quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Hoje eu estou um Caco! E você?




Faço lindos mosaicos com os cacos que recolhi ao longo de minha vida!
Sampa - 24/10/2011 18:12
Carlos Kurare

Clique na imagem para ampliá-la!


Secos e Molhados - Sangue Latino

Um comentário:

Virginet disse...

Dizem que não há coincidências na vida, mas fiquei surpresa com a sincronicidade observada em dois blogs dos quais sou assinante. Veja, caro Kurare, como essa coisa verdosa de sapos anda bombando nos blogs de sucesso...
Transcrevo a seguir uma historinha sobre um príncipe que gostava de ser sapo, publicada hoje no blog "O Feminino e o Sagrado: mulheres na jornada do herói". Esse príncipe, que na verdade era um sapo, não era nem um pouquinho caco! rs!

"O Príncipe que gostava de ser sapo."
"Aquele Sapo virava um Príncipe toda vez que a Princesa o beijava.
Se ficasse algum tempo sem ganhar outro beijo, ele se transformava em Sapo de novo.
Como queria permanecer Príncipe e gostava da Princesa, ele a beijava todos os dias.

Mas, certa madrugada, ele acordou com saudades do pântano.
Sentiu vontade de coaxar para a Lua, de ficar uma noite inteira imerso na água morna, de comer mosquitos, de não beijar Princesa alguma, de ser sozinho e verde como o Caminho que ligava o pântano ao castelo.
A Princesa estranhou:
- Como é que alguém prefere ser um Sapo nojento em vez de um Príncipe bonito? E você não queria me beijar todos os dias? Se virar sapo não vou mais nem chegar perto!

Apesar de achar que ela tinha certa razão, sua vontade era tanta que ele teve que parar com os beijos para transformar-se em Sapo.
E foi um Sapo feliz, até o dia em que ficou com saudades da Princesa e de ser Príncipe.
Conseguiu então reconquistar a Princesa (ou, segundo alguns, conquistou outra Princesa), e virou Príncipe outra vez.

Daí em diante, ele passa algumas temporadas no castelo e outras no pântano, porque descobriu que, em seu Caminho, há um lado Príncipe e um lado Sapo, ambos igualmente bons."
Transcrito de: http://ofemininoeosagrado.blogspot.com/2011/10/o-principe-que-gostava-de-ser-sapo.html

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...