quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Meu bem, meu "mau"...



"O bem não existe sem o mal e quando se aceita um Deus, então
tem que se dar, por outro lado, um lugar equivalente ao
demônio. Isto é equilíbrio. Vivo desta dualidade". Escher (Dica da Celena)


Meu bem,  meu "mau"...

A propósito da frase em epígrafe,
o Haroldo me confidenciou que, a esposa lhe leu esse pensamento,
um mês após casaram-se. E atualmente ela anda estranha,
vive balbuciando pelos cantos da casa as seguintes palavras:

Cadê Deus?! Cadê Deus!? Cadê???

Tempus fugit!

Carlos Kurare


Meu bem, meu mal - Gal Costa - comp.: Caetano Veloso

Nenhum comentário:

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...