Eu sinto falta, da falta, que você me faz!

A bota sem par, onde andará o par desta bota...


Eu sinto...você!

Eu sinto falta dum corpo colado ao meu numa noite fria.
Sinto falta de uma companhia alegre a alegrar meu dia!
Sinto falta de uma flor a florir a pia do banheiro.
Sinto falta de um amor presente e companheiro.
Sinto muita falta de tudo que me apraz.
Sinto falta, da falta, que você me faz!

Carlos Kurare
Sampa, 22 de outurbro de 2014 17:45h



Sentimos saudade... não do que perdemos, mas do que nos faz falta! 
Carlos Kurare


Aline Miklos  - Curare - compositor: Bororó
Paulo da Costa (voz e violão), Aline Miklos (voz), Fábio Leão (cello) e Letho Nascimento (percussão)



Tom Jobim e Maucha Adnet - Curare (Bororó)

Comentários

Anônimo disse…
Adorei o poema! Lindo mesmo...Realmente também sinto falta de um bom dia, de um sorriso, de um beijo, de um abraço...A gente sente falta de alguém que não tem, mas quando tivemos devemos fazer com que cada momento realmente seja inesquecível.
Ozinete Araújo disse…
Eu sinto falta de andar com as maos dadas com alguem numa praia pela manha ou fim de tarde, deitar e caminhar descalço sobre o gramado verde do parque, andar de bicicleta, ai,ai se for citar tudo não caberá nestas linhas. Mas sinto a falta do cheiro gostoso de um perfume madeira, abrcar , beijar e admirar a beleza e cada movimento da pessoa......
Lilian Perencin disse…
Que poema lindo...

Postagens mais visitadas