segunda-feira, 8 de março de 2010

Arrogância

Precisei muito, no passado, de fárois. Hoje tenho luz própria! É fraca, mas é luz!
Carlos Kurare

ARROGÂNCIA


Quem vem acender farois na costa do mar bravo?
Noite - poema na voz de carlos kurare

Nenhum comentário:

Glub, glub, glub!!!

Eu sei nadar, mas me afogo em gente rasa! Carlos Kurare João Pessoa - 2018-01.22