domingo, 5 de setembro de 2010

Sessão Pipoca - Charles Chaplin - The Immigrant


Estou em Brasília e por cá vi muitos migrantes.
Só migra quem não está bem em seu canto.
Por isso pretendo migrar!
Quero ir cantar meu canto em outro lugar,
quero entoar meu encanto em outro canto.

Carlos Kurare



The Immigrant - 1917

Charlie Chaplin - The Immigrant 1/3 (1917)




Charlie Chaplin - The Immigrant 2/3 (1917)



Charlie Chaplin - The Immigrant 3/3 (1917)

6 comentários:

Luna disse...

Carlos,

Contanto que você nos mande o seu canto, pode ser de qualquer canto, que a gente se encanta...

Anônimo disse...

Olá, Carlos!
Cantar um canto em OUTRO canto...
desde q continue o teu canto
será sempre um encanto...
às almas q bebem de teu canto.
Abraço! Tere

Anônimo disse...

Oi Carlos, tudo bem?
Você sabe que sou fã do seu blog, que adoro ler o que vc escreve, li em algum lugar aqui, você solicitando que divulguemos o seu blog.Nem precisa pedir isso eu já faço a muito tempo, e por falar nisso, os poemas lido por você, eu compartilho no orkut.Beijos
Alicce

Anônimo disse...

Olá Carlos
Gostei muito de vêr o inesquecível Charlie Chaplin... é muito bom revêr a magia e o encanto do cinema mudo, já que vivemos na era da ficção científica e das mega-produções cinematográficas. muito bom o seu blog.
Sou nova aqui e gosto de acompanhar diariamente.
Parabéns.
Isabel

Luna disse...

Prá você!!!

Sand Art - "One man's Dream 2010" - SandFantasy

http://www.youtube.com/watch?v=dEgSoTCgvgA

Anônimo disse...

Charles Chaplin é uma figura inesquecível em qualquer tempo, exemplo de sabedoria e sensibilidade.O filme escolhido é exemplo para muita gente de qualquer mundo. Boa sorte a Carlos Kurare em Brasília, que por aí sua inspiração aflore para todos os lados,menos no da política, é claro !!! Silvana Bacana.

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...