segunda-feira, 2 de abril de 2012


Há pessoas que me veem, como veem, um imenso iceberg

Avaliam-me pela aparência, 


julgam-me de forma precipitada, pelas minhas muitas palavras

 e... parcas atitudes!


Conhecem-me pouco...


Quero dizer a todos!

 “As coisas nem sempre são, o que aparentam ser” 


Saibam que sob esta pele de aparência... fria... dura... Monolítica.


Existe um homem!


Com um coração...


Frio


duro,


 monolítico!!!

Carlos Kurare









Coração de Pedra 




Oh, quanto me pesa
este coração, que é de pedra!
Este coração que era de asas
de música e tempo de lágrimas.

Mas agora é sílex e quebra
qualquer dura ponta de seta.

Oh, como não me alegra
ter este coração de pedra!

Dizei por que assim me fizestes,
vós todos a quem amaria,
mas não amarei, pois sois estes
que assim me deixastes, amarga,
sem asas, sem música e lágrimas,

assombrada, triste e severa
e com meu coração de pedra!

Oh, quanto me pesa
ver meu próprio amor que se quebra!
O amor que era mais forte e voava
mais que qualquer seta!

Cecília Meireles


Drão - Gilberto Gil - Letra

A História de Lily Braun - Maria Gadu (Chico Buarque e Edu Lobo) letra

Clique no link abaixo e vá ao final da página para ver os vídeos com as músicas citadas acima.

http://carloskurare.blogspot.com.br/2010/12/monolito-de-gelo-verde-novo.html

Posted by

Nenhum comentário:

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...