sábado, 7 de julho de 2012

Origami...

Na quebrada da noite, eu quero desdobrar-me nas dobraduras do seu corpo, e em êxtase, revirar-me no seu avesso, e transformá-la num imenso Origami.

Poemicro de Carlos Kurare

Sampa 15/06/12


Banho de Espuma - Rita Lee comp:Rita Lee/Roberto de Carvalho

4 comentários:

Lina Maria disse...

Ui!!! Uma banheira com água quentinha, cheia de espuma e
com alguém que inebrie os nossos sentidos...ah, é tudo de bom!!!
Assim pode amassar, dobrar, virar do avesso...como diz a Rita Lee...
"Quem quiser que se habilite, o que não falta é apetite!" rs
O problema reside justamente na falta de quem se habilite...rsrsrsr
Enfim, eu fico com Bethânia...canta Maria e "explode o coração"!
http://www.youtube.com/watch?v=j2QSkXo-jiY
Um beijo e um queijo!
Lina Maria

Vanessa Freire disse...

Acho que a dificuldade nem tanto em quem se habilitar... mas que essa dobradura seja feta com o toque das mãos que desejemos que sejam feitas... eita que acho que andei viajando um pouco com o poema a imagem e o comentário... rsrs

serendipityid disse...

É a melhor de todas as dobraduras...

Carlos Kurare disse...

Nós que temos artrite, nos desdobramos para dobrar as dobras duras! rsrs
Um beijo carinhoso do Kurare

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...