sexta-feira, 12 de junho de 2015

Dia do que mesmo?



Dia dos namorados
 Buááááááá!!!


“Saudade é o sumo que escorre dos meus olhos,
 quando a tua lembrança me espreme o coração”
Carlos Kurare




No frio da saudade - Poema by Lívia - Voice by Carlos Kurare

Minha filha escreveu este poema aos quinze anos.

Fanatismo Florbela Espanca Voice Carlos Kurare


Oxente Uai - Ai que saudade d'ocê (Vital Farias)


"Este arranjo compõe o espetáculo 'Eles Passarão, Eu Passarim', projeto de estréia do grupo Oxente Uai. O trabalho é um vôo poético pelo forró, xote e baião, que traz para o palco o cancioneiro popular nordestino em uma roupagem contemporânea. O grupo Oxente Uai propõe uma hibridação entre a música erudita e popular além da soma de outras artes, como teatro, fotografia e literatura. O resultado é uma comunhão de diversos elementos que formam uma textura poética, autoral e sensível acerca do sertão. O espetáculo é um passeio pelos sentidos e sentimentos do sertão em busca de encontros que projetem ainda mais as vozes potentes da arte popular."

O Grupo
Voz: Raísa Campos
Violão e Cavaquinho: Victor Rodrigues
Acordeon e Viola: Gilmar Iria
Violoncelo: Garcia Junior
Percussão: Flávio Cravo

Ficha Técnica
Direção de Imagem e Edição: Vanessa Maciel
Gravação e Mixagem: Fábio Janhan
Produção Musical: Oxente Uai
Cenário: Vanessa Maciel e Raísa Campos
Figurino: Oxente Uai
Concepção de Figurino: Raísa Campos
Projeto Gráfico: Camila Campos
Produção Executiva: Raísa Campos

www.flavors.me/oxenteuai
www.facebook.com/GrupoOxenteUai
contato.oxenteuai@gmail.com


Minha Namorada-Vinícius e Miúcha


Minha Namorada
Vinicius de Moraes

Se você quer ser minha namorada
Ah, que linda namorada
Você poderia ser
Se quiser ser somente minha
Exatamente essa coisinha
Essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ser

Você tem que me fazer um juramento
De só ter um pensamento
Ser só minha até morrer
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarinho
Essas histórias de você
E de repente me fazer muito carinho
E chorar bem de mansinho
Sem ninguém saber por quê

Porém, se mais do que minha namorada
Você quer ser minha amada
Minha amada, mas amada pra valer
Aquela amada pelo amor predestinada
Sem a qual a vida é nada
Sem a qual se quer morrer

Você tem que vir comigo em meu caminho
E talvez o meu caminho seja triste pra você
Os seus olhos têm que ser só dos meus olhos
Os seus braços o meu ninho
No silêncio de depois
E você tem que ser a estrela derradeira
Minha amiga e companheira
No infinito de nós dois

4 comentários:

Gorety Leal disse...

Belo poema de Vinícius...

Unknown disse...

Posso ser sua namorada?
Bjs, Ane

Iraniane Oliveira disse...

Posso ser sua namorada?
Bjs, Ane

Phefix_2016 disse...

K.,depois desses poemas na sua voz... não há mulher que não esteja na briga pelo posto de sua namorada !!!
Tudo bem, pode ficar convencido!!!Rsrsr!

Muito além de um jardim!

Flor cuidada por mim Flor Amorosa Num belo dia desejei só para mim Mulher amorosa e decente E como jardineiro diligente Semeei a...