Tic tac,tic tac,tic tac...



Brinco de esconde-esconde com a morte, há cinco décadas!

Mas, a cada dia, fica mais difícil achar um lugar
 para me esconder.

Carlos Kurare


Hoje me dei conta

"Hoje me dei conta de que as
pessoas vivem a esperar por algo
E quando surge uma oportunidade
Se dizem confusas e despreparadas
Sentem que não merecem
Que o tempo certo ainda não chegou

E a vida passa
E os momentos se acumulam
como papéis sobre uma mesa
Estamos nos preparando para qualquer coisa
Mas ainda não aprendemos a viver
A arriscar por aquilo que queremos
A sentir aquilo que sonhamos
E assim adiamos nossas
vidas por tempo indeterminado
Até que a vida se encarregue
de decidir por nós mesmos

E percebemos o quanto perdemos
E o tanto que poderíamos ter evitado
Como somos tolos em nossos
pensamentos limitados
Em nossas emoções contidas
Em nossas ações determinadas
O ser humano se prende em si mesmo
Por medo e desconfiança
Vive como coisa
Num mundo de coisas

O tempo esperado é o agora
Sua consciência lhe direciona
Seus sentidos lhe alertam
E suas emoções não
mais são desprezadas
Antes que tudo acabe
É preciso fazer iniciar
Mesmo com dor e sofrimento
Antes arriscar do que apenas sonhar."

Este texto é de um Autor Desconhecido e é erroneamente citado na internet como de criação da  Cecilia Meireles. 

Tem coisas que não gostamos de ouvir, mas precisamos ouvir e... refletir!


Carlos Kurare


MUDANÇAS - VANUSA

Comentários

silvana bacana disse…
Oi Carlos, espero que esteja dando tudo certo pra você, quanto aos planos para apresentação de fim de ano. Estamos na torcida, sucesso e boa sorte. Um beijo.
Carlos Kurare disse…
Espero que você e o Gabriel venham me ver!
Anônimo disse…
Acabei de me dar conta....
Que estou me sentindo exatamente como o primeiro parágrafo que você escreveu!

Tenha um ótimo dia!

Abraços! Kika
Carlos Kurare disse…
Já me dei conta disso há muito rsrs
Um abraço Kika!
trp_brasil disse…
Pense que estamos em uma viagem... E hoje é o ultimo dia. O que gostaria de levar na bagagem? Qual a ultima imagem? O que te aflige é importante, ou você gostaria de tentar algo bom, novo, inusitado?
O sorriso de seu filho, o amor de seus pais, a brincadeira com seus amigos, o amor/gratidao de um cao amigo, a primeira professora na escola, o aprender a nadar, mergulhar e andar de bicicleta. O primeiro banho de chuva. E o primeiro beijo, o primeiro amor, quem sabe o último? Isto eu quero levar. Mesmo que eu vá depois de 10 décadas ou amanhã.

Postagens mais visitadas