quinta-feira, 28 de abril de 2011

VerDE Novo: Por falar em Jupiter 2...




Eu gostava muito do "Robot”, ele era assim... tão humano! E o Dr. Smith? O vemos tão presente na hodiernidade, sempre tão incorporado nas pessoas que orbitam à nossa volta. Eu tive um Robô de plástico comprei-o numa feira livre, puxa! Sou do tempo que vendiam brinquedos nas feiras livres. Por Tutatis!!! Sou do tempo que existiam feiras!!!


A postagem abaixo foi feita originalmente em 28 de abril de 2010.

Perdidos no Espaço é uma série que conta as aventuras no espaço da família Robinson , a bordo da nave Júpiter 2, juntamente com o Robô e o Dr. Zachary Smith ( genial interpretação do ator Jonathan Harris).

Nada tema com Smith não há problema! Rsrs! Como esquecer esse bordão? Sinto muito crianças do século XXI, mas tive a felicidade de ver as séries do século XX. Os defeitos especiais eram muitos, mas os roteiros eram brilhantes e cativantes! Os filmes de hoje são como os anúncios estampados na maioria dos fast-foods, são belíssimos, são plásticos! Parecem divinas aquarelas em papel branco, mas na hora que vamos comê-los têm gosto de...  papel e plástico. São insípidos como turfa (não confundir com trufa). 
?:o)
Carlos Kurare



A série
No final do século XX a Terra enfrenta o problema da super-população, que se torna crítico. A solução é a colonização do espaço sideral, começando por um planeta na órbita da estrela Alfa Centauri. Considerando o alcance da tecnologia americana, ele é o único planeta capaz fornecer condições ideais para existência humana.
Em 16 de outubro de 1997, o governo americano, através do Controle Alfa, lança a moderna e poderosa nave Júpiter 2, com a primeira família selecionada e treinada para dar início à colonização: os Robinson. É composta pelo pai John (professor de astrofísica e geofísica), pela mãe Maureen (bioquímica) e pelos filhos Judy, Penny e Will. Acompanhando-os, está o Major Donald West - piloto da nave - e um robô, programado para auxiliar a família no processo de colonização. Os Robinson e Don West foram colocados em estado de animação suspensa devido à longa viagem. O piloto automático da nave foi acionado.

Elenco da série
Entretanto, ocorre um imprevisto. O psicólogo do Controle Alfa, Coronel Zachary Smith, reprograma o robô dos Robinson para destruir a espaçonave após oitos horas de seu lançamento. Smith, na verdade, trabalha para um governo inimigo. Durante a produção da série (1965/68) o mundo estava em plena Guerra Fria, e assim, foi oportuno colocar o vilão como agente de uma potência inimiga dos Estados Unidos.
Ao fazer a checagem final de seu plano maléfico, Dr. Smith acaba ficando preso na nave e segue viagem na Júpiter 2. Com o peso extra de Smith, a nave sai de seu curso indo para o meio de uma chuva de meteoros. Após se livrar dos meteoros e anular a ação destrutiva do Robô, a família Robinson resolve tentar cumprir a missão de chegar à Alfa Centauro, apesar de estarem perdidos no espaço, pelos danos ocorridos na nave. O único a não concordar com a resolução é o "clandestino teimoso" Zachary Smith, que vai passar toda a série tentando voltar à Terra, principalmente por meio de traições e covardias. (peguei este texto aqui: retrotv.uol.com.br/ )

Perdidos no Espaço -  Primeiro Episódio completo


Hoje...

Entendo que coisas ruins acabem, mas quando as boas esvanecem-se diante dos meus olhos, sinto um aperto aqui dentro. Um aperto de partida! 
Carlos Kurare
Veja o que achei na maravilhosa caixa de Pandora que é o youtube:


PERDIDOS NO ESPAÇO - Imagens


Memórias Perdidos no Espaço - Parte 1 de 3


Memórias Perdidos no Espaço - Parte 2 de 3


Memórias Perdidos no Espaço - Parte 3 de 3


Feira livre
1. Bras. Feira (1) onde se vendem sobretudo legumes e frutas, ger. realizadas em dias fixos. [Tb. se diz apenas feira.]
© O Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa.

Um comentário:

simone cristina disse...

Oi CARLOS

Desejo que voce esteja bem; muito legal voce lembrar dos Perdidos no Espaço, mas me atrai na "frase" da postagem ...Uma frase de partida no qual voce colocou tao bem, como sempre o que voce faz traduzir sentimentos em palavras... Entendo que coisas e pessoas boas que entram em nossas vidas e partem nao precisam ir pro "espaço" e sim sentir "aquele aperto " que é a saudade boa que fica;no qual muitos tentam resistir a esse sentimento para nao entrar na imensidao de um mar feito de silêncio.

Um beijo em seu lindo coração, aquele que nos encanta com palavras lindas.

Cris

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...