quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Finalmente descoberta a cura da depressão!



Pesquisadores da Universidade de Princeton, EUA, descobriram que exercitar os dedos cura depressão, stress e outros males ligados ao sistema nervoso central. A técnica do exercício para os dedos foi aplicada em homens e mulheres, nas idades jovem, adulta e idosa e o o resultado foi surpreendente: 100% de alívio imediato no mal-humor, depressão, desentendimentos familiares etc.


Você, que sofre de algum distúrbio neurológico, ligado principalmente às condições de vida atual, pode - e deve - procurar ajuda na técnica revolucionária.

Na animação abaixo você pode ver como é simples o exercício. 


Obrigado pela dica Valéria! Ah! Por favor! Mande o material de treinamento pra eu praticar!

Paulinho da Viola - "Pecado Capital" (1976)

Confesso essa música lembrou-me da novela Pecado Capital...
Sim já assisti novelas e dai? Vai encarar?


E ainda lembrando o Tom. Veja você o tom da música da Fernanda Takai, dica da makhtub. Que bom ouvir a boa música a sair dos lábios de gente jovem!

Fernanda Takai - Insensatez


Insensatez
Composição: Antonio Carlos Jobim / Vinicius de Moraes

A insensatez que você fez
Coração mais sem cuidado
Fez chorar de dor
O seu amor
Um amor tão delicado
Ah, porque você foi fraco assim
Assim tão desalmado
Ah, meu coração que nunca amou
Não merece ser amado

Vai meu coração ouve a razão
Usa só sinceridade
Quem semeia vento, diz a razão
Colhe sempre tempestade
Vai, meu coração pede perdão
Perdão apaixonado
Vai porque quem não
Pede perdão
Não é nunca perdoado

8 comentários:

Luciana disse...

Pena, não gostei desse humor, e aliás eu acho que vc não é bem o que eu pensei...mas enfim conhecer , imaginar, fantasiar, e saber da real é tudo tão complexo, tão demorado...posso estar enganada em qualquer hipótese,posso mudar de idéia, conclusão, pensamento e sentimento...até agora tinha gostado,mas comecei a estranhar..talvez enxergar os defeitos...mas apenas estou dizendo a verdade do que senti e pensei agora ao te procurar e encontrar algo que me desagradou...Não se preocupe, sei que ninguém está no mundo pra satisfazer as necessidades de ninguém (escrito por um pensador que não me lembro o nome). Bem eu acredito que seja por ainda não termos conversado,mas isso acontece com qualquer amizade, não é?Virtuais então, mais ainda...
Mesmo assim gosto de vc,e adoro seu blog, portanto continuarei lendo.
Beijos

Carlos Kurare disse...

Luciana,

Continue lendo o Blog se isso lhe fizer bem, você não entendeu a piada? Levou a coisa pro lado pessoal? Tome cuidado com projeções. Afinal nós não nos conhecemos. Nós não conversamos. Eu tenho por princípio publicar todos os comentários dos leitores. Só não publico textos que agridam outros leitores.

O que me interessa é ser útil aos os meus pares e ser o mais verdadeiro possível. Dentro é claro... da possibilidade do ser.
Sou um generalista, meu Blog é genérico.

Eu gosto de satisfazer as necessidades dos outros desde que satisfaçam as minhas na mesma proporção. Não gosto de egoístas nem de generosos, gosto do igual! Gosto que me dêem o que dou! O que você me dá menina?
Critique a piada não a mim. Você nem me conhece!
Fique bem, se cuide!

Carlos Kurare
Ps.: Quanto a mim tanto faz se gostam ou não de mim, pois tenho a certeza que não agradarei a todos. Afinal, nem meu filho agrada! E é um bom menino!
?:0)

Erika Azevedo disse...

Caixas de bombons e flores agradam a todos, ou nem elas agradam a todos. Pode ser que nem todos percebam a riqueza desse espaço criado por você há quase um ano; um bebê que começa a engatinhar e "a quebrar vasinhos de cristais" por onde passa. Sei que para você, um homem objetivo, inteligente,corajoso e forte, tanto faz se gostam ou não de você. Mas eu gosto muuuuuuuuuuito. Por que "você não é nada do que pensei", é bem melhor.
Fernanda Katai é incrivel, minha conterrânea linda. Paulinho da Viola disse tudo "Dinheiro na mão é vendaval" mas enquanto está em nossas mãos, cura depressão, paga nossas dívidas, realiza muitos de nossos sonhos. rsrsrs
Parabéns e continue sempre enfeitando minhas manhãs com as flores que você espalha aqui pois "a crítica rasteja e a criaçõa voa.".
A, também quero o material para fazer o exercício que você sugeriu.

Carlos Kurare disse...

Erika,

Menina... Se eu tivesse esse material, você acha que em sã consciência eu estaria aqui? Rss!

Obrigado pelas palavras gentis! São leitoras assíduas como você que me motivam a manter o Blog com atualizações diárias. Só eu sei quantas horas são investidas com carinho neste Blog. Ele é atualizado diariamente e não recebo nenhuma remuneração por isso. Minha paga são os maravilhosos comentários que recebo aqui e o incentivo das amigas e amigos por fora ... nos bastidores.

Um beijo Erika!

Carlos Kurare

Lee disse...

Você estaria aqui sim... Carlos Kurare... mesmo que tivesse "muito" da matéria em questão nas suas mãos... estaria feliz e radiante...disseminando essa sua enorme cultura, compartilhando o seu saber... pois é a coisa que você mais ama fazer!

Luciana disse...

Eu critico a piada Carlos, mas se a piada foi postada , foi por ter agradado à você...e eu apenas me decepcionei porque não gostei da piada, e posso me decepcionar por gostar de alguém que gosta do que não gosto,mas ontem eu estava mal, talvez eu não devesse ter feito tal comentário, fiz até para buscar atenção de alguém que me interessa. Quanto a projeção é perigoso mesmo e tenho consciência de não te conhecer bem,mas um pouco posso dizer que sim, pois leio muito seu blog e lógico que ele expressa suas verdades. Claro que piada é piada,mas como toda a brincadeira, tem seu fundo de verdade. Bem, é difícil para a maioria das pessoas entender depressão e como tenho e faço tratamento, sempre me interesso pelo assunto.Daí ontem eu estava um pouco triste e entrei ansiosa quando vi seu post e me irritei com a piada. Claro que isso não quer dizer que eu vá te odiar, não sou infantil a ponto de desprezar uma amizade que pode ou não surgir e o que me perguntou a respeito do que posso te dar, eu sempre imaginei poder dar no mínimo de início minha amizade, meu interesse, minha admiração por você,pelo seu blog,seus escritos.
Sempre entro aqui e tento conversar. Há pouco tempo entrei de novo depois de longo tempo sem entrar nem no meu blog e tentei contato contigo. Talvez eu esteja me sentindo desprezada ou insignificante pra ti. Talvez eu esteja esperando pelo momento de te conhecer melhor por te curtir,talvez tenha sido esse meu jeito de chamar sua atenção. Se foi ruim, causei mal impressão pena...não gosto de me decepcionar e nem decepcionar alguém,mas sei que tenho que diminuir minhas expectativas.Também sempre fui como você, gosto de receber como posso dar,mas hoje tento aprender a pensar diferente, ninguém é obrigado a corresponder expectativas dos outros, somos o que somos. Mas uma coisa é certa eu prefiro que gostem de mim, prefiro gostar das pessoas e se não agrado quero saber porque...enfim me preocupo, talvez eu deva me preocupar menos.Na verdade, penso que devemos nos importar com quem gostamos e é chato quando não somos correspondidos...mas enfim é parte do jogo. Odeio a palavra jogo...mas é um 'jogo' essa vida, né? Um jogo que nos ensina a cada dia nos relacionarmos, nos comunicarmos e agora com a nova ferramenta , essa nossa 'NET', aprendemos de um jeito novo a nos comunicarmos. Temos que crescer. Enfim evoluir é e sempre foi meu objetivo, por isso mesmo que não concordemos eu sempre espero resposta e agradeço que vc o tenha feito. Gostaria de te conhecer melhor, mas isso só é possível se for seu desejo também não é??
Um abração
Sorry for anything...Luciana

Carlos Kurare disse...

Luciana,

Esqueçamos o ocorrido, já fiz muita M#$@, devido a momentos de tensão. Cometo mais erros do que posso corrigi-los. Ontem mesmo eu agi de forma incorreta com uma atendente de drogaria, bem nunca simpatizei com quem vende drogas! rsss
Eu estava errado, na hora fiquei na defensiva. Quatro horas depois eu passei lá para pedir desculpas. Ela estava impaciente e não foi muito receptiva. Mas sai de lá, me achando... Afinal vivo à vezes perdido! É isso errar todos erramos, o que é legal é perceber o erro e consertá-lo! Muitas vezes eu não percebo o erro que cometo, pois tenho os olhos baços. Alguém tem que vir e abri-los pra mim. Outras vezes percebo isso sozinho... ai me regozijo!

Só lhe peço como peço a todos os meus leitores, que não me julgue pelas partes, mas me julgue pelo todo!
Muita gente perdeu a oportunidade de me conhecer por cometer esse erro primário.
Desculpem-me, mas não sou simples... sou côncavo e convexo sou assim mesmo...complexo!
Um forte abraço!

Carlos Kurare

Luciana disse...

Também não sou nada simples, fiquei feliz pela sua resposta, obrigada.
Eu na maioria das vezes peço perdão, e nem sempre tenho certeza de estar certa ou errada. A vida é complexa, somos complexos e pessoas que questionam tudo e gostam de saber sobre tudo como acho que somos, sofrem mais. Eu, muitas vezes cheguei a pensar como seria se eu fosse uma pessoa ignorante , sem cultura, se sofreria menos. Entendo que não é bem por aí, afinal acredito que só com pensamentos é que chegamos a realmente aprender algo sobre nós seres humanos. E muitas vezes temos que controlar as emoções em prol de uma vida equilibrada. Sempre fui mais emoção,mas estou aprendendo a pensar mais e fazer menos bobagens. Muitas vezes sinto que vivo pedindo perdão, me sinto culpada de tanta coisa e queria que as pessoas olhassem pra seus erros também...enfim...o que importa é respeitarmos uns aos outros...
Hoje , esses dias estou bem triste e quer saber? Seu blog me faz ver coisas belas e isso me ajuda. Você passa a impressão de alguém sábio e claro, até por ter dado cabeçadas. A sabedoria tem sido uma palavra bem constante que tenho concluído por esses textos, blogs e facebooks da vida...Todos deveriam buscar isso.
Obrigada pela gentileza, beijão!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...