sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Parábola: A verdade nua



"Parábola
Faz muito tempo, andava a VERDADE pelas ruas, nos vilarejos, tratando de falar com as pessoas, mas ninguém a queria. A depreciavam somente pela falta de roupas com que se apresentava. A VERDADE andava nua ou em farrapos, sem luxo, sem pretensões, tão simpels, pura e simplesinha.

A VERDADE sempre tratava de acercar-se à gente, de entrar em seus lares, mas era desvalorizada e humilhada, pois ninguém a queria..

Um dia a VERDADE caminhava chorosa, muito triste por tudo o que lhe acontecia até que, de repente, encontrou alguém muito alegre, divertida, vestida com cores chamativas e elegantes e a quem todos saudavam!!.....Era a Parábola!!!

Nesse momento, a Parábola viu a VERDADE e lhe disse: VERDADE, porque choras?

A VERDADE lhe respondeu: “ As pessoas me desprezam. Ninguém me quer por perto.”

A Parábola lhe respondeu: "Claro, VERDADE... entendo como você se sente; o que acontece é que você tem que se vestir como eu, com cores vibrantes e elegantemente. Verás a grande mudança."

Então, Parábola lhe emprestou um de seus vestidos à VERDADE e desde aquele dia, como num milagre, a VERDADE passou a ser aceita e era querida por todos.

Por que acontecia isto à VERDADE? Porque pouquíssima gente aceita à VERDADE NUA. A maioria a prefere ou digere melhor, disfarçada com roupas de PARÁBOLA."
Desconheço a autoria



ANDRÉ RIEU 2009 BOLERO MAURICE RAVEL

3 comentários:

Anônimo disse...

Oi!

Coisa estranha isso...
Estou ouvindo Bolero e é como se fosse tão familiar,
o ritmo forte lembra a Espanha.
Sou descedente de espanhóis;será que é isso?
Vontade de pegar uma castanhola e sair a dançar!
Voltando à parábola...
"As convicções são inimigos da verdade bem mais perigosos que as mentiras."
Friedrich Nietzsche
Despe tu das tuas convicções, para que eu possa abraçar a tua verdade,
nua como for.
Um jardim pode florir nos mais inóspitos ambientes;
precisamos das mãos habilidosas, de um cuidadoso jardineiro,
para tornar este sonho possível.
Cheia de significado esta foto do vaso em forma de bota.
Boa madrugada, meu querido!
Beijo,
Lina Maria.

Alê disse...

Verdade!

Eu creio, como disse João P. II, 'que a verdade sempre é consoladora, mesmo quando desperta uma crise'

Salete Batista disse...

Já disseram que a verdade é relativa, a minha verdade não é a tua verdade, porém acredito que devam se mostrar como são, sem enfeites, para que se conheçam e libertem

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...