terça-feira, 15 de maio de 2012

Para o seu deleite... e o meu!



MOYA LYUBOV (MEU AMOR).
Rússia, 2006.
Direção de Aleksandr Petrov.
No final do século 19, o jovem estudante Anton, de 16 anos de idade, passa a viver num mundo de sonhos depois que se entrega à dúvida entre seu primeiro amor e o desejo por uma "femme fatale". Este curta animado - inspirado nas pinturas impressionistas de Pierre-Auguste Renoir e Paul Cézanne - levou três anos para ser concluído. São apenas 26 minutos nos quais o diretor e animador russo Aleksandr Petrov pintou quadros de vidro a óleo para então fotografá-los. Em vez de pinceladas, o diretor usa os próprios dedos mergulhados em tinta.
Enviado por Ramiguel1 em 24/06/2011

MOYA LYUBOV (MEU AMOR)

Nenhum comentário:

Não se trata de α ou de Ω, mas sim de β...

Partículas de amor. A simplicidade é “tudo de bom”! Talvez por ela ser contínua e perpétua em sua continuidade.  Nós, as pessoas...