domingo, 3 de outubro de 2010

Ando devagar... mas ando! ...meio indiferente, aparentemente.




Ando devagar... mas ando! ...meio indiferente, aparentemente. Talvez, apenas diferente dos que andam à minha volta com seus  passos rápidos, ou muitas vezes...mais lentos.  Sei lá! Sei apenas que ando, e diferente dos indiferentes, ando coerentemente incoerente, anacrônico e antagônico sou hodierno, sou presente. Sou passado sou futuro. Sou decente. Pois sou despido de mentiras sou incongruententemente ser e estar. Estou aqui e o importante não é só ser mas é eSTAR!

3/10/2010 15:31 sampa

Carlos Kurare 
Escrito às pressas pois tenho que ir ao sufrágio. Ou naufráugio.Não estou bem certo ainda, mas tenho que ir ao porto deste mar de sargaço que de longa data é a política brasileira. Espero não sujar os pés no óleo desta areia suja.

Belissíma música portuguesa. Há anos que não a ouvia, bendita memória! Foi a primeira coisa que me veio à mente ao escrever "não sujar os pés no óleo desta areia suja".  Zeus me deixou sem saúde prostrado por anos em uma cama de ásperos lençóis, mas não me tirou a memória, as lembranças...a razão... não sei se isso foi um pequeno gesto de bondade ou de castigo maior...não sei... afinal 16 anos demoram a passar.) Ando devagar... 


Bem... vou rezar uma Ave marinha e dois pelicanos para ver se redimo meus pecados.



Rosalinda - Fausto



Tocando em Frente

Composição: Almir Sater e Renato Teixeira

Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Eu nada sei

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Todo mundo ama um dia.
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
e no outro vai embora

Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
De ser feliz

Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
De ser feliz

Tocando em Frente- Almir Sater


Renato Teixeira - Composição: Almir Sater e Renato Teixeira


Maria Bethânia

5 comentários:

Rê Liberato disse...

Não vou falar de política...já falei de mais...vou fazer política...exercer cidadânia...Vou lhe dizer da doença...aliás do binômio doença-saúde...e vou pedir ajuda ao mestre...Rubem Alves: "...Pode ser que você ainda não tenha se dado conta disso, mas o fato é que todas as coisas belas do mundo são filhas da doença.O homem cria a beleza como remédio para a sua doença, como bálsamo para o seu medo de morrer. Pessoas que gozam saúde perfeita não criam nada. Se dependesse delas, o mundo seria a mesmice chata. Porque haveriam de criar? A criação é fruto do sofrimento..." Só não concordo que a criação é fruto exclusivo do sofrimento...Acho que criação é fruto essencialmente do sofrimento...mas especialmente fruto do Amor..Amor campo fértil para a criatividade...O próprio Rubem Alves cita o poeta Heine, que sustenta que Deus criou o mundo porque estava doente de amor..."A doença foi a fonte do meu impulso e do meu esforço criativo, criando convalesci, criando, fiquei de novo sadio..."assinado Deus...atrevimento!!!!rsrsrsrs..Pois é...a máxima da homeopatia diz que o mesmo veneno que mata...também cura...similis similibus curantur...A Vida me ensinou a duras penas...que a doença como metáfora...ou metáfora...rsrs...só tem a função de fazer caminhar...seu caminho de evolução...Então tá, né...prosa boa...mas...fique bem...em paz...

Luna disse...

Eu sei que esses 16 anos demoraram para passar, mas não passaram em branco, não foram em vão...contribuíram para moldar, lapidar e fazer brilhar um homem e seus valores, suas idéias, seu talento! Nada é por acaso...

Beijos!

Anônimo disse...

Olá Carlos, conte-me sobre seus candidatos, ganharam ??? Votou ou justificou ou anulou ou o quê ??? Silvana Bacana.

simone cristina disse...

Oi Carlos

Tocando em Frente de Almir Sater é uma musica pra mim como filosofia de vida....otimo vc lembrar dessa musica; sobre seu poema Mentira muito bom...coloco que é um lado sombrio do humano nao podemos escapar e sim reparar...a alma é imoral nao podemos deixar de lado e sim saber andar lado a lado com ela!
Realmente estava "nervosinha, revoltadinha" para essas eleiçoes ...Sêneca me ajuda muito nisso...quando por obra do destino bom nao bem assim obra do trabalho em minhas maos chegou o exemplar Politica para nao ser idiota; de Mario Sergio Cortella ; resolvi " colocar o pe na lama" sim isso mesmo pois quem cala consente;como vou me calar, me anular; Existo logo Penso, ou sera Penso logo Existo ( a ordem dos fatores nao altera o resultado) Socrates rsss entao vamos colocar o pé na lama.....ESTOU ME REFERINDO AO VOTO tah....
Um abraço ,ah eu adoro Maiakoviski......
Simone Cristina

simone cristina disse...

ooiiii

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...