sexta-feira, 25 de junho de 2010

Vamos à guerra pelo sexo! Pelo amor! Pela afinidade!

 



- Aqui não fazemos guerra de sexos! Guerra entre os sexos, ou sexo entre guerras! Pensando bem... Sexo entre guerras é bom! Portanto: “desdigo agora o que eu disse antes!” E digo: Aqui fazemos sexo que é uma verdadeira guerra! Só não rola sangue o resto: ROLA tudo!


- Aqui! Pelo contrário! Vamos à guerra pelo sexo! Pelo amor! Pela afinidade! ...e por alguém que pague nossas contas!- Ops! Falei demais! Escapou sem querer querendo.  ):o)
- Aqui! Os sexos opostos! Estão dispostos!
- Caramba! Quem não gosta de mulher, educada, intelectualmente refinada, culta e independente, que vá visitar o site: www.mulherehbichobao.com
- Pois, Mulheres são criaturas doces! São sensíveis a Gatos sensíveis! Têm afinidade com eles!
Como está difícil achar mulher refinada! Há muitas mulheres, mas, são todas destiladas! Ouvi dizer que essa escassez também afeta o mundo masculino.   Eu digo, aos freqüentadores deste Blog, sejam eles, homens, mulheres, ou outros.
- Sim! Há casos de comprovados de visitas ao Blog de Aliens, espíritos do bem, e de alguns raros espíritos de porco também!
Eu digo para os que querem acima de tudo! Um pouco de tudo! De tudo um pouco, e nada de nada!
Eu digo: como pode conviver a luz com a escuridão?
- Por falar em companhia, lembrei-me do filme "O feitiço de Áquila" (to doidinho para rever esse filme, sim... eu o tenho aqui, só falta à companhia). Lembra? Quando ele chega, ela se vai! Quando ela chega, é ele que se vai.
Mas sempre andavam lado a lado um fazendo companhia ao outro. Para quem não lembra: eles foram enfeitiçados, de dia ela é um falcão à noite ela transforma-se em mulher, mas ele transmuta-se em lobo. Isso é que é maldição! Não é não?

- É isso! Ao invés de praguejar contra a escuridão vá acender uma vela, cristão! Ou faça como eu, acenda logo uma fogueira!

Para quem não sabe, tenho até pederneira.
Faço fogueira com dois pedaços de madeira!
Com lenha seca, úmida ou lenha de moleira.
Só não acendo cérebro cheio de baboseira.
Você já reparou como há cérebros podres neste reino?
:o)
Os versos são pobres, mas... algumas vezes... sou


Texto sem revisão estou cansado demais para fazê-la!
Carlos Kurare

Sampa - 25/6/2010 02:23


Vamos rir um pouco?

Rachel Ripani - Garota de Programa - Stand-up comedy




Stand-up comedy é uma expressão em língua inglesa que indica um espectáculo de humor executado por apenas um comediante. O humorista se apresenta geralmente em pé (daí o termo 'stand up'), e na ausência da quarta parede.
Também conhecida como humor de cara limpa, a comédia stand-up privilegia o artista munido apenas do microfone, sem personagem, fantasia ou acessórios. O humorista stand up não conta piadas conhecidas do público (anedotas). É normal que se prepare números com texto original, construído a partir de observações do dia-a-dia e do cotidiano.

7 comentários:

ANÔNIMA FASCINADA disse...

Carlos Kurare, nem precisava dizer que acende fogueira até com lenha molhada ou que molha a lenha para acendê-la novamente... Isto é obvio.Só de ouvir sua voz percebe-se que é um excelente escoteiro. Quanto à guerra, de um modo geral, sou a favor da luta pela afinidade, sexo e amor (não necessariamente nesta ordem) e de se fazer tudo para feliz com "o gato",digo,com o que se quer... O certo é que mulheres que gostam de gatos tem que aprender a conviver com esse contraste de luz e escuridão porque gatos de um modo geral são mais ativos á noite (aprendi isso no livro "Como amar gatos magoados").Ah!Eu adorei este filme. Bjs Parabéns

Anônimo disse...

Adorei a Rachel Ripani no programa do Jô. Parabéns a Carlos Kurare pelo texto (franco) que postou, é bom lermos verdades verdadeiras de uma maneira inteligente. S. Bacana.

Angelica disse...

1 Adorei o vídeo da 'garota de programa'... agora é moda comédia no formato stand up. Uns são bons, outros nem tanto.
2 Seu texto sobre a "guerra pelo sexo e amor" é um gde apelo...bem escrito. Que os deuses te ouçam. Precisamos mesmo!!! Quanta falta faz gentileza, paciência, tolerancia e temperança. Tudo hoje parece ser fast food do amor.
3 Adotei e assino em baixo seu tratado:
"Make love, not war" JL
Bj
Angel

Anônimo disse...

Acho que a frase pode ser pertinente:
"E os que foram vistos dançando foram julgados insanos pelos que não conseguiam ouvir a música."
Friedrich Nietzsche


Marta

Anônimo disse...

Pooooxaa!!
Me esqueci que sou lentinha, e fui logo enviando a frase que lembrei, ao ler seu texto.
Depois de horas é que percebi que não sabia em qual modalidade de “espíritos” eu me encaixava, aqui. Pensei... pensei, e acho que descobri. Podem pensar em qualquer um dos outros para mim, mas, eu (que fique apenas entre nós), estou quase convencida (já disse que sou lenta!) de que sou alien. Ouvi alguém dizendo que na casa do Pai há muitas moradas, e acho que fui despejada de onde estava para essa nova casa (dos “enta”), de dezembro/2000 para cá. Tudo está desmoronando e eu não consigo controlar; tem seus pontos positivos como, por exemplo, a percepção está mais aguçada e consigo ouvir o som da lâmpada ligada, do sensor do controle remoto na TV, entre outras coisas que na casa anterior, não sabia que era possível se ouvir; até mesmo algumas músicas que me chegavam sem nexo - inclusive, eu não sabia que poemas tinham cores, sabores e cheiros, assim como as músicas! Ouço até meu coração, apenas fechando os olhos. Há muita coisa aqui que me leva a essa hipótese. A casa em si não é lá grande coisa. Olhando, não se dá nada por ela. Mas, meu amigo, a localização é privilegiadíssima, e daqui, pode acreditar, vejo tudo muito mais bonito... Tanto é, que pude contemplar esse teu espaço! Só espero que não esteja sendo inconveniente...

Marta

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
vc é um palhaço

Carlos Kurare disse...

Palhaço é meu pai! Eu sou apenas um palhacinho!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...