quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O dia seguinte...



Uma visão menos Yoda da letra do Hino Nacional!
Carlos Kurare

Às vezes me pergunto: por que muitos jogadores de futebol, não sabem cantar o Hino Nacional? Não seria possível ensina-los? Talvez se ganhassem um bicho por cada execução correta do hino, isso os estimulasse a aprendê-lo.

Mas isso é simplista, o problema é maior, vejo que, muitas pessoas com nível universitário, mal conhecem o hino. Eu tive que ensinar meus filhos a cantá-lo. Não me lembro deles terem aprendido isso nas escolas pelas quais passaram. Ufanismos à parte. Conhecer o hino do país é uma demonstração de respeito ao próprio país. Fica muito chato ver pessoas, balbuciando ou movimentando os lábios durante sua execução, em síntese: enrolando!
Vamos aprender o Hino Nacional? Eu estou tentando e atentando para isso! “Gerundiando” na medida do possível. Vamos “gerundiar” juntos?
Vem comigo!

Das verdades insofismáveis que carrego comigo, "só sei que nada sei".

Brasília - 8/9/2010
Carlos Kurare



As margens plácidas do Ipiranga ouviram

Por Dad Squarisi

O Brasil se veste de verde e amarelo. Bandeiras hasteadas, prédios decorados, camisetas exibem as cores do país. A música mais tocada? É o Hino Nacional, claro. A gente o canta com entusiasmo. Mas a letra… Palavras complicadas, ordem inversa, abuso de adjetivos. Ufa! Nem professores conseguem ensiná-lo aos alunos. Que tal uma ajudinha? O blog revela os mistérios do símbolo desta Pindorama tropical. Em itálico, aparecem os versos como nós os cantamos. Em seguida, vêm em ordem direta. Nos parênteses, o sinônimo dos vocábulos mais difíceis. Vamos lá?

Hino Nacional

Letra: Osório Duque Estrada
Música: Francisco Manoel da Silva

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.

As margens plácidas (tranqüilas, serenas) do Ipiranga ouviram
o brado (grito) retumbante (estrondoso) de um povo heróico.
E o sol da liberdade, em raios fúlgidos (cintilantes),
brilhou no céu da Pátria nesse instante.

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Se conseguimos conquistar o penhor (garantia)
dessa igualdade com braço forte, o nosso peito
desafia até a morte em teu seio, ó Liberdade.

Ó Pátria amada,
Idolatrada
Salve! Salve!

Ó Pátria amada,
Idolatrada (adorada, venerada)
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido (intenso, vivo) de amor
e de esperança desce à terra se em teu formoso (belo) céu,
risonho e límpido (transparente), a imagem do Cruzeiro
(constelação do Cruzeiro do Sul) resplandece (brilha).

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza,
terra adorada,
Entre outras mil,
És tu,Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

Gigante pela própria natureza, és belo, és forte,
impávido (destemido, corajoso) colosso (gigante).
E o teu futuro espelha (reflete) essa grandeza,
Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
És mãe gentil (amável) dos filhos deste solo.

Deitado eternamente em berço esplêndido
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Ó Brasil, florão (abóbada, cúpula) da América, (tu) fulguras
(brilhas)
iluminado ao sol do Novo Mundo deitado eternamente
em berço esplêndido, ao som do mar e à luz do céu profundo.

Do que a terra mais garrida
teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
"Nossos bosques têm mais vida",
"Nossa vida" no teu seio "mais amores".

Teus campos risonhos e lindos têm mais flores,
nossos bosques têm mais vida,
nossa vida no teu seio (tem) mais amores
do que a terra mais garrida (enfeitada, graciosa).

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!
Brasil de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula:
Paz no futuro e glória no passado.

O lábaro (bandeira) que ostentas (exibe) estrelado
seja símbolo de amor eterno. E o verde-louro desta
flâmula (bandeira) diga: paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,
verás que um filho teu não foge à luta,
nem teme quem te adora
a própria morte.

Mas, se a clava (bastão usado como arma)
Forte da justiça (tu) ergues,
verás que um filho teu não foge à luta, nem teme a
própria morte quem te adora.

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

Fonte: Blog da Dad, veja aqui

Glossário Margens plácidas - "Plácida" significa serena, calma. Esse é o tom desses versos. Ao contrário do hino de outras nações, o nosso não fala em guerras 
Ipiranga - É o riacho junto ao qual D. Pedro I teria proclamado a independência. O Ipiranga nasce junto ao zoológico da cidade de São Paulo 
Brado retumbante - Grito forte, que provoca eco 
Penhor - Usado de maneira figurada, "penhor desta igualdade" é a garantia, a segurança de que haverá liberdade 
Imagem do Cruzeiro resplandece - O "Cruzeiro" é a constelação do Cruzeiro do Sul, que brilha, ou resplandece, no céu 
Impávido colosso - "Colosso" é o nome de uma estátua de enormes dimensões. Estar "impávido" é estar tranqüilo, calmo 
Mãe gentil - A "mãe gentil" é a pátria. Um país que ama e defende seus "filhos", os brasileiros, como qualquer mãe 
Florão - "Florão" é um ornato em forma de flor usado nas abóbadas de construções grandiosas. O Brasil seria o ponto mais importante e vistoso da América 
Garrida - Enfeitada, que chama a atenção pela beleza 
Lábaro - "Lábaro" era um antigo estandarte usado pelos romanos. Aqui é sinônimo de bandeira 
Clava forte - Clava é um grande porrete, usado no combate corpo-a-corpo. No verso, significa mobilizar um exército, entrar em guerra
Fonte Revista Escola Abril clique aqui

Yoda , o antigo e reverenciado Mestre Jedi, viveu seus anos finais se escondendo no planeta pântano de Dagobah. Com 900 anos de idade, Yoda treinou Jedi por oito séculos, e foi muito poderoso na Força. Entre seus últimos pupilos se encontram os mais importantes (e descuidados) Jedi na história recente, Obi-Wan Kenobi e Luke Skywalker.

Nos dias finais da República, Yoda era um respeitado membro senhor do Conselho Jedi. Servindo lado a lado com eruditos como Mace Windu e Ki-Adi-mundi, Yoda esteve presente durante os turbulentos eventos que eventualmente desmantelou uma República de centena de anos e selou o destino da Ordem Jedi. (Fonte: Wikipédia.)

Fafá de Belem - Hino Nacional Brasileiro


Frase de rodapé: "Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir." (Sêneca)

4 comentários:

Lee disse...

Muito bom... Yoda... muito bom... rs
Gostei da postagem, dos textos...

Anônimo disse...

Sem dúvida nosso Hino Nacional,letra e música, é lindíssimo,cantado pela maravilhosa Fafá de Belém,afinadíssima,então, é muito bom para nossos ouvidos !!! Pena que nosso país esteja coalhado de gente ignorante, medíocre,sem ética, sem moral,sem memória ...,mas não do saber de letra e música,e, sim, do saber de sua própria consciência !!! Ai,ai, as eleições aproximam-se,ai,ai, o quê será de nós ??? Silvana Bacana injuriada !!!

Anônimo disse...

É o fim mesmo, termos o mais lindo Hino Nacional...vibrante, cheio de vida...e poucas pessoas sabem cantá-lo, e quando o fazem parecem fazer apenas por obrigação. Os jogadores são os piores, talvez seja pelo "baixo salário" que recebem. Tadinhos... Muito triste isso.
Beijos

Anônimo disse...

Muito, muito boa postagem.
Bela e valiosíssima iniciativa. Parabéns.
Marta

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...