quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

AnDORinha...


AnDORinha...

Tudo... Nada tem de valor, se não tivermos com quem partilhar.
Sei de pessoas que têm muito de muito, viajam, compram adereços etiquetados, divertem-se com o poder do vil metal, enebriam-se com um “bom vinho” têm muitas companhias, mas, muitas vezes, na calada da noite, quando uma dor lhes invade, não têm o carinho e a quentura de um abraço amigo, ou a refrescante e necessária voz que lhes diga:

- Tadinha... Vai sarar!
- Você sofre querida, mas eu padeço com você, pois vê-la aflita, me faz mal, mas, abraçá-la e beijar sua fronte com ternura, me alivia a dor de vê-la nesse martírio.
- Quero estar sempre com você, nos seus piores momentos, pois, só quem realmente ama, sucumbe à dor de ver a dor de quem ama!
- vou ficar aqui acordado, ao seu lado, gritando minhas lamúrias, no mais profundo silêncio, para não acordá-la, agora que finalmente adormeceu, num sono etéreo e eterno.
Fica em paz minha companheira, minhas lágrimas me acompanharão, pois sempre levarei comigo como pena que não se paga, e sempre terei pena para escrever sobre a pena que senti ao ver suas penas a adejar no ar, como num sublime balé cósmico.
Pelas ruas, pelos ares, pelas matas e casamatas de concreto e aço, vou continuar meu caminho, amigo da solidão, até que outra ave, voe arrebatadoramente para dentro do meu coração. Ou que eu seja vítima também... de um carro... ou...de um Gavião.

Carlos Kurare


"Não importa o quê você tem na vida, mas quem você tem na vida."

1 - Sua companheira foi  pega por um carro num vôo rasante na rua.












2 - Ele traz comida para ela, e a atende, com amor e compaixão.










3 -  Ao  perceber que sua amada está morta
e que nunca mais voltará para ele...
Chora, tristemente, a perda de seu venerado amor...
- Finalmente consciente de que ela não retornaria jamais...
Permaneceu ao lado de seu corpo com tristeza .














Nenhum comentário:

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...