quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A voz!






Este é o meu jeito de lhe dizer, um pouco meio sem jeito,
 que você leva um jeito danado pra ser...
do meu jeito danado de ser.

Este é o meu jeito de lhe dizer, um pouco meio sem jeito, 
que você tem um jeito fadado pra ser... 
do meu jeito danado de ser.
Carlos Kurare

Sampa-23/10/2012 03:06



My Way - Frank Sinatra - Legendado

Um comentário:

Lina Maria disse...

"E fiz do meu jeito..."
"...você leva um jeito danado pra ser do meu jeito danado de ser."
Você...pronome de tratamento...você substitui um NOME...um NOME...IDENTIDADES!!!
Isso!!
Identidade é o tema de hoje.
E o que há para acrescentar diante de tamanha identidade?
Ah...só você mesmo,Neruda, seria capaz de fazê-lo, ou não...rsrsrsr

Soneto XVII - Pablo Neruda

NÃO TE AMO como se fosses rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
te amo como se amam certas coisas obscuras,
secretamente, entre a sombra e a alma.
Te amo como a planta que não floresce e leva
dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascender da terra.
Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
te amo diretamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei amar de outra maneira,

senão assim deste modo em que não sou nem és

tão perto que a tua mão sobre meu peito é minha

tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.

http://www.youtube.com/watch?v=6ARalNn0OLM&feature=related

A peça que faltava no quebra-cabeças e a nossa busca.
Você fez meus olhos brilharem hoje!
Um beijo!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...