quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

A cigana leu o meu destino...



Caramba!!! Não acredito em bruxas mas que elas existem... Ah! Existem!!!

Recebi o mapa astral abaixo. É impressionante o que essa gente mística faz para me ipressionar. O pior é que conseguem!!!
Carlos Kurare


Recebi o mapa abaixo por email. Medoooo!

SOL EM ESCORPIÃO, ASCENDENTE EM CAPRICÓRNIO – O HERÓI DA RESISTÊNCIA


O ascendente do momento de seu nascimento era Capricórnio, Carlos, que se conjuga ao seu signo solar (Escorpião), traduzindo como qualidade principal uma persistência absoluta, umacapacidade de lutar por objetivos de longo prazo, uma dedicação total às coisas que você aprecia. Dedica tempo e energia às coisas que lhe interessam, com uma intensidade que deixa as pessoas fascinadas. E o mais interessante é que você tem um poder "intratransformador" que lhe permite ser um agente de mudança na vida dos outros. Com seu arguto olhar escorpiano, você vai ao cerne das questões, e é presença imprescindível em qualquer projeto que exija profundidade e destemor. O ascendente em Capricórnio lhe confere uma maturidade algo precoce, típica de pessoas que acordaram cedo para a vida e foram batalhar pelo próprio espaço.

Capricórnio, com sua qualidade saturnina diplomática, lhe empresta uma serenidade que em geral não é muito comum no seu signo, Escorpião. O resultado é uma personalidade guerreira, encouraçada, resistente a situações físicas e psicológicas bem difíceis. O problema, Carlos, diz respeito ao excesso de todas essas qualidades: sua couraça natural de defesa pode terminar virando angústia paranóica, do tipo que vê inimigos em todos os cantos, e que fica procurando razões ocultas por detrás das coisas mais simples. Este excesso de desconfiança faz parte tanto da natureza de Capricórnio quanto da do Escorpião, e você precisa aprender a moderar isso - nem sempre existe uma "trama" especial acontecendo, Carlos! É preciso aprender a dar um voto de confiança aos outros.

Tanto Capricórnio quanto Escorpião são sobreviventes de intempéries. A cabra sobe a montanha, haja neve ou sol, e o bicho escorpião anda melhor em terrenos pedregosos do que lisos. Isso pode se traduzir - num sentido negativo - numa espécie de "vício em batalhas". A pessoa fica tão acostumada com situações de conflito, que não sabe o que fazer quando vai tudo bem. Quando ainda não está suficientemente madura, a pessoa com este padrão astrológico termina simplesmente complicando o que simples estava, criando inimigos e causando encrenca como uma forma de "ter contra o que lutar". Nada que um pouco de reflexão e consciência não mudem... Mas primeiro é preciso tomar consciência deste processo, o que já são 50 passos na direção da mudança, do desenvolvimento de uma personalidade menos viciada em batalhas.

Você tem uma conexão natural com o poder, Carlos. Não com o poder enquanto objeto de gozo, mas o poder enquanto verbo, o famoso "eu posso". E, de fato, sua força de vontade é incrível, e você tem o raro poder de começar do zero quando, onde e como quiser. Tenderá a passar por mil mortes numa só vida, precisando começar tudo de novo, mas em todas as vezes terá muita destreza e espírito de luta. Cuidado apenas com uma tendência - muitas vezes inconsciente - de invocar para si um papel de poder autocrático, do tipo que os jogos sempre têm que ser do seu jeito. Tempo e maturidade corrigem esta tendência

Bem... é como sempre digo: "Tempus fugit"!

Endereço para fazer um mapa astral: www.personare.com.br

O Amanhã - Simone


Elis Regina - Cartomante - Transversal do Tempo


Todo Azul do Mar


Foi assim, como ver o mar
A primeira vez que os meus olhos se viram no seu olhar
Não tive a intenção de me apaixonar
Mera distração e já era momento de se gostar



Quando eu dei por mim nem tentei fugir
Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar
Quando eu mergulhei no azul do mar
Sabia que era amor e vinha pra ficar

Daria prá pintar todo azul do céu
Dava prá encher o universo da vida que eu quis prá mim

Tu...do que eu fiz foi me confessar
Escravo do teu amor, livre para amar
Quando eu mergulhei fundo nesse olhar
Fui dono do mar azul, de todo azul do mar

Foi assim, como ver o mar
Foi a primeira vez que eu vi o mar
Onda azul, todo azul do mar
Daria pra beber todo azul do mar
Foi quando eu mergulhei no azul do mar

Foi assim, como ver o mar
A primeira vez que os meus olhos se viram no seu olhar
Não tive a intenção de me apaixonar
Mera distração e já era momento de se gostar

Quando eu dei por mim nem tentei fugir
Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar
Quando eu mergulhei no azul do mar
Sabia que era amor e vinha pra ficar

Daria prá pintar todo azul do céu
Dava prá encher o universo da vida que eu quis prá mim

Tudo que eu fiz foi me confessar
Escravo do teu amor, livre para amar
Quando eu mergulhei fundo nesse olhar
Fui dono do mar azul, de todo azul do mar

Foi assim, como ver o mar
Foi a primeira vez que eu vi o mar
Onda azul, todo azul do mar
Daria pra beber todo azul do mar
Foi quando eu mergulhei no azul do mar

4 comentários:

Lee disse...

Viu como seu mapa astral lhe define bem?!É o "mapa" do Kurare!

Carlos Kurare disse...

Lee,

Medooooo...

Carlos Kurare

Hugo disse...

Também tenho essa combinação Carlos,e realmente ela é de dar medo!

Carlos Kurare disse...

rsrsrs

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...