segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

A história do vaso


Vale a pena ler de novo! Publicado originalmente em Abril 01, 2010
A história do vaso que está em epígrafe...contarei aqui em detalhes. Já que feri suscetibilidades, e como ando com tanto encosto, acho, que não suportarei mais um.

Querida Maria Cereja, hummm cereja é bom! Melhor que blueberry!
Agora você faz parte da tribo e, portanto poderá ser iniciada nos mais obscuros informes sobre a origem do santo graal: o vaso mágico azul. Esse vaso pertence a minha mãe, ela o comprou há 40 anos no antigo Mappin (lembra-se?). Ele é de cristal (mentira) e o suporte de prata (eu juraria que é inox velho e oxidado). Mas isso não é importante, o essencial é o que vou lhe contar agora, minha amiga Sheyla gostou tanto dele, que resolvi bater uma foto para ela do vaso. E como ela foi a grande incentivadora deste blog. Numa época, em que tal incentivo foi vital para mim. Eu fiz questão de postar a foto que tanto a agradou na epígrafe do blog. Estou disponibilizando a foto original para você e para quem a quiser em alta resolução. Basta clicar na foto e copiá-la. Uma curiosidade ao olhar a foto em tamanho grande ver-se-á um mar dentro do vaso. Esse detalhe deve-se a reflexão causada pela luz solar na água. É como as qualidades que algumas pessoas possuem e só podem ser vistas, se as observarmos, com um olhar atencioso e terno.
Outra curiosidade é que a mão é minha, a flor peguei no canteiro do meu pai, o vaso é da minha mãe e o céu...
Ah! O céu é de todos nós!
Saúde!!! 
Carlos Kurare

As Bachianas Brasileiras Nº5 - Heitor Villa-Lobos

Nenhum comentário:

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...