segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Tempus fugit...




Pessoas queridas quando se vão, deixam em nós um grande vão!
Que paradoxalmente liga a nossa memória ao nosso coração.
Afinal... Você não vai  permitir que este belo dia passe em vão?.
Vá abraçar seu idoso, como a mortadela é abraçada pelo pão!

Carlos Kurare 

Uma Pequena História de Amor - Dirigido e animado por Carlos Lascano

2 comentários:

Lina Maria disse...

Um vídeo tão simples, mas com um imenso significado.
Histórias de amor sempre me emocionam...simples assim,
como pão com mortadela...
Abraços, meu querido!

Marina disse...

Lindo o amor...

Não se trata de α ou de Ω, mas sim de β...

Partículas de amor. A simplicidade é “tudo de bom”! Talvez por ela ser contínua e perpétua em sua continuidade.  Nós, as pessoas...