segunda-feira, 8 de março de 2010

Arrogância

Precisei muito, no passado, de fárois. Hoje tenho luz própria! É fraca, mas é luz!
Carlos Kurare

ARROGÂNCIA


Quem vem acender farois na costa do mar bravo?
Noite - poema na voz de carlos kurare

Nenhum comentário:

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!

Há três coisas que eu nunca esqueço na vida, mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar: - Andar de bicicleta; - Nadar; ...