quarta-feira, 29 de junho de 2011

VerDE Novo: Frango à passarinho! Postado originalmente em 31/07/10


"Éramos jovens, bonitos e estúpidos, agora somos só estúpidos!" Mick Jagger


A pergunta que não quer calar: Por que o frango cruzou a estrada?



"Eis a opinião de vários especialistas no assunto:

Platão: porque buscava o bem.
Aristóteles: é da natureza dos frangos cruzar a estrada.
Freud: a preocupação com o fato de o frango ter cruzado a estrada é um sintoma de insegurança sexual.
Maquiavel: a quem importa o porquê? Estabelecido o fim de cruzar a estrada, é irrelevante discutir os meios que utilizou para isso.
Marx: o atual estágio das forças produtivas exigia uma nova classe social de frangos, capazes de cruzar a estrada.
Einstein: se o frango cruzou a estrada ou a estrada se moveu sob o frango, depende do ponto de vista. Tudo é relativo.
Sócrates: tudo que sei é que não sei.
Parmênides: o frango não atravessou a estrada porque não podia mover-se. O movimento não existe.
Darwin: ao longo de grandes períodos de tempo, os frangos têm sido selecionados naturalmente, de modo que, agora, têm uma predisposição genética a cruzar estradas.
Blaise Pascal: quem sabe? O coração do frango tem razões que a própria razão desconhece.
Sartre: trata-se de mera fatalidade. A existência do frango está em sua liberdade de cruzar a estrada.
Nietzsche: ele deseja superar a sua condição de frango, para tornar-se um superfrango.
Richard Dawkins: na verdade são os genes para atravessar a rua que estão de fato atravessando a rua. O frango é apenas uma forma que os genes encontraram para realizar essa tarefa.
Pavlov: porque antes eu tocava uma sineta e oferecia alimento ao frango do outro lado da rua. Agora, após vários experimentos iguais, basta tocar a sineta sem lhe dar alimento que ele a atravessará.


Hipócrates: devido a um excesso de humores em seu pâncreas.
Kant: o frango seguiu apenas o imperativo categórico próprio dos frangos. É uma questão de razão prática.Martin Luther King: Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos serão livres para cruzar a estrada sem que sejam questionados seus motivos.
Schopenhauer: no ato de atravessar, está fugindo de si mesmo numa tentativa de aliviar o tédio e sofrimento que é estar vivo neste mundo sem sentido.
Newton: 1) Frangos em repouso tendem a ficar em repouso; frangos em movimento tendem a cruzar a estrada. 2) por causa da atração gravitacional exercida pelos outros frangos que já estavam do outro lado da estrada."

Anônimo


Minha modesta contribuiçao ao texto anônimo acima:
Gene Roddenberry :"Audaciosamente indo onde nenhum frango jamais esteve" (criador de star trek - frase de abertura do seriado)
George Mallory:Porque o outro lado da rua simplestmente está lá! ( Alpinista que escalou o everest)
Michelangelo Buonarroti: Por que só caminha por caminhos nunca antes percorridos.
Bob Marley: Ele não cruzou a estrada, ele viajou... 
Carlos Kurare

Uma dúvida me ocorreu agora, se a galinha faz sexo com o galo. O frango faz sexo com quem? (lembro-me dessa pergunta sendo feita pelo pai do Georges no genial seriado Seinfeld). 

Outra dúvida mais assustadora: Você já viu um chester? V I V O?!
Eu também nunca vi, e olha que os procurei no google, e só achei os bichos embalados ou prontos para servir.

Caso você já tenha visto um chester, um dodô ou uma harpia, e possa provar com fotos a existência dessas aves míticas, envie-me um e-mail com a foto para que eu possa postá-las no Blog.

Na próxima semana não perca a nossa revelação bombástica: cientistas da Patagônia revelam quem nasceu primeiro, se foi o ovo ou a galinha.

Escreva para mim: qual o animal mais estranho que bota ovos, anexe o link da foto do animal e ganhe um brinde do Blog (caso você envie a foto mais estranha, e, eu goste!).
Você sabe como esconder um elefante numa plantação de morangos? 
Simples! Pinte as unhas dele de vermelho.

Saiba na próxima semana a verdade sobre gemada de ovo de cobra e a cura da disfunção erétil em homem jacaré.


Marylou - Ultraje a Rigor


George Herbert Leigh Mallory (18 de junho de 1886, Mobberley, Cheshire – 8 de junho de 1924, Everest) foi um alpinista britânico.
Num de seus mais famosos momentos, ao ser perguntado repetidamente por repórteres em Nova Iorque durante uma série de conferências por que ele queria escalar o monte Everest, ele replicou a um deles "Porque ele está lá", frase hoje associada para sempre a ele e ao montanhismo.

Nenhum comentário:

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...