segunda-feira, 3 de maio de 2010

Despetalar...

"Desfolhar uma rosa...é poesia ou prosa?"


Despetalar rosas...

Vi a foto e o poema acima em prosa e verso no blog anexo: O Pilha
Minimalista, um Haikai em sua essência. A foto é penetrante coloriu meu mundo e minhas circunstâncias e me deixou leve...
Obrigado ao fotógrafo que fez essa magia! E que infelizmente não sei o nome. Por que na WEB, omite-se com freqüência os autores os gênios criativos? O que custa mencionar o nome do criador. Os cantores, os atores, os bloggers são ferramentas importantes, mas os criadores são a essência de tudo. Como um exemplo, cito o mundo cristão: Muitos sabem o nome do filho... mas... poucos são os que sabem o nome do Pai! Que na verdade é o criador! E não a criatura.
Kurare









"penso, logo existo";   Descartes





"Penso, logo desisto" Millor Fernandes



As rosas não falam - Fagner - composição Cartola - Vídeo clique aqui


2 comentários:

Marilya .´. Outrista disse...

Desistir = des - existir.

A Existência é um mistério em sua origem, uma melodia em seu percurso (rock, pop, clássica, heavy, jazz_and_blues...), uma celebração quando se ama alguém e um desafio filosófico quando se ama a si próprio...desistir? -tô fora.

Existo e penso: adoro suas postagens, Kurare.

Anônimo disse...

penso, logo existo.....Será???, pois eu penso, penso, penso, penso.....e penso.mas cheguei a conclusão que para os nossos políticos, governantes eu não existo....fica aqui meu protesto.
beijos
Alicce

Sou do tempo em que montar numa magrela: era só sair para pedalar!

Há três coisas que eu nunca esqueço na vida, mesmo que eu fique muito, muito tempo sem praticar: - Andar de bicicleta; - Nadar; ...