quinta-feira, 31 de março de 2011

Nas asas da Panair



Tenho novidades para amanhã, portanto não perca a postagem de amanhã!

Quero agradecer aqui a Denise, mãe da Isabela e esposa do Fabiano Pela gentileza de ter-me ajudado a pegar o Avião pra Sampa. Infelizmente esqueceram-se de mim numa cadeira de rodas em frente ao Portão F, sendo que o embarque foi mudado para o portão 12, andar superior no último momento. Cadeira de rodas? Ops! Lá se vai mais uma penca de pretendes pro espaço. Meu vôo foi cancelado e tive que viajar pela Webjet. Nem água eles servem a bordo. Foi patético. A comissária de bombordo não tinha cardápio (eles cobram tudo) Na última hora apareceu um cardápio que teve que ser divido com todos os passageiros. Meu espanto foi quando pedi uma água de coco e me foi dito que só se eu pedisse comida poderia ter a água. UM ABSURDO! Minha poltrona estava com defeito. O vôo atrasou, ficamos parados sem ar condicionado. Quando levantamos vôo pensei: só falta o jipe não estar lá embaixo me aguardando!
Não retirei a bagagem no dia tentei entrar em contato com a webjet, mas ninguém atendia ao telefone ou caia no fax (por tutatis eles ainda usam fax?!). Um amigo (sim eu os tenho! Acredite se quiser!) passou no aeroporto e o setor estava fechado!!! Afinal, por que ficaria aberto durante o dia... malas não se extraviam, isso de se transviar é coisa de jovens.
Saudades do tempo da Panair.

Relaxe após dez dias de cama, já voltei a andar, com auxilio confortável de uma bengala. Segundo minha curandeira particular... devo andar sem o auxílio dela nos próximos dias. Sem o auxílio da curandeira é claro!

Uma vez resolvi fazer um curso para pilotar helicóptero, um dos professores disse-me que desistisse da idéia, pois eu vivia voando nas aulas. 

Carlos Kurare

Ah! Elis... que saudade menina... por que você viajou antes do combinado?

Elis Regina - Conversando no Bar


Hoje conversando com uma jovem, sobre o filme postado no Blog Horizonte perdido, lembrei-me do Burt Bacharach ai associei a Dione e como a jovem não conhecia a Dione, e provavelmente muitos dos jovens, com menos de 40, que visitam o blog (três na última contagem) talvez não conheçam também... com vocês...

Dionne Warwick - I Say A Little Prayer - Tradução


I say a little prayer for you - traduzido (gosto desta nova interpretação)

Um comentário:

Silvana Bacana disse...

Nossa Carlos,que horror o que lhe aconteceu hein!!!De qualquer maneira sabemos que quem está na chuva é para se molhar,temos que praticar a paciencia todos os dias,não tem jeito.É daí para pior a situação de quem vai viajar,tudo uma questão de sorte,tendo ou não, dinheiro no bolso.Seja bem vindo novamente a Sampa e espero que esteja recuperando-se e deixe a bengala de lado!!! Adorei sua postagem de hoje e a música, que amo com qualquer interpretação,pois levou-me a recordações ótimas do passado. Obrigada e cuide-se ok?

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...