrando o que já foi
Em volta dessa mesa existem outras falando tão igual
Em volta dessas mesas existe a rua vivendo o seu normal
Em volta dessa rua uma cidade sonhando seus metais
Em volta da cidade...

3 comentários:

ღα૨gѳђ ખ૯૨ท૯૮ઝܟ disse...

gosto quando vc me faz lembrar
que adooro esta musica.

[contem 1 beijo]

Isabel_Alvarenga disse...

kurare... desejo q vca recarregue as baterias neste periodo e que volte renovado. Eu quero estar junto, seja neste ou em outro blog. Gosto da sua companhia.

"Aos poucos a gente vai mudando o foco. Você começa a precisar de outros lugares. E de outras pessoas."

De: PROZAC virtual..

Boa sorte...

Carlos Kurare disse...

Isabel,
Eu gostaria de ser menos ingênuo no que diz respeito ao gênero humano, mas como o Fox do seriado Arquivo X eu digo: I want Belive! rsrs
Outros lugares nunca foi o meu foco, mas pessoas sim!
Boa companhia é tudo, talvez por isso me sinta tão apegado a este Blog... as companhias aqui são maravilhosas! Gente bonitinha assim como você dão um colorido mais tecnicolor aos tons pastéis dos dias nublados.
Um beijo menina!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...