segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Eu não posso mudar a direção do vento...


"Eu não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para sempre alcançar o meu destino." Jimmy Dean

Já queimei tanto as mãos reajustando velas, queimei com a fricção das cordas, ao deslizarem rápidas sobre as mãos, não...não as queimei em velas de cera, é claro. A explicação faz-se necessária, pois o Blog é visitado por alguns iletrados, que caem aqui de pára-quedas, via pesquisa na net. É... eu tenho poupado você dos muitos comentários, troll, insanos e afrodisíacos que recebo.

Eu que já passei por mudanças bruscas de vento. Dei uma guinada de 45 graus em minha vida, há quase um ano atrás, digo que ajustar velas é fundamental para navegar. Não...eu sei que esta me corrigindo ai com esse sorriso maroto, não... não dou guinadas de 180º, pois nunca ando pra trás. É pra frente que se caminha, portanto nunca dou guinadas superiores a 80º.

Ando meio saudosista, sinto saudades de dropes Dulcora, de pessoas equilibradas (não que eu seja uma, aliás, estou bem longe disso), de palavra dada, e cumprida, do álcool que tinha no biotômico Fontoura, de Tubaína, de brinquedo que vinha no doce. Vou contar pra você um truque, quando eu era pequeno, eu fazia um furo com um prego na tampinha da garrafa de tubaína. Ela rendia muuuuuito. Por falar em prego, tínhamos outro truque. Sabe quando o chinelo “havaiano” rompia a tira na parte de baixo era só colocar um preguinho ali e pronto
: Chinelo consertado!
Você já reparou que “palavra dada” está desvalorizada, talvez por que seja “di grátis”! Parece que tudo que é dado, não tem muito valor. Então já sabe não dê nada de graça, cobre, ou faça escambo.

Quer participar de uma brincadeira legal, faça o seguinte escreva nos comentários uma coisa que você gostava quando você era criança. Pode ser um doce, um objeto, uma brincadeira. Vamos ver no que isso vai dar. Dê umas três sugestões. Pois poucas pessoas participam dos comentários.
Depois eu vou juntar tudo numa listinha de coisas.
Bem eu vou começar com:
1 - revista em quadrinho dos sobrinhos do Capitão. Ops! Digo, do Tio Patinhas;
2 - álbum de figurinha; (avô dos cards);
3 – pião; (objeto de madeira, em forma de pêra com a ponta de um prego na base mais estreita);
4 – bolinha de gude; (objeto esférico de vidro, colorido. Ou não (como diria o Caetano);
5 – paçoquinha amor; ( pó de amendoim com açucar e sal);
6 – Qsuco (vinha num pacotinho era puro açúcar colorido);
8 – soltar papagaio ( objeto em armação leve feita de varetas e forrada com papel. Destina-se a ser mantido no ar, contra o vento, por meio de um fio longo. Uma grande tira, o rabo, pendendo-lhe do vértice inferior, assegura-lhe relativa estabilidade. (Michaelis);
9 – Bolo de pão-de-ló (é o único doce que sei fazer);
10 - Dropes Dulcora.
Carlos Kurare


E por falar em vento, quem se lembra dos bons e velhos ventos do “Velho Oeste”?

John Wayne in celebration of his 100th birthday - Big Bad John - Jimmy Dean

7 comentários:

Luna disse...

Que delícia recordar os tempos de infância!

Eu tenho saudades das bonecas fofoletes, eram miniaturas, vinham em pequenas caixinhas (do tamanho de uma caixa de fósforos) o bacana é que não eram caras, toda menina podia ter pelo menos uma delas, mas o sonho de todas nós era ter a coleção completa.

Andar nos carrinhos de rolimã, era brincadeira de menino, mas a gente adorava aquela sensação de perigo, primeiro por pegar escondido o carrinho do irmão e segundo porque nunca sabíamos utilizar o freio de uma maneira eficaz.

Ah... e quem nunca brincou de beijo, abraço ou aperto de mão??? Éramos lindamente inocentes, só de pensar em receber ou dar um beijo no rosto do "amado", já era motivo para ficarmos sonhando acordados por muito tempo.

É isso Carlos...adorei a brincadeira!!!

futebol disse...

"A criança que brinca e o poeta que faz um poema estão ambos na mesma idade mágica".
Mário Quintana.
Que bom participar desse blog, assim podemos sentir a magia, hora nas frases, poemas, vídeos, homenagens a vida! como esquecer das brincadeiras da infância... foram tantas... adorava brincar de pular elástico, puxa-puxa cabelinho, saquinho rs, eram 5 saquinhos com areia dentro, soltar pipas.
De rua: queimadas, tacos, pular cordas... eita tempo bom!!!
muito bom recordar.

Carlos Kurare disse...

Carrinho de rolimã! Cansei de me machucar nesse veículo do demo! Bonecas fofoletes? Nunca ouvi falar!

Beijo, abraço e aperto de mão! Nossa... corei aqui! Lembrei da Sandrinha primeiro amor platônico! Ai, ai...

"Pular elástico, puxa-puxa cabelinho", não conheço essas duas modalidades olímpicas. Explica pra nós essas brincadeiras Futebol!

Taco era muito legal. Saquinhos de areia? Hum...Gente coisa é outra fina! Rssss! Eu usava pedrinhas mesmo.

Lembra-se daquela brincadeira, estátua? Da qual só saíamos se recebêssemos um beijinho. Tinha uns mais ousados que brincavam de parada psicodélica. Nessa você só saia com um beijo na boca. Nessa época era difícil achar uma menina que nos tirasse da parada psicodélica. Uma vez, fiquei duas semanas completamente estático, a aguardar o benevolente beijo que me tiraria da imobilidade eterna, nesse ínterim, fui alimentado por soro.
Obrigado pela participaçao meninas! Futebol...seja bem vinda ao jogo!

Márcia Santos disse...

Nossa... pular elático era muito legal, duas amigas seguram em torno dos tornozelos, formando um retângulo, um elástico de + ou - 5 metros, uma terceira participante fazia uma espécie de dança pisando nos elásticos entre as duas que o seguravam com os tornozelos... será q. só tinha aqui no interiorrrr??? ... bom o puxa-puxa cabelinho acho que é igual o beijo, abraço, aperto de mão de vocês... seria tão bom se fossem resgatadas essas brincadeiras atualmente...

Luna disse...

Não temos mais todas essas brincadeiras encantadoras, mas gente...temos a net!!! Vejam só o que eu encontrei.

http://www.trash80s.com.br/blog/2009/10/ta-lembrado-bonecas-fofoletes/

Anônimo disse...

Olá Carlos Kurare,eis aqui minhas brincadeiras de menina : nos aniversários, língua de sogra, cata vento,ioiô,bate-bate,bolha de sabão. Nos outros momentos de descontração : peteca,bambolê,vai-e-vem,patins de roda,cavalinho de pau,telefone de latinhas,caleidoscópio,patinete,pula corda,jogo de varetas,balanço de pneu,aviãozinho de papel,dominó,bilboque,pingue-pongue,cama de gato com barbante,perna de pau,matraca. Ah ... , que saudades !!! Silvana Bacana.

Lili disse...

Vamos então acrescentar mais dois itens a sua lista: Andar de patinete - iogurte de garrafinha da leco... Hi!!! Acabei de denunciar minha idade... rsrsr

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...