quarta-feira, 25 de maio de 2011

Chorinho...




Hoje, no silêncio de um quarto... chorei!
A princípio foi um choro baixinho, desse que não queremos partilhar com ouvidos alheios. Foi um chorinho.
- Você me entende?
- Era um desses choros que queremos dividir só conosco e com mais ninguém!
- Choro particular...
- O motivo não foi perda, não foi dor. O motivo foi o antônimo de amor.
- Sabe? Muitos pensam que o contrário de amor é o ódio...
- Mas, eu lhe afirmo! O ódio ainda tem a humanidade do sentimento.
- Acredite-me! O anverso de amor é a indiferença!
- E foi ela com seu regador plúmbeo, regou meus olhos com a água salgada do mar da desatenção.
- Foi ela que semeou dentro de mim, angústias que cresceram rápido, como massa de pão-de-ló!
- Não me contive, e chorei sentido, chorei aquele choro ardido. Choro banido!
- Sabe... aquele com voz gutural, quase ganido. Ai perdi o controle, virou choro bandido. O coração descompensou!
- Perdi o controle das pernas e, caí em mim.
- E voltei a chorar baixinho...
- No silêncio de um quarto...
- Um silencioso... chorinho

Sampa - 24/5/2011 15:04

Carlos Kurare


E por falar em chorinho... Na verdade escrevi o texto acima, pois hoje senti vontade de ouvir chorinho. E como não postar aqui um vídeo desse mitológico Altamiro? Que cá entre nós, nos seus 85 anos dá um baile na meninada... 
O Carrilho é do carrilho!!!

Altamiro Carrilho - Carinhoso - Comp. Pixinguinha


Altamiro Carrilho - Flor Amorosa (Joaquim Calado)


Veja esta versão do Jacob:

Flor Amorosa com Jacob do Bandolin


Caramba mirei na caça e acertei no cachorro,
bem pelo menos vou ter carne pro jantar! ?:0)
Veja a maravilha dessa dupla dinâmica:


Brasileirinho tocado por Armandinho e Altamiro Carrilho

5 comentários:

margoh werneck disse...

Voce e sua maneira sutil de se expressar.

Adooro Altamiro Carrilho, mas fazia um tempão que
nao o ouvia (incoerente isso). Mas ouvi-lo aqui foi uma delicia.

Dormirei mais leve.

Bons sonhos a vc tb.

Beijao

Luna disse...

Carlos,

Nunca chorei ouvindo chorinho... mas hoje me emocionei lendo teu choro, que mesmo sem querer ser partilhado, transbordou... chegou aqui!

Hoje teu choro tocou mais alto que qualquer instrumento musical.

Quero outros choros teus... de alegria, de felicidade, de emoção...

E quero este choro fazendo bagunça na orquestra, desconcertando o maestro e a platéia (que te espera).

Quero tudo isso transformado em riso!!!

Beijo!

Maria selma disse...

Carlos,gstei do texto,o jeito seu de escrever...
passei para visita...estou seguindo ....
Linda tarde

Carlos Kurare disse...

Luna,

Obrigado pela delicadeza das palavras! Desconsertar o Maestro foi ótimo!

Um beijo!

Carlos Kurare

Carlos Kurare disse...

Maria Selma,

Obrigado por visitar esta humilde aldeia.
Se a tarde é linda eu não sei, pois estou na masmorra e a pouca luz que entra vem destes adoráveis comentários!

"Luz... quero Luz!"

Volte sempre!

Carlo Kurare

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...