Me empresta 1 minuto?


Olá! Você tem um minuto?

O Blog tem apresentado problemas nas últimas semanas. Vi que outros blogueiros têm reclamado também.
O registro de visitas apresenta problemas,  a opção de comentários some e volta. Vários itens não aparecem.  Na tentativa de contornar o problema, acabo de mudar para um modelo do blog de 2011. Vamos ver se ele volta a normalidade.

Está semana tem sido muito complicada para mim. Eu peguei uma virose brava que me jogou na cama e aproveitou-se do meu corpo. Senti-me como um rei, afinal não sai do trono por dias. Tive outros contratempos (infernais) também. 

Não tenho tempo nem saúde no momento para resolver os problemas do Blog. Não posso gastar energia nesse sentido, pois tenho outros problemas maiores para resolver.

Peço-lhe desculpas pelo visual do blog, mas eu também não estou nada bonito no momento.

Felizmente tenho uma meia-dúzia de quatro amigos que me dão uma força nestes momentos. Ainda bem que nunca acreditei em Duas-Facebook  e investi tempo e energia em bons amigos.

Quando eu puder escrever e postar novamente eu o farei.

Navegue pelo blog há muita coisa boa nos arquivos visite as postagens passadas, certamente gostará de ver a evolução ou involução que o tempo nos provoca. 

Demorou mais de um minuto para ler? Que culpa eu tenho se você não tem leitura dinâmica??? 

Um grande abraço para você. 

Carlos Kurare

Contato:
carloskurare@gmail.com 

Moacyr Franco - Soleado -


" Soleado " is a wordless song composed by Ciro Dammicco under the alias " Zacar ",based on his earlier composition " Le Rose Blue ".


Foi ao som desta música que apresentei uma peça que escrevi, dirigi e fui protagonista aos 13 anos. 

Eu era do ginásio, mas concorri e ganhei o festival de teatro do colégio. Minha querida professora, Dona Hilda, me disse após entregar-me o troféu que minha peça estava além da compreensão da maioria do público presente.

No ano seguinte mudei de colégio, perdi contato com a Dna. Hilda e nunca mais ninguém me estimulou a escrever e o sonho de menino de virar escritor foi lentamente se esvaecendo. 

Um estímulo, às vezes, cai tão bem...


Carlos Kurare

Comentários

Postagens mais visitadas