quarta-feira, 3 de abril de 2013

A cova ardia...


A cova ardia!

Desculpe-me a pressa e o atropelo.
Sei que é mais enrolado que novelo.
Mas...
Há quem mate um amor, ou deixa morrê-lo.
Pela covarde falta de coragem em mantê-lo.

Carlos Kurare

Sampa - 02/04/2013 04:37


Big Band Sessions - Projeto saravá - Atire a primeira pedra

3 comentários:

Anônimo disse...

Isso me serve porque "arde"...ainda arde...
Sempre preciso, em suas palavras...
Sempre preciso, dos seus conselhos!

Carlos Kurare disse...

Anonymous...

Procure alguém que sopre, que sopre delicadamente!

Unknown disse...

Vish, é que as vezes dá muito trabalho mantê-lo!!!

Não se trata de α ou de Ω, mas sim de β...

Partículas de amor. A simplicidade é “tudo de bom”! Talvez por ela ser contínua e perpétua em sua continuidade.  Nós, as pessoas...