sábado, 26 de junho de 2010

Vade-mécum!


"Vade-mécum"

Vai idade!
Leva tuas rugas e tuas marcas
Vaidade! Já disse! Não quero ver mais rusgas sulcadas em minha face.
Não quero as rugas da terna maturidade que tudo vê, e taciturna, compreende.
Vai Idade, por favor? Vá-se embora!
E leva consigo minha dor, minhas futilidades.
Deixa comigo minha cor, minhas adversidades.
Idade... Espera não vai não!
Deixa ir apenas... a vaidade.
Fica comigo!
Eu não quero ficar, indefectivelmente,só!
Vade-mécum!

Carlos Kurare
Sampa - 24/6/2010 15:02

vade-mécum
(dè) [Do lat. vade mecum, ‘vai comigo’.]
Substantivo masculino.1. Designação comum a livros de conteúdo prático e formato cômodo. [Pl.:vade-mécuns.]O Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa.
Lição de casa


Pavão Misterioso - Ednardo - Letra aqui

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá Carlos,suas postagens continuam excelentes, parabéns. Adorei ouvir a canção Pavão Misterioso, a letra diz muito, a fotografia do pavão nem se fala. Que o sucesso continue ... para sempre!!! Eu adoro clicar nos três pontos de exclamação. Um beijão da Silvana Bacana.

Carlos Kurare disse...

Oi Silvana Bacana!
Que bom voltar a vê-la menina!
Um beijão!!! Também gosto de clicar neles!!!

Anônimo disse...

Olá Carlos,estou (meio)lascada com minhas dores,tanto é que vou consultar um ortopedista,que medo,não sei o que esperar. Se o profissional for eficiente,ok,masss se diagnosticar errado,me dano,certo? Vamos esperar porque não aprovo qualquer médico que aparece em minha frente,boa sorte para mim!!!Depois te conto.Enquanto isso,para distrair vou fuçar no seu Blog... . Um beijo da Silvana Bacana.

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...