domingo, 2 de maio de 2010

Monólito de gelo...



Há pessoas que me veem, como veem, um imenso iceberg

Avaliam-me pela aparência, 


julgam-me de forma precipitada, pelas minhas muitas palavras

 e... parcas atitudes!


Conhecem-me pouco...


Quero dizer a todos!

 “As coisas nem sempre são, o que aparentam ser” 


Saibam que sob esta pele de aparência... fria... dura... Monolítica.


Existe um homem!


Com um coração...


Frio


duro,


 monolítico!!!

Carlos Kurare









Coração de Pedra 




Oh, quanto me pesa
este coração, que é de pedra!
Este coração que era de asas
de música e tempo de lágrimas.

Mas agora é sílex e quebra
qualquer dura ponta de seta.

Oh, como não me alegra
ter este coração de pedra!

Dizei por que assim me fizestes,
vós todos a quem amaria,
mas não amarei, pois sois estes
que assim me deixastes, amarga,
sem asas, sem música e lágrimas,

assombrada, triste e severa
e com meu coração de pedra!

Oh, quanto me pesa
ver meu próprio amor que se quebra!
O amor que era mais forte e voava
mais que qualquer seta!

Cecília Meireles


Drão - Gilberto Gil - Letra


A História de Lily Braun - Maria Gadu (Chico Buarque e Edu Lobo) letra



7 comentários:

Anônimo disse...

Que homem é esse que se mostra tão duro, tão frio!!!!....como você mesmo disse só conhecendo, e eu o vejo como um menino...um menino que brinca com as palavras, que cria e que traduz na sua própria voz sentimentos tão suaves.
Com dize o dito popular...."água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.." nem mesmo os corações de pedra resistem a doçura, as gentilezas, a suavidade,os encantos da vida.Que olha seu Kurare tem muitos...tem muitos motivos para vivermos felizes, basta ter um olhar mais preciso sobre as coisas.
beijos
Alicce

Anônimo disse...

Está fantástica a seleção de fotos e as palavras tão bem escolhidas, do autor do Blog,Carlos Kurare, no texto Monólito de Gelo.É isso mesmo,continue expressando-se,abrindo seu coração DURO?!? Amei os dois vídeos musicais especialmente o de Maria Gadú,ela tem uma voz afinadíssima,suave de ouvir. Parabéns também pela apresentação de Coração de Pedra de Cecília Meireles ( tudo que escreve é maravilhoso). Fiquei muito feliz de ver essa postagem hoje e, os créditos vão para o dono do Blog!!! S.Bacana.

Anônimo disse...

"...Respeite mesmo o que é ruim em você - respeite sobretudo o que imagina que é ruim em você - não copie uma pessoa ideal, copie você mesmo - é esse seu único meio de viver."
Beijos
Leila Bragança

Anônimo disse...

Carlos, onde estão as grandes revelações? risos
Estás querendo enganar a quem com esse gelo todo? Deve ser algum personagem que estás criando para fazer parte do blog.
O comentário da Alice é perfeito.
Bjs
Neca

Anônimo disse...

Obrigada Neca pelo apoio....o Carlos é assim...ele tenta passar uma imagem de homem duro, frio, insensivel aos sentimentos...mas por trás desta armadura tem um homem com um coração de algodão doce, leve, suave, colorido, que mostra esse lado atraves das imagens, das poesias e da própria voz.
Algodão doce me lembra infancia....e você Carlos, é isso um eterno menino, que insiste em querer ser grande.
beijos
Alicce

Anônimo disse...

Olá, moço! Vc impressiona, comove, instiga... Pode dizer tudo em poucas palavras. Por isso mesmo não há palavras para lhe definir, porque vc está sempre além delas... Um abração! D.Alves

Carlos Kurare disse...

D.Alves,

Obrigado pelas palavras gentis...

Um abração!

Carlos Kurare

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...