sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Caçador de Mim

O que me assusta não é o temor de ser caçado na mata escura, mas sim o fato de eu ser presa de mim mesmo!
Carlos Kurare

Cacador de Mim - 14 Bis (Ao Vivo) - música de Sergio Magrão e Luiz Carlos Sá


Cacador de Mim - Milton Nascimento - música de Sergio Magrão e Luiz Carlos Sá



Caçador de Mim

Sergio Magrão e Luiz Carlos Sá

Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim

Um comentário:

Lina Maria disse...

"O que me assusta não é o temor de ser caçado na mata escura, mas sim o fato de eu ser presa de mim mesmo!"
Penso que o simples fato de uma pessoa desenvolver este tipo de consciência.expressa em suas palavras, já se constitui, em si mesma, o princípio da libertação.

Somos o nosso pior e mais cruel cárcere. Neste respeito li algo interessante há um tempo:

"Qual é a pior prisão do mundo? É aquela que aprisiona o ser humano por fora ou por dentro? É aquela que acorrenta seu corpo ou aprisiona sua alma? A pior prisão do mundo não é a que restringe os movimentos do corpo, mas a que confina os pensamentos e controla a emoção e, conseqüentemente, engessa a capacidade de pensar e impede a poesia da vida. Nenhuma espécie ama tanto a liberdade como a espécie humana, e nenhuma outra consegue perdê-la com mais facilidade." Augusto Cury

Obteremos a liberdade dos monstros que nos aprisionam...?

Esta Lina, sempre presente, deixa um presente neste seu especial espaço:
http://www.youtube.com/watch?v=Je1odJMD9Eo&feature=related

Um beijo em teu coração, poeta!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...