quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Cinema com Los Amigos!


Rê,

Há um choro doido, que chora com a gente e nos deixa roído.
É aquele choro escondido... que choramos sozinhos.
Choro bom? É o choro amigo... choro do lado... choro sentido!
Aquele do qual escorre lágrimas salgadas de pura presença.

Obrigado aos meus caros amigos, a Eliane, e as minhas crianças por me concederam o privilégio de... me verem chorar. Ao longo da minha vida adulta... raríssimas pessoas presenciaram tal fraqueza, Ops! Digo franqueza!

Vamos às questões práticas:

Já tenho uma sugestão para o próximo filme da sessão cinema com LOS AMIGOS: Meus caros amigos! Vou por na lista de votação, afinal sou coerentemente... democrático.

Veja se pode ser no mesmo local. Como muita gente “chiou” do alto custo do evento. Que tal reduzirmos a contribuição para R$1,00 , podemos por mais água no café e servir aquelas pipocas que já vêem prontas em sacos cor-de-rosa. Isso reduziria drasticamente os custos do evento.

Putz! Deu vontade! Lembra-se? Eram pipocas doces.
Carlos Kurare 








Meus Caros Amigos
(Amici Miei)

Meus Caros Amigos é inesquecível. E, graças à genialidade do diretor Mario Monicelli, lançou as bases para a nova comédia italiana. Inteligente, irreverente, surpreendente e, sobretudo, engraçadíssimo, mostra o cotidiano de velhos amigos de escola que, apesar de cinqüentões e estabelecidos na vida, ainda se encontram para pregar peças e passar trotes em quem se atrever a ficar no caminho deles.


Assim, a memória do jornalista e narrador Giorgio Perozzi (Philippe Noiret) vai mostrando, em pequenas crônicas, histórias do grupo, que ainda conta com os amigos Lello Mascetti (Ugo Tognazzi), um conde falido, o arquiteto Rambaldo Melandri (Gastone Moschin) e Necchi (Duílio Del Prete). Entre uma pegadinha e outra, Perozzi relembra, inclusive, como o Doutor Sassaroli passou a fazer parte do grupo, dando origem a um quinteto pra lá de irreverente.


Altamiro Carrilho e Choronas Pedacinhos do Céu


Waldir Azevedo - "Brasileirinho" - Yo-Yo Ma


Waldyr Azevedo - Delicado (1950)

4 comentários:

Rê Liberato disse...

Carlos...Compartilhar emoções é algo que me acontece com frequência...meu trabalho me propõe isso..e é por isso mesmo que eu o faço com paixão. Vivenciar afetividade e intimidade...que surgem da exposição da alma humana...tocada pelo Divino e vulnerável na presença dele...frente às mais importantes questões do exercício de ser humano...é mais raro. Eu vivi isso com você e através de você...um homem com alma feminina...que tem coragem de se expor. Admiro você por isso...pela sua construção pessoal e pela relação amorosa e grata estabelecida com sua família. Família é a única base segura para uma semente germinar e desabrochar em flor...
Muitas estrelinhas a brilhar no seu céu...é o que desejo que o Papai Noel lhe traga neste Natal....como você sabe, para mim ele é uma realidade e portanto me relaciono muito bem com ele...ele tem motivois especiais para me atender...
Por mim...o cinema pode ser no mesmo batlocal...Vamos escolher a data...E vou adorar participar desse processo democrático para a escolha do próximo filme...Nunca vi tanta democracia junta!!!!
Vou aproveitar para deixar também muitas estrelinhas coloridas e cintilantes no céu de todos os seus leitores...que cada uma delas seja um presente divino inesquecível e escandaloso de bom...Beijos no coração

Rê Liberato disse...

Pedacinhos do céu??? Meu Deus...que dor no peito de emoção...Cansei de ouvi-la...madrugada...deitada na grama do meu lar em Cotia...olhando o céu...lotado de estrelas...que brincavam umas com as outras...mudavam de lugar...piscavam para mim...e me prometiam que o eu futuro seria uma explosão de cores...Obrigada!!!!! Doce feito algodão doce...

Márcia disse...

Olá Carlos, boas indicações de filmes rsss
Passei para lhe desejar
""Um Feliz Natal repleto de harmonia, cheio de luz, de paz, de amor, reconciliação, alegrias, alegrias, alegrias e muitas realizações!!!!
Celebrar o Natal é...
crer na força do amor é isto que
transforma o homem e o mundo.
Que a mensagem de fé e esperança do Natal renove nossas forças
para continuarmos lutando no Ano Novo que se anuncia."" :)))
Estarei viajando alguns dias, e não lerei seu blog :(
Um gde beijo!
Márcia

Lee disse...

fraqueza ?!...chorar de dor? oras querido!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...