segunda-feira, 3 de maio de 2010

Despetalar...

"Desfolhar uma rosa...é poesia ou prosa?"


Despetalar rosas...

Vi a foto e o poema acima em prosa e verso no blog anexo: O Pilha
Minimalista, um Haikai em sua essência. A foto é penetrante coloriu meu mundo e minhas circunstâncias e me deixou leve...
Obrigado ao fotógrafo que fez essa magia! E que infelizmente não sei o nome. Por que na WEB, omite-se com freqüência os autores os gênios criativos? O que custa mencionar o nome do criador. Os cantores, os atores, os bloggers são ferramentas importantes, mas os criadores são a essência de tudo. Como um exemplo, cito o mundo cristão: Muitos sabem o nome do filho... mas... poucos são os que sabem o nome do Pai! Que na verdade é o criador! E não a criatura.
Kurare









"penso, logo existo";   Descartes





"Penso, logo desisto" Millor Fernandes



As rosas não falam - Fagner - composição Cartola - Vídeo clique aqui


2 comentários:

Marilya .´. Outrista disse...

Desistir = des - existir.

A Existência é um mistério em sua origem, uma melodia em seu percurso (rock, pop, clássica, heavy, jazz_and_blues...), uma celebração quando se ama alguém e um desafio filosófico quando se ama a si próprio...desistir? -tô fora.

Existo e penso: adoro suas postagens, Kurare.

Anônimo disse...

penso, logo existo.....Será???, pois eu penso, penso, penso, penso.....e penso.mas cheguei a conclusão que para os nossos políticos, governantes eu não existo....fica aqui meu protesto.
beijos
Alicce

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...